WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 68 | 69 || 71 | 72 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 70 ] --

2006. Annals of Oncology, 18(3), 581-592 Flood, J. E., & Rolls, B. J. (2007). Soup preloads in a variety of forms reduce meal energy intake. Appetite, 49(3), 626-634 Food and Nutrition Board. (2004). Dietary Reference Intakes for Electrolytes And Water. Dietary Reference Intakes: Water, Potassium, Sodium, Chloride, and Sulfate. From: www.nap.edu Geaney F., Harrington J, Fitzgerald AP, Perry IJ. (2010). The impact of a workplace catering initiative on dietary intakes of salt and other nutrients: a pilot study. Public Health Nutrition: 14(8), 1345–1349 He, F. J., & MacGregor, G. A. (2009). A comprehensive review on salt and health and current experience of worldwide salt reduction programmes. J Hum Hypertens, 23(6), 363-384 Instituto Nacional de Estatística [INE] (2002) Destaque do INE, Resultados Definitivos As causas de Morte em Portugal 2000.

Lopes Carla, Santos AC, Ramos E, Gaio AR, Barros H. Consumo alimentar no Porto. (2006) Faculdade de Medicina na Universidade do Porto.

Mano, ML, Amorim Cruz, JA. (1983) Composição das refeições servidas nas cantinas das escolas preparatórias e secundárias do concelho de Braga. Centro de Estudos de Nutrição. 34-62 Maureen K. S., Leann L. B., Liane S. R., Barbara J. R. (2011). Serving large portions of vegetable soup at the start of a meal affected children’s energy and vegetable intake. Appetite, 57, 213–219 Moreira P., Padrão P. (2006) Educational, economic and dietary determinants of obesity in Portuguese adults: A cross-sectional study.

Eating Behaviors. 7 ( 3), 220-228 Orfanos, P., Naska, A., Trichopoulos, D., Slimani, N., Ferrari, P., van Bakel, M., et al. (2007). Eating out of home and its correlates in 10 European countries. The European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition (EPIC) study. Public Health Nutr, 10(12), 1515-1525.

U.S. Department of Agriculture U.S. Department of Health and Human Services. (2010). Dietary Guidelines for Americans, 2010.

Washington, DC: U.S. Government Printing Office Vieira E, Ferreira, IMPLVO, Pinho O. (2011). Validation of a Fast Sample Preparation Procedure for Quantification of Sodium in Bread by Flame Photometry. Food Anal. Methods.

Webster JL, Dunford EK, Hawkes C, Neal BC. (2011) Salt reduction initiatives around the world. J Hypertens. 29(6):1043-50

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

Educação Cidadã e a Temática da Segurança e Saúde Ocupacional em Portugal e no Brasil: Formação ou Informação para Prevenção?

Focus of Citizenship Education and Occupational Safety and Health in Portugal and Brazil: Education and Prevention Information?

Gonçalves, Fernando J. F.a, Santos, J.b, Magalhães, A., P., Barbedo dec a UP-IFSC, Porto, PORTUGAL- Florianópolis, BRASIL; fernando.jose@fe.up.pt; bCISA/ESTSP, PROA/CIGAR, Porto, PORTUGAL; jds@estsp.ipp.pt ; cFEUP, Porto, PORTUGAL; barbedo@fe.up.pt

1. INTRODUÇÃO Emergem na investigação questões para a reflexão sobre a estruturação dos processos educativos escolares e quais serão os encaminhamentos mais pertinentes para a temática da segurança e saúde ocupacional (SSO). Os profissionais e docentes da área de SSO e da educação devem estar atentos a tratar dos processos educativos que contemplam a temática como um mecanismo que acrescenta e resulta na eficiência da prevenção dos riscos ocupacionais. A eficiência do controlo técnico-científico sobre processos ocupacionais insalubres, perigosos e penosos ao homem depende de cidadãos sensibilizados para a sua importância e preparados para sua utilização. O presente estudo tem como objetivo promover a reflexão da importância da educação como mecanismo de prevenção dos riscos ocupacionais através da comparação entre os sistemas educativos de Portugal e Brasil.

2. MATERIAIS E MÉTODOS Como método utilizou-se o mecanismo empregado em investigações de educação que necessitam de uma metodologia qualitativa para a compreensão de uma temática multifacetada. Então, a utilizada foi a Análise Textual Discursiva (ATD). Moraes (2005) afirma que: “(...) análises textuais são modos de aprofundamento e mergulho em processos discursivos, visando a atingir aprendizagens em forma de compreensões reconstruídas dos discursos, conduzindo a uma comunicação do aprendizado e dessa forma assumindo-se o pesquisador como sujeito histórico, capaz de participar na constituição de novos discursos.” A Figura 1 apresenta uma representação gráfica da metodologia ATD.

Figura 1 – Representação esquemática da ATD (Torres et al., 2008)

O corpus da investigação são os dados obtidos na pesquisa bibliográfica e citados nas referências com destaque para as leis dos sistemas educativos de Brasil e Portugal (ideias, reflexões, argumentos, outros). Esses materiais, segundo Torres et al.

(2008), devem ser selecionados pelos investigadores, que decidem e delimitam os elementos necessários para a análise. A etapa a seguir, a da desconstrução ou delimitação em unidade de análise, tem a finalidade de especificar elementos textuais de relevância que possibilitem uma compreensão dos sentidos que emergem dos registos. Neste estudo os elementos textuais das referências foram extraídos do texto original de forma a constituírem um conjunto de fragmentos textuais denominados de unidades de análise (etapa da desconstrução na Figura 1). A unidade de análise é fundamentada de acordo com os objetivos da investigação. Nesta investigação foram observadas como categorias previamente estabelecidas a estrutura educativa escolar sobre a temática da SSO de Portugal e do Brasil, comparando suas leis de bases educativas. A etapa que finaliza o processo é a da comunicação que para este estudo compreende o resumo apresentado. Como técnica de recolha de dados foi utilizada a pesquisa bibliográfica documental. Foram consultadas obras de relevância para configuração da comunicação e também consultado, por meio de uma entrevista, um professor da rede escolar pública de Portugal para um melhor entendimento do tratamento da temática da educação no país.





3. RESULTADOS E DISCUSSÃO A prevenção dos riscos ocupacionais pode e deve ser realizada através de controlo técnico-científico o que ocorre em Portugal e no Brasil e também em outros países. Porém, a prevenção dos riscos ocupacionais poderá ser enfrentada com mais eficiência se agregada a processos educativos que exercitem a temática da SSO para cidadania. É pertinente relembrar a definição de cidadão e cidadania. Segundo P. Freire (1993), “ (…) cidadão significa indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um Estado e que cidadania (…) tem que ver com o uso dos direitos e o direito de ter deveres de cidadão.” A questão relativa aos direitos e deveres de cidadão deve ser percebida, e exercitada desde a educação proporcionada pela família, depois pela escola, e complementada por outras instituições que compõe o mosaico institucional social. De modo a dar cumprimento ao objetivo do presente estudo, procedeu-se à comparação das leis de bases dos sistemas educativos de Portugal e Brasil e à abordagem da formação da cidadania crítica, produtiva, participativa que está presente nesta legislação conforme pode ser observado na Tabela 1 relativo alguns dos fragmentos textuais utilizados nesta investigação (Brasil, 1996; Portugal, 1986).

–  –  –

Os cidadãos participativos devem ser sensibilizados para situações de dimensão planetária como por exemplo, o mau uso dos recursos naturais, a destruição ambiental, as fragilidades de recursos financeiros, de justiça social, de segurança, entre outras. Estes problemas exigem também soluções conjuntas e a educação é um mecanismo que pode contribuir para o estabelecimento do equilíbrio económico, social e ambiental, ou seja, a procurar pela sustentabilidade (Pérez e Vilches,

2003) e acrescenta-se também o objetivo da prevenção aos riscos ocupacionais. Neste sentido podem surgir questões, como: a educação em SSO deve formar ou informar para que os cidadãos desenvolvam conhecimentos, habilidades e atitudes (comportamentos) preventivas em relação aos riscos ocupacionais? Não desmerecendo a contribuição dos processos educativos informativos, o que se verifica, atualmente, é uma cultura de informar estudantes, trabalhadores e profissionais das áreas com maior frequência de acidentes, sobre como agir em relação aos riscos ocupacionais. Porém, como já foi mencionado a eficiência da prevenção necessita de um outro enfoque educativo nos meios escolares. Os processos educativos com enfâse na temática da SSO ocorrem, geralmente, a partir do ensino secundário, ou seja, direcionado para jovens e adultos. Surge então uma outra questão: o exercício da cidadania em relação à temática da SSO e o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes (comportamentos) preventivas em relação aos riscos ocupacionais, deveriam iniciar-se no ensino básico? Uma afirmação que revela a existência de uma relação entre o convívio social e a SSO e a educação para a prevenção é: “a infância e a adolescência formam os conceitos básicos para a vida, portanto, nada mais justificável que partindo do ensinamento da criança, dotar o homem adulto de uma consciência responsável pela Prevenção de Acidentes” (Brasil, 1979). Os sistemas educativos tanto do Brasil como de Portugal

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

permitem o tratamento desta temática a partir do ensino fundamental/básico. Então, o que fazer para que a temática da SSO seja enfatizada de forma sistemática nos ambientes e processos escolares? Se duvidamos dessa eficiência é só consultar as estatísticas existentes e que estão aquém da realidade, por exemplo, de acidentes de trânsito e acidentes de trabalho. A temática da SSO deve ser abordada de forma significativa para que aprendizagem do estudante seja consciente e enquadrada na realidade. Tal como refere Freire (2006) para que o conhecimento seja apropriado “ (…) no processo de aprendizagem, só aprende verdadeiramente aquele que se apropria do aprendido (…) aplicar o aprendidoapreendido a situações existenciais concretas”. Para que o estudante correlacione a SSO com a realidade e esta se torne um saber pertinente para sua vida, a educação escolar deve ser compreendida como um ato de desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes com o objetivo de procurar mais humanização para a nossa vida em sociedade. O professor deve estar preparado para construir com os estudantes os conhecimentos, habilidades, atitudes (comportamentos) que resultem na humanização e numa sociedade mais justa, com menos acidentes e doenças ocupacionais. Segundo Miguel (2010): “Historicamente, a Segurança como sinónimo de Prevenção de Acidentes evoluiu de uma forma crescente, englobando um número cada vez maior de fatores e atividades, desde as primeiras ações de reparação de danos (lesões) até um conceito mais amplo onde se buscou a prevenção de todas as situações geradoras de efeitos indesejados para o trabalho.” Podemos agregar ao conceito a questão relativa à Saúde e transcender as questões trabalhistas para as ocupacionais. E ainda vincular a Segurança, como referido por Miguel (2010), à saúde, tendo em consideração as repercussões humanas e sociais, justificando-se uma abordagem de formação para a cidadania. De acordo com Arezes (2006), no contexto ocupacional predomina a preocupação de como o homem se comporta perante o risco e não como ele o percebe. Esta afirmação demonstra a necessidade da faceta formativa da educação para SSO, que para além da informação exige a atenção à realidade, a capacidade de identificar fatores de risco e de reagir em consonância, individual e coletivamente. O mesmo autor, refere, relativamente aos riscos físicos (ruído), que “ (…) a percepção do risco deverá ser tida em consideração no planeamento, desenvolvimento e implementação dos Programas de Conservação da Audição, em especial no que diz respeito ao desenvolvimento de planos formativos.” Explicitando aspectos relevantes de formação que necessita estar vinculada ao controlo do risco ocupacional para sua eficiência. Face ao exposto, a formação em SSO deve iniciar quando? E como?

4. CONCLUSÕES O estudo realizado permitiu comparar as normas de bases dos sistemas educativos de Portugal e Brasil e não identificou obstáculos para as questões levantadas nesta pesquisa. Em ambos sistemas existe a possibilidade de desenvolvimento de práticas educativas sintonizadas com o desenvolvimento social, da cidadania produtiva (prevenção de riscos ocupacionais / SSO, outros) e plena (crítica, reflexiva, outros). A solução total dos problemas a que se refere a prevenção dos riscos ocupacionais não será obtida apenas pela educação. Entretanto, os profissionais da área de SSO e da educação devem através da reflexão sobre a importância dos processos educativos na prevenção dos riscos ocupacionais, valorizar tanto a formação cidadã para a prevenção, como a componente técnico-científica. Os processos educativos escolares de SSO e a formação de profissionais da educação para uma atuação significativa nesse sentido, devem ser acompanhados com interesse e colaboração pelos que desenvolvem trabalhos, pesquisa e outras atividades relacionadas a essa área. As questões levantadas neste estudo reportam-nos à necessidade de parâmetros para balizar os processos educativos escolares e o desafio de formar os profissionais das áreas de SSO e educação. Estes parâmetros precisam de ser debatidos e elaborados cientificamente por profissionais da área de SSO, por professores e por representantes da sociedade civil, de modo a que esta temática receba um tratamento adequado e responsável. As contribuições dos processos educativos sobre o controlo dos riscos ocupacionais resultarão na redução de acidentes e doenças, de uma vida mais segura e salubre para os cidadãos e, consequentemente, promoverão uma organização social mais justa.

5. REFERÊNCIAS Arezes (2006). Percepção do risco de exposição ocupacional ao ruído [Versão electrónica]. Loboreal, Volume II, nº1, 45-47.

Brasil (1979). Ministério do Trabalho. Secretaria de Segurança e Medicina do Trabalho. Política de Ação do MTb no campo da Segurança e Medicina do Trabalho. Coleção VI – Segurança e Medicina do Trabalho. Brasília.



Pages:     | 1 |   ...   | 68 | 69 || 71 | 72 |   ...   | 153 |


Similar works:

«The Florida State Fire College BUREAU OF FIRE STANDARDS AND TRAINING Welcome Package February 2014 Florida State Fire College Origin of the Florida State Fire College The first Florida State Fire College Training session was held in Daytona Beach on May 7-9, 1930. In 1949, the Fire College became a State institution with permanent headquarters in Ocala on six acres. In 1969, under the State reorganization plan, the Florida State Fire College was placed under the Department of Community Affairs...»

«Pekka Pakkala Innovative Project Delivery Methods for Infrastructure Finnish Road Enterprise An International Perspective Helsinki 2002 Finnish Road Enterprise Pekka Pakkala Innovative Project Delivery Methods for Infrastructure An International Perspective Finnish Road Enterprise Headquarters Helsinki 2002 Cover: Tapio Kalliomäki ISBN 952-5408-05-1 Oy Edita Ab Helsinki 2002 Finnish Road Enterprise Opastinsilta 12 B P.O.Box 73 FIN-00521 HELSINKI Tel. + 358 20 444 11 PAKKALA, Pekka: Innovative...»

«www.hunsor.se/hhrw FOUNDED 1997., Norrköping, Sweden HUNSOR Unus Eademque Libertas ETHNIC CLEANSING IN POST WORLD WAR II CZECHOSLOVAKIA: THE PRESIDENTIAL DECREES OF EDWARD BENES, 1945Study of HRMCE Human Rights For Minorities In Central Europe Vancouver Society 606 – 1640 Esquimalt Ave. West Vancouver, B.C. V7V 1R0 CANADA Introduction The first Czechoslovak Republic (1918-1938) was recreated in 1945 at the end of World War II and existed until the end of 1992. In both cases, Czechoslovakia...»

«PORSCHE DESIGN P'9223 HARD DRIVE USER MANUAL CLICK HERE TO ACCESS UP-TO-DATE ONLINE VERSION of this document for the most recent content as well as for features such as expandable illustrations, easier navigation, and search capability. Porsche Design P'9223 Hard Drive User Manual 1 INTRODUCTION Welcome to the User Manual for the LaCie Porsche Design P'9223 Slim Hard Drive. This new family of hard drives combines world-famous Porsche Design's sophisticated solid aluminum design with LaCie's...»

«Published in 2011 Cover Design: Landon Reed Font Credit: jooki.de (http://www.dafont.com/imagine-font.font) Contents Introduction Instructions Slab Edge Insulation Basement Wall Exterior Insulation Crawl Space Wall Insulation Crawl Space Vapor Retarder Insulation Protection Snow Melt Fenestration (e.g., windows and doors) U-Factor Glazed Fenestration (e.g., windows and doors) and Skylight SHGC Values Skylight U-Factor Mass Wall Exterior Insulation Duct Insulation Duct Sealing Duct Sealing...»

«Ovid and Shakespeare’s Venus and Adonis: A Study of sexual-role reversal Beatriz Soubriet Velasco EOI TOMELLOSO The use of mythology was widespread among writers in the Elizabethan period, and Ovid’s presence in Renaissance literary texts seemed to be essential as it constituted the most important classical source for the literary tradition at that time. We should mention a single book, The Metamorphoses, of which many writers were aware, as it played a very important role in the...»

«Bootstrap Tutorial BOOTSTRAP TUTORIAL Simply Easy Learning by tutorialspoint.com tutorialspoint.com i ABOUT THE TUTORIAL Bootstrap Tutorial Twitter Bootstrap is the most popular front end frameworks currently. It is sleek, intuitive, and powerful mobile first front-end framework for faster and easier web development. It uses HTML, CSS and Javascript. This tutorial will teach you basics of Bootstrap Framework using which you can create web projects with ease. Tutorial is divided into sections...»

«Volume 5 Issue 1 January 2013 In This Issue Goodbye 2012... Hello 2013 F Goodbye 2012. or the California Department of Transportation (Caltrans), Division of AeroHello 2013 Pages 1,7 nautics, (Division), 2012 brought a mix of accomplishments and trials. With the passage of the Federal Aviation Administration (FAA) Reauthorization Bill, the federal share of AIP grants was reduced from 95 percent to 90 percent. The Keys to Financing Division responded by proposing to increase the State match...»

«SUPREME COURT OF CANADA CITATION: 407 ETR Concession Co. v. Canada (Superintendent of DATE: 20151113 Bankruptcy), 2015 SCC 52 DOCKET: 35696 BETWEEN: 407 ETR Concession Company Limited Appellant and Superintendent of Bankruptcy Respondent and Attorney General of Ontario, Attorney General of Quebec, Attorney General of British Columbia, Attorney General for Saskatchewan, Attorney General of Alberta, Michael Dow, Gwendolyn Miron and Peter Teolis Interveners CORAM: McLachlin C.J. and Abella,...»

«Waves Parametric Convolution Reverb IR-1, IR-L and IR-360 User’s Guide Waves IR-1 software guide page 1 of 40 TABLE OF CONTENTS Overview Synthetic Digital Reverberation Sampled-Acoustics Convolution Reverberation The Perfect Hybrid The Impulse Responses IR Library Factory Presets Sampled Acoustics V2 Virtual Acoustics Devices and Synthetic Import Impulse Response from File. Import Sweep Response from File. Tips for Sampling an Acoustic Space MEASURING VINTAGE PLATES, SPRING REVERBS OR ANY...»

«EFFORTS TO PROMOTE A NEW COTTONMARK: “AEGEAN COTTON”. Barı KOCAGÖZ Izmir Mercantile Exchange Vice-President of Board of Directors In the world of today, it is not enough to supply good to the market only with the cheapest price for national and international competition, but conceiving trademarks that brings the quality to foreground and that is known by customers, is also important. In brief, for sustainability and continuity of markets, to have a trademark has become a precondition....»

«Learning the Skills In order to learn how to best apply the skills in the previous section, we are going to include examples throughout the kit based on the family described below. Using these examples we will highlight the important skills and how you might use them in real life situations. Bob and Kate Smith have three children. Their oldest son is Jason he is 19 and neurotypical. Their middle child is Christopher he 16 and on the autism spectrum. Christopher is verbal and in a mainstream...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.