WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 81 | 82 || 84 | 85 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 83 ] --

No gráfico da Figura 3 ilustra-se a relação de mortes por asbestose e a área profissional em que existiu a exposição ao amianto. Pode-se constatar que o sector da construção civil é responsável por 24,6% das exposições mortais ao amianto, sendo claramente aquele que mais se destaca de forma individual (CDC, 1991 a 2008).

Figura 3 – Distribuição de mortes por asbestose em função do sector de actividade entre 1990-1999 (Martins, 2011)

4. CONCLUSÕES Nos últimos anos tem existido uma grande pressão para a remoção das coberturas de fibrocimento com amianto dos edifícios públicos Portugueses, principalmente das escolas. Conclui-se no entanto, que grande parte das pessoas associa o amianto apenas às coberturas e tubos de fibrocimento, existindo um grande desconhecimento dos inúmeros materiais nos quais o amianto pode estar presente. Embora parte da sociedade saiba que o amianto é indesejável, muitos desconhecem o verdadeiro grau de perigosidade e as situações de risco inerentes. É reduzido o número de pessoas e empresas que sabem como proceder corretamente na remoção do amianto.

Nas estatísticas fica claro que o número de mortes é enorme a nível internacional, pelo que existe uma grande necessidade de maior divulgação da realidade nacional para que toda a sociedade e em particular os trabalhadores da construção civil tenham a real noção da dimensão e gravidade do problema.

5. REFERÊNCIAS CDC. (1991 a 2008). Obtido em Fevereiro de 2011, de The Work-Related Lung Disease Surveillance Report, Relatórios de 1991, 1994, 1996, 1999, 2002, 2007 e 2008.: http://www2a.cdc.gov/drds/WorldReportData/ Martins (2011), Cláudio Martins, “Segurança e Saúde na Construção: Amianto e Substâncias Perigosas”, Dissertação apresentada para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia Civil na Especialidade de Construções, Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Maio de 2011.

ILO. (2006). Obtido em Maio de 2011, de International Labour Organization.

Follow-up to resolutions adopted by the 95th Session (2006) of the International Labour Conference and other matters arising - Resolution concerning asbestos.:

http://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---ed_norm/---relconf/documents/meetingdocument/wcms _gb_297_3_1_en.pdf

OMS. (2011). Obtido em Março de 2011, de World Health Organization. Occupational health. Asbestos-related diseases.:

http://www.who.int/occupational_health/topics/asbestos _documents/en/ USGS. (2006). Obtido em 03 de 2011, de Worldwide Asbestos Supply and Consumption Trends from 1900 through 2003, pag. 36 a 80: http://pubs.usgs.gov/circ/2006/1298/

USGS. (2009). Obtido em 3 de 2011, de Worldwide Asbestos Consumption from 2003 Through 2007, pag. 2 a 4:

http://minerals.usgs.gov/minerals/pubs/commodity/asbestos/mis-2007-asbes.pdf Vasconcelos, S. (01 de 03 de 2008). INSA. Obtido em Março de 2011, de Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), Amianto sem controlo: http://www.insa.pt/sites/INSA/Portugues/ComInf/Imprensa/Clipping/ Paginas/12032008050005.aspx Avaliação e caracterização do risco de lesão músculo-esquelética em profissionais de enfermagem que exercem a actividade domiciliária Assessment and characterization of musculoskeletal disorders risk in nurses that provide home care Martins, Joana ª, Torres, Madalena b, Carneiro, Paula c

ª ACES Cávado III Barcelos/Esposende, e-mail: joanacmartins@aeiou.pt; b Hospital de Braga, e-mail:

madalena.torres@sapo.pt; c Departamento de Produção e Sistemas, Escola de Engenharia, Universidade do Minho; email: pcarneiro@dps.uminho.pt

1. INTRODUÇÃO Os profissionais de saúde constituem um grupo com uma elevada exposição a factores de carga física (posturas penosas, manuseamento de cargas, actividades repetitivas, entre outros) conducentes a lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT). Destes, os enfermeiros apresentam uma elevada prevalência de LMERT em particular ao nível da coluna vertebral, sendo a movimentação de doentes e a manipulação manual de cargas as actividades que mais contribuem para o risco de lombalgias.

As lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho são indiscutivelmente um dos problemas de saúde associados à actividade de enfermagem, com um enorme impacto e dimensão no desempenho e qualidade de vida destes profissionais. A evidência deste aspecto é corroborada pelos resultados obtidos em inúmeros estudos realizados em contexto nacional e internacional ao longo dos últimos anos (Fonseca, 2005; Cotrim et al., 2006; Alexopoulos et al., 2006; Barroso et al., 2007; Baumann, 2007; Martins, 2008; Martins & Barroso, 2008; Torres, 2009; Torres, Arezes & Barroso, 2010).

Martins e Barroso (2008), no estudo realizado sobre caracterização e análise da percepção do risco de desenvolvimento de LMERT em profissionais de enfermagem que desempenham a sua actividade em contexto hospitalar, sugerem o desenvolvimento de investigação em enfermeiros dos cuidados de saúde primários, que desempenham a sua actividade em contexto de prestação de cuidados de saúde domiciliários.

Partilhando desta preocupação, e não se verificando a existência em Portugal de estudos sobre LMERT em contexto





domiciliário, foi levado a cabo o presente estudo, que tem como objectivos:

Identificar os factores de risco de natureza ergonómica que possam estar a contribuir para a predisposição de LMERT na actividade de enfermagem em contexto domiciliário;

Avaliar o risco objectivo de LMERT em profissionais de enfermagem que desenvolvem a sua actividade em contexto domiciliário.

2. MATERIAIS E MÉTODOS Com vista à concretização dos objectivos definidos foram aplicadas duas metodologias distintas para a quantificação do risco de LMERT associadas às actividades de enfermagem desenvolvidas no domicílio: REBA – Rapid Entire Body Assessment (Hignett & McAtamney, 2000) e MAC – Manual Handling Assessment Charts (HSE, 2002).

A selecção das metodologias utilizadas teve em consideração as condições de aplicação e os objectivos das próprias técnicas e a adequabilidade das mesmas para a avaliação do risco neste contexto de trabalho.

Assim, a técnica REBA foi empregue para a quantificação do risco de LMERT associado às actividades de assistência, tratamento e movimentação de doentes, e o método MAC foi aplicado a diversas tarefas de Manipulação Manual de Cargas (MMC) como operações de elevação, operações de transporte e operações de movimentação em equipa.

Para aplicação destas metodologias de análise ergonómica, foram utilizadas imagens vídeo e fotográficas, obtidas em contexto real de trabalho, a 5 enfermeiros do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Cávado III Barcelos/Esposende, durante os meses de Novembro e Dezembro de 2010.

De forma a proceder-se à filmagem das actividades domiciliárias foi solicitada autorização escrita aos utentes ou respectivos familiares e aos profissionais envolvidos, explicitando os objectivos do estudo e salvaguardando a confidencialidade e anonimato dos envolvidos.

Para a utilização da técnica REBA foram analisadas 16 actividades que decorreram no domicílio, desempenhadas por diferentes profissionais, abrangendo maioritariamente actividades de tratamento de feridas (úlceras de pressão e úlceras varicosas) a utente independente e a utente dependente, vacinação e posicionamento do utente no leito.

Na aplicação do método MAC, foram seleccionadas 10 actividades de manipulação manual de cargas, de acordo com a frequência do tipo de carga manipulada e da diversidade de condições habitacionais. Do total de tarefas de manipulação manual de cargas observadas (52) foram avaliadas apenas 23. Com esta metodologia foi efectuada a avaliação dos factores de riscos mais comuns associados às operações de elevação/abaixamento e transporte, operações de elevação em equipa, sendo identificadas as características das tarefas analisadas que devem ser alteradas de modo a reduzir o risco de ocorrência de LMERT.

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Os valores REBA, obtidos das várias posturas analisadas, correspondentes a cada uma das actividades desenvolvidas pelos enfermeiros no domicílio, variaram de 4 a 9 pontos. Assim, nas actividades de: (i) tratamento de feridas – os valores REBA variaram entre 4 e 8, que vão de um nível de risco médio a alto; (ii) posicionamento – obtiveram-se valores REBA entre 6 e 9, representando um nível de risco de médio a alto; e (iii) vacinação – obteve-se um nível de risco médio (REBA=5).

Por outro lado, em todas as tarefas de MMC analisadas através do MAC foram identificadas características cujo risco de desenvolvimento de lesão músculo-esquelética se situa num nível médio ou elevado (valores entre 2 e 14 pontos). Das várias tarefas de MMC analisadas, os factores de risco que mais poderão contribuir para o desenvolvimento de LMERT nos enfermeiros que prestam cuidados de saúde no domicílio, são: (i) dimensões da carga; (ii) torção e inclinação lateral do tronco; (iii) assimetria da carga; (iv) constrangimentos à postura – espaços exíguos; (v) mau estado do pavimento; (vi) grandes distâncias percorridas no transporte de cargas e (vii) obstáculos no percurso – escadas.

4. CONCLUSÃO Os resultados obtidos ao longo do estudo evidenciam, de forma clara, a presença de múltiplos factores de risco de natureza ambiental, organizacional, estrutural e de equipamentos, e o importante contributo dos mesmos para a existência de níveis de risco classificados entre o moderado e o elevado.

A quantificação do risco de LMERT obtida por intermédio da aplicação do REBA, demonstrou que existe um risco moderado e por vezes elevado de ocorrência de distúrbios músculo-esqueléticos, associado ao conjunto de actividadestipo (assistência, tratamento e posicionamento de doentes), analisadas em contexto domiciliário. Também o risco de LMERT associado às diversas tarefas de MMC analisadas (operações de elevação/abaixamento e transporte, operações de elevação em equipa) foi classificado através da aplicação do método MAC, entre o nível moderado e elevado.

Refira-se, no entanto, que a metodologia MAC não é aplicável na maioria das operações de MMC que observámos. Das tarefas de MMC observadas não foram analisadas 29, pelo facto desta ferramenta não se aplicar nas tarefas de elevar/baixar com uma só mão, transporte em equipa e transporte com o antebraço, maioritariamente observadas nos enfermeiros em análise.

5. REFERÊNCIAS Alexopoulos, E.; Burdorf, A. & Kalokerinou, A. (2006). A comparative analysis on musculoskeletal disorders between Greek and Dutch nursing personnel. Int Arch Environ Health, 79:82-88.

Barroso, M. et al. (2007). Análise e Prevenção das Lesões Músculo-esqueléticas em Contexto Hospitalar. Comunicação apresentada no âmbito do Workshop “Atenção! Mais carga não”, realizado na Universidade do Minho em Guimarães, 31 Outubro de 2007.

Baumann, A. (2007). Entornos de prática favorables: lugares de trabajo de calidad = atención de calidad al paciente: carpeta de herramienta de información y acción. Genebra: International Council of Nurses, ISBN 92–95040–82–1, 75p.

Cotrim, T.; Ramalho F.; Duarte A. & Simões A. (2006). Assessing the exposure risk to low back-pain at nurses related with patient handling using MAPO. Proceedings of the 16th World Congress on Ergonomics – Meeting Diversity in Ergonomics, Maastricht, Holanda, Julho.

Fonseca, M. (2005). Contributo para a avaliação da prevalência de sintomatologia músculo-esquelética auto-referida pelos enfermeiros em meio hospitalar. Dissertação de Mestrado em Saúde Pública. Porto: Faculdade de Medicina e Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, 125p.

Hignett, S. & McAtamney, L. (2000). Rapid Entire Body Assessment (REBA). Applied Ergonomics, 31(2): 201-205.

HSE (2002). Manual handling Assessment Charts (MAC): Health & Safety Executive (HSE) and Health & Safety Laboratory (HSL), UK.

Martins, J. (2008). Percepção do risco de desenvolvimento de lesões músculo-esqueléticas em actividades de enfermagem. Dissertação de mestrado Engenharia Humana. Guimarães: Escola de Engenharia/Universidade do Minho, 142p.

Torres, Madalena (2009). Percepção do Risco de Desenvolvimento de Lesões Músculo-Esqueléticas em Actividades de Enfermagem no Contexto de Emergência Pré-Hospitalar. Tese do Curso de Mestrado de Engenharia Humana. Guimarães: Escola de Engenharia/Universidade do Minho, pp. 212.

Torres, Madalena; Arezes, Pedro M. & Barroso, Mónica P. (2010). Risk perception of work related musculoskeletal disorders in prehospital emergency. In Reliability, Risk and Safety – Ale, Papazoglou & Zio (eds)(2010), Taylor & Francis, London, ISBN 978-0pp. 2375-2381.

Idosos: Queda x Percepção do Ambiente Aged: fall x perception of the environment Martins, Lauraa, Hazin, Márciab a Doutora UFPE, Universidade Federal de Pernambuco, Av. Prof. Moraes Rego,1235,Cidade Universitária, Recife, PE.

email :laurabm@folha.rec.br ; bMestranda UFPE, Universidade Federal de Pernambuco, Av. Prof. Moraes Rego,1235,Cidade Universitária, Recife, PE., e-mail: e-mail: marhazin@gmail.com

1. INTRODUÇÃO A verificação do aumento da população idosa no mundo exige da sociedade do século XXI, uma nova abordagem acerca do envelhecimento em seus diversos aspectos.

Este artigo faz uma análise de como o tema “Quedas em Idosos x Percepção Ambiental” vem sendo tratado na última década (2000 a 2010), pela comunidade científica através da busca em periódicos bem conceituados no mundo acadêmico, no âmbito internacional.



Pages:     | 1 |   ...   | 81 | 82 || 84 | 85 |   ...   | 153 |


Similar works:

«Return to previous file: Part 6 Figure 18. ‘Culinary operations’ in the uncompleted limestone buildings of Castle Hill Station. Photo courtesy of Canterbury Museum (Denham Collection; reference number CMNZ 15551). Figure 19. Castle Hill Station, with water reservoir in foreground and the old homestead in the distance. Kura Tawhiti is the low hill in the middle distance at the right. Photo courtesy of the Alexander Turnbull Library, Wellington, New Zealand (reference number 104398 ½). ...»

«HR/854 Promotions Criteria: Academic Staff Key updates for 2015/16  Academic staff are expected to demonstrate an ongoing commitment to teaching excellence. This will include achieving formal accreditation or recognition. There are a range of pathways by which this accreditation can be achieved. For further details, please refer to the Appendix – Frequently Asked Questions.  Academic staff who are demonstrably performing far beyond the norm are able to apply for accelerated promotion....»

«An Roinn Oideachais agus Scileanna Department of Education and Skills Subject Inspection of Metalwork and Engineering REPORT Gorey Community School Gorey, County Wexford Roll number: 91492N Date of inspection: 24 March 2010 REPORT ON THE QUALITY OF LEARNING AND TEACHING IN METALWORK AND ENGINEERING SUBJECT INSPECTION REPORT This report has been written following a subject inspection in Gorey Community School. It presents the findings of an evaluation of the quality of teaching and learning in...»

«Impresoras HP Deskjet 6500 series 1 Impresoras HP Deskjet 6500 series Para obtener la respuesta a una determinada pregunta, seleccione el tema correspondiente a continuación: HP Deskjet 6520 series HP Deskjet 6540-50 series • Avisos • Avisos • Funciones especiales • Funciones especiales • Primeros pasos • Primeros pasos • Conexión a la impresora • Conexión a la impresora • Impresión de fotografías • Impresión de fotografías • Impresión de otros documentos •...»

«Área: EEUU-Diálogo TransatlánticoARI Nº 106/2005 (Traducción del inglés) 1/9/2005 Cambios en el Consejo de Seguridad que podrían impedir una reforma más amplia Soeren Kern ∗ Tema: El 11 de julio la Asamblea General de las Naciones Unidas abrió el debate sobre la reforma del Consejo de Seguridad de la ONU. Resumen: Tras un decenio de debate informal, ha empezado ya a producirse un debate serio sobre lo que podría conducir a una reforma radical del prestigioso Consejo de Seguridad de...»

«ROADSIDE REFLECTORS AND MIRRORS Roadside reflectors and mirrors have been applied as a potential deer-vehicle crash (DVC) countermeasure for several decades (See Figure 1). These devices reflect (or mirror) the light from oncoming vehicle headlights into adjacent roadside areas. Their primary objective is to reduce nighttime DVCs by using reflected/mirrored light to frighten, distract, freeze, and/or alarm animals enough that they will not cross the roadway. Polished steel is the most common...»

«REVISTA CIDOB D’AFERS INTERNACIONALS 68. Fundación CIDOB Calle Elisabets, 12 08001 Barcelona, España Tel. (+34) 93 302 6495 Fax. (+34) 93 302 2118 info@cidob.org Migraciones y relaciones internacionales entre España y Asia La emigración laboral pakistaní: nuevos destinos en Europa Revista CIDOB d’Afers Internacionals, núm. 68, p. 89-96 La emigración laboral pakistaní: nuevos destinos en Europa Nasra M. Shah* RESUMEN En una primera parte, el presente artículo hace un repaso...»

«Encoded Universality from a Single Physical Interaction J. Kempe,1,2, D. Bacon,1,3 D. P. DiVincenzo,4 and K. B. Whaley1 Departments of Chemistry1, Mathematics2 and Physics3, University of California, Berkeley 94270 IBM Research Division, T.J. Watson Research Center, Yorktown Heights, New York 10598 We present a theoretical analysis of the paradigm of encoded universality, using a Lie algebraic analysis to derive specific conditions under which physical interactions can provide universality....»

«ISIL: Nationals of ICC states parties committing genocide and other crimes against the Yazidis Requesting the commencement of a preliminary examination in the situation involving genocide and other crimes committed against the Yazidis in Sinjar and Nineveh Plains since August 2014 Submitted by Yazda and the Free Yezidi Foundation Supported by the Kurdistan Regional Government of Iraq September 2015 REDACTED About the Authors Yazda is a global Yazidi organization. It is registered as a nonprofit...»

«Thus Spake Zarathustra A Book for All and None by Friedrich Nietzsche Trans. Thomas Common Styled by LimpidSoft Contents INTRODUCTION BY MRS FORSTER-NIETZSCHE 1 FIRST PART 15 ZARATHUSTRA’S PROLOGUE........... 15 I. THE THREE METAMORPHOSES......... 32 II. THE ACADEMIC CHAIRS OF VIRTUE..... 34 III. BACKWORLDSMEN............... 37 IV. THE DESPISERS OF THE BODY........ 40 V. JOYS AND PASSIONS............... 42 VI. THE PALE CRIMINAL......»

«CONVERT-2 ® USER GUIDE SAFETY REVIEW The Exclamation point within an equilateral triangle is intended to alert the user to the presence of important operating and maintenance (servicing) ! instructions in the literature accompanying this product Certain precautions should be taken when using electrical products. Please observe the safety hints by reading the manual and obtaining qualified help if necessary to adhere to the precautions. ! 1. Always use a properly grounded power supply cord with...»

«Against Metaphorical Meaning Ernest Lepore and Matthew Stone1 Speakers can use metaphors to make their views plain. Matt Groening, with (1), presents an unmistakable characterization of the feelings of love.1. Love is a snowmobile racing across the tundra and then suddenly it flips over, pinning you underneath. At night, the ice weasels come. Groening’s imagery has an absurd particularity, of course, yet many readers still resonate to his portrayal of the exhilaration of a new relationship,...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.