WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 48 | 49 || 51 | 52 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 50 ] --

O baixo nível de conhecimentos que estes profissionais apresentam na prevenção de riscos biológicos (proteção contra risco de transmissão de tuberculose), deve levar a uma reflexão sobre a forma como a formação pré-graduada e profissional, a que as entidades patronais são obrigadas por lei, é efetuada.

5. REFERÊNCIAS

1. Sepkowitz KA. Tuberculosis and the health care worker: a historical perspective. Ann Internal Med 1994; 120: 71 -79.

2. Menzies D, Fanning A, Yuan L, et al. Tuberculosis among health care workers. New Engl J Med 1995; 332: 92 -98.

3. Baussano I, Bugiani M, Carosso A, et al. Risk of tuberculin conversion among healthcare workers and the adoption of preventive measures. Occup Environ Med 2007; 64: 161 -166.

4. World Health Organization – Global Tuberculosis Control: Surveillance, Planning, Financing. WHO Report 2007. Geneva.

5. DGS, SVIG -TB, (2006). http://www.dgs.pt/upload/ membro.id/ficheiros/i009162.pdf (acedida em 07/10/2011).

6. Ministério da Saúde e Direcção -Geral de Saúde 2004. Plano Nacional de Saúde 2004 -2010: Mais saúde para todos. Direcção Geral de Saúde, Lisboa.

7. Decreto Regulamentar n.º 76/2007, de 17 de Julho de 2007. Diário da República, 17 Julho 2007 (n. 136), Série I – Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.

8. Saleiro S, Santos A, Vidal O, Carvalho T, Torres Costa J, Marques JA. Tuberculose em profissionais de saúde de um serviço hospitalar. Rev Port Pneumol 2007; 13(6): 789 -799.

9. José Torres Costa, Rui Silva, Raul Sá, Maria João Cardoso, José Ferreira, Carla Ribeiro, Mário Miranda, José Luís Plácido (2010), Tuberculose – Risco de transmissão continuada em profissionais de saúde,, Vol XVI N.º 1 Janeiro/Fevereiro 2010

10. Institute of Medicine. Tuberculosis in the workplace. Washington, DC: National Academy Press; 2001.

11. Menzies D, Joshi R, Pai M. Risk of tuberculosis infection and disease associated with work in health care settings. International Journal of Tuberculosis Lung Disease 2007; 11 (6): 593 -605.

12. Ratio M, Tala E. Tuberculosis among health care workers during three recent decades. Eur Respir J 2000; 15: 304 -307.

13. Guidelines for preventing the transmission of Mycobacterium tuberculosis in health -care settings. Department of health and human services. Centers for Disease Control and Prevention, 2005.

14. Ministério do Trabalho e da Segurança Social – Estatísticas Disponíveis – Doenças Profissionais.

http://195.245.197.202/left.asp?02.21.03.07 (acedida em 15 de Outubro de 2011).

15. Horsburgh CR. Priorities for the treatment of latent tuberculosis infection in the United States. New Engl J Med 2004; 350: 2060 Duarte R, Amado J, Lucas H, Sapage JM. Tratamento da Tuberculose Latente – revisão das normas. Comissão de Trabalho de Tuberculose da Sociedade Portuguesa de Pneumologia. Rev Port Pneumol 2007; 13 (3): 397 -406.

Avaliação ergonômica do posto de trabalho do armador de ferro da construção civil no brasil Ergonomic evaluation of the job of the blacksmith of civil construction in brazil Costa, Renata Paiva da Nóbregaa, Araruna, Raquel Ferreirab, Franca, Jefferson Fernandes c, Fechine, Roberta d a,c Federal University of Paraíba, Brazil, email: a renata_paiva@uol.com.br; c jefferson_gsm@hotmail.com, b Faculty

Redentor of Rio de Janeiro, Brazil, email: Raquel.araruna@hotmail.com, d Federal University of Bahia, Brazil, email:

roberta_beta@hotmail.com

1. INTRODUÇÃO A Indústria da Construção Civil (ICC) brasileira, dentro do contexto de mundo globalizado, constitui um dos maiores setores da economia nacional, gerando inúmeros empregos e grandes oportunidades de negócios, favorecendo o processo de desenvolvimento econômico e social do país. Porém, esse setor ainda carece de transformações organizacionais e tecnológicas para responder aos novos padrões de qualidade e eficiência exigidos pelo mercado. Diferentemente das outras indústrias, a produtividade na construção é muito sensível e dependente do braço operário.

Nesse cenário, a Ergonomia se mostra como o grande “elo de ligação” entre o homem e o ambiente de trabalho, buscando adaptar o trabalho ao homem e para isso, segundo Iida (2005) parte do conhecimento do homem para fazer o projeto do trabalho, ajustando-o às suas capacidades e limitações, preservando assim sua saúde. A princípio, num setor de riscos de acidentes de trabalho como o da construção civil, onde acidentes graves e fatais ainda preocupam, a Ergonomia deveria ser vista com maior vigor.

O armador de ferro ou ferreiro está incluído em uma das etapas construtivas mais importantes da construção, que é a fase estrutural. Seu trabalho é fundamental para confecção das peças estruturais: fundações, pilares, vigas e lajes. Por isso, nesse momento há uma maior exigência da atividade desse profissional que fica responsável pelo transporte, corte, dobra, montagem e colocação da armadura no local de concretagem da peça estrutural, assumindo para isto diversas posturas.

Dessa forma, buscou-se nesse estudo avaliar o posto de trabalho de um armador de ferro, analisando o risco biomecânico a que está submetido o trabalhador durante suas atividades. Para tanto, uniu-se a isso os conhecimentos de Ergonomia de forma a encontrarem propostas de melhorias para as condições de trabalho do profissional.





2. MATERIAL E MÉTODOS Essa pesquisa pode ser classificada quanto à natureza, como básica, uma vez que não envolve a aplicação prática prevista, apesar de ter a pretensão de gerar conhecimento novo e útil. Com relação aos objetivos, trata-se de um estudo descritivo-exploratório, pois visou observar as características do fenômeno atividade do armador, bem como identificar o seu desempenho sob o ponto de vista da ergonomia. No que se refere à abordagem, a pesquisa é do tipo qualitativa, visto que se destina a responder questões particulares, sem que para isso sejam utilizados métodos e técnicas estatísticas.

Quanto aos procedimentos técnicos, a pesquisa se caracteriza como bibliográfica e estudo de caso. Bibliográfica porque foi elaborada a partir de materiais já publicados (livros, artigos, revistas e sites de internet) e estudo de caso porque se baseia em uma avaliação detalhada do posto de trabalho de um armador de ferro, em uma obra (construção), especificamente.

Os instrumentos de pesquisa utilizados foram observação direta das atividades, fotografias, além da realização de uma entrevista junto ao profissional e da posterior análise do risco biomecânico utilizando a ferramenta ergonômica REBA (Rapid Entire Boby Assessment) (HIGNETT & ATAMNEY, 2000).

Foi feito um acompanhamento in loco durante todas as atividades realizadas pelo profissional (ferreiro) em seu posto de trabalho, de forma a se familiarizar com o processo de trabalho em si, afim de subsidiar uma avaliação do ponto de vista da ergonomia, com base nas recomendações de Segurança e Sáude no Trabalho (SST) estabelecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) através das normas regulamentadoras: NR – 17 (Ergonomia) e NR-18 (Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção) (BRASIL, 2011).

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO O armador é orientado de como proceder pelo mestre de obra, que faz a leitura do projeto, tirando todas as dúvidas que por ventura venham a surgir. O mestre também orienta sobre as peças que devem ser confeccionadas. Após a interpretação do projeto o armador encontra as medidas exatas de corte e dobra que compõe a estrutura. É comum separar períodos para cortar as peças, para dobrá-las e para montá-las.

Para efeito do trabalho observamos apenas as atividades de transporte, corte e dobra da peça, pelo fato de serem apenas essas atividades desenvolvidas no momento da análise.

De acordo com as observações realizadas no ambiente de trabalho o armador realiza sequencialmente as seguintes

atividades:

1) Analisa o projeto estrutural e anota as medidas de corte e de dobra das peças;

2) Transporta os vergalhões para sua área de trabalho assumindo diversas posturas;

3) Separa os ferros por bitola de acordo com as peças que serão confeccionadas;

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

4) Realiza o corte das peças, usando a guilhotina. Com a guilhotina no chão o armador fica encurvado, posiciona o ferro de acordo com o gabarito e com uma das mãos pressiona a alavanca metálica para baixo para executar o corte;

5) Com os ferros cortados o armador se encaminha para a bancada afim de executar a dobra. A postura dominante é em pé e esse processo era feito manualmente na bancada. No dobramento manual o esforço físico é intenso e a repetitividade pode provocar danos aos músculos, coluna e mãos do trabalhador. Neste processo pode ocorrer o esmagamento de dedos.

Para a atividade de dobra a altura da bancada é fundamental e deve ser adequada ao operário para garantir conforto e produtividade.

6) Armazenagem das peças dobradas para posterior montagem das peças estruturais.

3.1 Dimensões características do posto de trabalho:

Para realizar as atividades o profissional dispõe de uma área com aproximadamente 24,00 m², sendo os equipamentos distribuídos por essa área. Assim é possível identificar um espaço específico para: armazenagem dos vergalhões, máquina de corte, bancada para dobra e armazenagem das peças.

Armazenagem dos vergalhões: Nesse local foi possível identificar que, contrariando todas as recomendações da norma, observamos amontoados de vergalhões com risco iminente de desabar, além disso, ferragens expostas a intempéries e sem proteção nas pontas.

Máquina de corte e chave de desenrolar: A guilhotina utilizada para o corte era apoiada numa tábua inclinada no piso.

O equipamento não apresentava nenhum tipo de manutenção, inclusive a lâmina não estava em boas condições para a realização do corte das peças. Outro aspecto observado foi o comprimento da alavanca metálica que estava inadequado.

Bancada para dobra: A bancada observada era de madeira estável, apoiada sobre superfície resistente. A base para apoio da bancada era formada por duas madeiras verticais cravadas no piso ligadas por uma outra na posição horizontal, a largura da área de trabalho era de 0,30 m e a altura da bancada era de 1,03m.

3.2 Análise do risco biomecânico:

Foram avaliadas as posturas do armador durante a execução de suas atividades, com base naquelas que se mostraram mais extremas e, consequentemente, que oferecem maior risco biomecânico. Para isso, fez-se uso do já citado REBA. O método REBA foi desenvolvido por Hignett and McAtamney (2000) para estimar o risco de desordens corporais a que os trabalhadores estão expostos. É uma ferramenta que serve para avaliar a quantidade de posturas forçadas nas tarefas onde pessoas manipulam qualquer tipo de carga. Nele, estão incluídos fatores de carga postural dinâmicas e estáticas na interação pessoa-carga, em um conceito denominado de “a gravidade assistida” para a manutenção da postura dos membros superiores, isso quer dizer que é obtido a ajuda da gravidade para manter a postura do braço onde é mais custoso manter o braço levantado do que tê-lo pendurado para baixo (COLOMBINI, 2005; HIGNETT, 2000).

Durante o corte do ferro (Figura 1), que é feito com auxílio da guilhotina apoiada no chão, o armador fica com o tronco flexionado, posicionando o ferro de acordo com o gabarito e com uma das mãos pressionando a alavanca metálica para baixo até executar o corte. A aplicação da ferramenta REBA mostrou que durante essa atividade o trabalhador está exposto a um grau de risco considerado médio, porém é necessário intervenção.

Tal fato é confirmado quando verificamos que se trata de um trabalho que exige flexão do tronco por médios e longos períodos de tempo o que favorece o deslocamento do disco intervertebral. Segundo Ferreira Junior (2000), lombalgia para se ter uma ideia de sua importância clínico-epidemiológica, cerca de 80% das pessoas apresentam dores lombares ao longo de sua vida, e a lombalgia é a maior causa de incapacidade de curta e longa duração entre trabalhadores.

As dores da coluna lombar podem ser basicamente por duas causas sendo a mais comum a dor por contratura da musculatura, decorrente de esforço repetido. O outro motivo é a dor por compressão radicular, associada ao aumento de pressão ou degeneração do disco intervertebral motivo que está relacionado, principalmente, nos casos do excesso de sobrecarga na atividade.

Após o corte, o armador se encaminha para a bancada para executar a dobragem do ferro. Nesse momento, a postura do trabalhador, segundo o REBA também mostrou um grau de risco médio, mas necessário. Importante ressaltar que a postura dominante durante a dobra é em pé.

A dobra era feita manualmente em cima da bancada exigindo um esforço físico intenso e a repetitividade, o que se identifica como possível fator de risco para lesões a coluna e mãos do trabalhador (Figura 2). Além disso, ainda observou-se o risco de acidente típico a que está submetido o trabalhador, possivelmente se materializando em um dano físico, por exemplo, o esmagamento dos dedos.

Figura 1: Atividade corte Figura 2: Atividade de dobra

O que se vê na verdade é que as dores elencadas pelo trabalhador na entrevista: pescoço, coluna, braços e pernas estão em acordo com estudo de RANNEY (1995), onde se verificou que dor muscular e sensibilidade foi o maior problema, tanto na área do pescoço, ombro (31%) como o esperado e na musculatura do antebraço, mão (23%), um local previamente declarado.



Pages:     | 1 |   ...   | 48 | 49 || 51 | 52 |   ...   | 153 |


Similar works:

«New Issue: Moody's changes outlook to stable from negative on Lubbock (City of) TX's Electric Enterprise revenue bonds and assigns A1 to $17M Series 2014 Global Credit Research 11 Apr 2014 Electric enterprise has post-sale $87M parity debt outstanding LUBBOCK (CITY OF) TX ELECTRIC ENTERPRISE Electric Distribution and Generation TX Moody's Rating ISSUE RATING Electric Light and Power System Revenue Bonds, Series 2014 A1 Sale Amount $17,260,000 Expected Sale Date 04/22/14 Rating Description...»

«Reference: EXM-MS-TNO-LMD-0034 Date: 14/may/2011 Issue: 01 Page: 1/23 Exomars Environmental Atmospheric Support Analysis Phase B2X2 Contract EXM-SC-LMD-0969 deliverable: WP6 Thermosphere variability and applicability of the Mars Climate Database to aerobraking Prepared by François Forget Laboratoire de Météorologie Dynamique, Université Pierre et Marie Curie, Paris, France Contact: forget@lmd.jussieu.fr May 14, 2011 Table of contents 1  Background: Modelling physical processes in the Mars...»

«ASOCIACIÓN DE INSTITUCIONES DE PROMOCIÓN Y EDUCACIÓN AIPE INFORME DE LA SOCIEDAD CIVIL BOLIVIANA SOBRE LA REALIZACIÓN DEL DERECHO HUMANO A LA ALIMENTACIÓN EN BOLIVIA BOLIVIA ASOCIACIÓN DE INSTITUCIONES DE PROMOCIÓN Y EDUCACIÓN AIPE Dirección General: Aquiles Dávalos Aida Ruegenberg Elaboración: David Haquim INVESTIGADOR Revisión crítica y sugerencias: José Pinelo Mónica Bayá C. Aida Ruegenberg Esta publicación es posible gracias al apoyo de: Acrónimos AIPE Asociación de...»

«INCA APC for Distillation Columns APC (Advanced Process Control) is a discipline focused on controlling processes in a multivariable and predictive manner to improve control performance and optimization. These processes can range from electrical applications, production processes to entire chemical plants and petrochemical refineries. petrochemical This paper focuses on the application of APC on one general topic: distillation towers. More specifically, it is focused on the application of APC...»

«[Cite as State v. Sims, 2015-Ohio-4996.] IN THE COURT OF APPEALS FIRST APPELLATE DISTRICT OF OHIO HAMILTON COUNTY, OHIO STATE OF OHIO, : APPEAL NOS. C-150252 C-150253 : TRIAL NOS. 15CRB-3272A Plaintiff-Appellee, 15CRB-3272B : vs. : O P I N I O N. MARCUS SIMS, : Defendant-Appellant. Criminal Appeals From: Hamilton County Municipal Court Judgments Appealed From Are: Affirmed Date of Judgment Entry on Appeal: December 4, 2015 Paula Boggs Muething, City Solicitor, Heidi S. Rosales, Interim City...»

«RevenueSA – Stamp Duty Document Guide Document Class: CONVEYANCE LAND Document Name: For Consideration Document Description: Residential/Primary Prod with Other Property Document Code: CLO Introduction This guide note explains how stamp duty is calculated on a conveyance of land with a Land Use Code (LUC) of Residential or Primary Production (or any of the 4 specific types of vacant land listed below) together with a conveyance of other property (that is not a prescribed good) where there is...»

«© 2011, Fundação Joaquim Nabuco Todos os direitos reservados, proibida a reprodução por meios eletrônicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros, sem permissão por escrito da Fundação Joaquim Nabuco. E-mail: pesquisa@fundaj.gov.br http://www.fundaj.gov.br Pede-se permuta On demande l’ échange We ask for exchange Pidese permuta Si richiede lo scambio Man bittet um Austausch Intershangho dezirata Diagramação: Denise Simões EDUFPE Edson de Araújo Nunes Revisão...»

«Theatre Memphis Auditions for A Christmas Carol  http://theatrememphis.org/a‐christmas‐carol‐audition    Based on the novel by Charles Dickens    Directed by Jason Spitzer  Musical Direction by Jeffery B. Brewer  Choreographed by Kathy Caradine    This show requires two casts:  A cast for regular evening and weekend performances (full version) and a cast ...»

«Spring 2016 Courses Honors Courses Spring 2016 Dr. Kate Bruce, Director bruce@uncw.edu Dr. Jennifer Horan, Associate Director horanj@uncw.edu Ms. Peggy Styes, Program Manager styesp@uncw.edu Ms. Morgan Alexander, Office Manager rillingm@uncw.edu Phone: (910) 962-4181 Fax: (910) 962-7020 _ Honors College Requirements For University Honors -Complete 12 hours of honors university studies courses;-Complete HON 110 and HON 210; -Complete 2 hours of HON 120; -Complete 3 additional hours of honors...»

«MUSCLE-INVASIVE AND METASTATIC BLADDER CANCER (Text update March 2013) J.A. Witjes (chair), E. Compérat, N.C. Cowan, G. Gakis, M. De Santis, T. Lebret, M.J. Ribal, A. Sherif Eur Urol 2011 Jun;59(6):1009-18 Introduction Optimal treatment strategies for MIBC require the involvement of a specialist multidisciplinary team and a model of integrated care to avoid fragmentation of patient care. Staging system The UICC 2009 TNM (Tumour, Node, Metastasis Classification) is used for staging. 26...»

«Alcatel-Lucent OmniPCX Enterprise Communication Server Alcatel-Lucent IP Touch 4068 Attendant Set User Manual Legal notice: Alcatel, Lucent, Alcatel-Lucent and the Alcatel-Lucent logo are trademarks of Alcatel-Lucent. All other trademarks are the property of their respective owners. The information presented is subject to change without notice. Alcatel-Lucent assumes no responsibility for inaccuracies contained herein. Copyright © 2014 Alcatel-Lucent. All rights reserved. The CE mark indicates...»

«Enslaved Africans in the Colony of Connecticut by Peter Hinks Introduction: Enslavement was many Africans’ first experience of life in Connecticut where they were forcibly delivered from their native land, owned as property by white colonists, compelled to work, and largely deprived of individual autonomy. They would contribute importantly to the expanding prosperity of the colony in the eighteenth century. Even in the midst of slavery, Africans and Americans born of African ancestry in the...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.