WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 42 | 43 || 45 | 46 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 44 ] --

A idade dos profissionais de saúde das clínicas dentárias estudados e a utilização dos EPI’s no momento dos acidentes com material biológico não demonstrou nenhuma relação, pois não houve grande diferença nas médias das idades. Estes resultados podem ser explicados porque os profissionais mais jovens tendem a descuidar o uso dos equipamentos de protecção individual, por vezes por motivos de maior desconhecimento e informação, enquanto que os com mais idade, associado também, normalmente, à maior experiência profissional, pensam estar já familiarizados com as suas actividades, achando que não necessitam tanto do uso dos devidos equipamentos de protecção.

O género que se verificou sofrer mais acidentes com o material biológico foi o masculino com 56,25%, enquanto que o género feminino só sofreu 43,75%. Estes resultados estão em desacordo com a maioria dos estudos encontrados, pois esses diziam serem as mulheres as mais acidentadas, com valores para o género feminino de 64,8%, 75,5%, 51,2%, 97,1% e 53,7%2,10,11, respectivamente. Estes resultados podem ser explicados pelo facto de a categoria profissional que sofreu mais acidentes ser a de médico dentista com 33,80%, e estes serem maioritariamente homens, verificou-se então um número de homens acidentados superior ao das mulheres. A categoria seguinte de maior frequência de acidentes verificou-se ser a de assistente de dentária com percentagem de 28,2%, o que também pode ser explicado por esta categoria e a de médico dentista serem as de maior número de profissionais de clínica dentária nos 71 indivíduos estudados, daí serem aquelas onde a ocorrência de acidentes foi maior.

Foi possivel verificar que não existe relação entre a experiência profissional e a ocorrência de acidentes. No estudo de TEIXEIRA et al, (2008), por sua vez é encontrada uma certa relação, pois é demonstrado que entre os entrevistados, os

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

que tinham mais de 10 anos de formação e consequente experiência (62%) tiveram mais acidentes do que os que tinham menos de 10 anos. O resultado obtido no presente estudo pode ser explicado pelos profissionais que têm mais experiência de trabalho por vezes negligenciarem alguns métodos de trabalho por já estarem habituados às suas actividades e alguma falta de atenção por serem tarefas rotineiras e, no caso dos menos experientes estes ainda não terem adquirido todos os conhecimentos necessários e por ainda estarem a habituar-se às tarefas que têm de realizar, criando metodologias de trabalho. As medidas profilácticas mais utilizadas após a ocorrência de acidente foram, respectivamente, lavar com água e solução fisiológica com 50% e lavar o local com água e sabão com 31,25%. Comparando com os estudos de CARDOSO et al, ( 2009), o tratamento mais utilizado foi lavar o ferimento com água e sabão (73,3%), pois a maior parte dos acidentes ocorridos foram por via percutânea, enquanto que em TEIXEIRA et al, (2008) a profilaxia de maior uso foi a lavagem do local afectado (69,5%) não especificando com que material o faziam. Neste caso, a lavagem do ferimento com água e solução fisiológica foi a medida mais utilizada pois como já foi explicado anteriormente a parte do corpo mais afectada nos 16 acidentes com material biológico foram os olhos e a solução fisiológica é o tratamento mais adequado neste tipo de acidentes em mucosas.

4. CONCLUSÃO Os resultados apresentados permitiram concluir que existe ainda um elevado número de acidentes com material biológico sofridos pelos profissionais de saúde de clínicas dentárias, sendo necessário aplicar medidas preventivas com vista à redução deste número de acidentes.

Constatou-se que muitos profissionais de saúde ainda não utilizam com regularidade os devidos equipamentos de protecção individual nas suas tarefas, contribuindo em grande parte para esta frequência de acidentes, no ramo da odontologia.

Quanto à lavagem das mãos e o desenvolvimento de IACS, e apesar de nos resultados não ser demonstrada nenhuma relação, averiguou-se que os profissionais de saúde negligenciam a prática da lavagem das mãos como forma de evitar o aparecimento de algumas infecções, uma vez que mencionam a falta desta prática ou apenas a sua realização quando têm meios próximos do seu local de trabalho.

Neste sentido, e com vista à melhoria deste tipo de situações, as clínicas dentárias devem dar maior ênfase à informação e formação dos profissionais de saúde no que se refere à importância da utilização de EPI’s e à prática da lavagem das mãos durante as actividades que englobem riscos de contacto com materiais biológicos.

Como conclusão final, ao se verificar que a maioria dos acidentes ocorridos nos profissionais das clínicas dentárias foram ao nível das mucosas, nomeadamente, nos olhos, e ainda tendo-se percebido, como já foi referido, que os profissionais não utilizam os EPI’s necessários às suas actividades, neste caso os óculos, é importante fornecer mais informação sobre este EPI específico e também disponibilizar o seu uso nas clínicas dentárias, o que nem sempre se verifica.

O estudo teve limitações como o caso do número amostral reduzido, onde seria interessante poderem ter sido estudados um maior número de profissionais de saúde em mais clínicas dentárias para se poder chegar a conclusões mais significativas, e ainda o facto de algumas perguntas do questionário não terem sido respondidas, sem haver qualquer referência no questionário para o fazerem, limitando os resultados a que se chegou.





5. REFERÊNCIAS Cardoso, S.M., Farias A.B., Pereira M., Cardoso, A.J., Farias, I. (2009). Acidentes perfurocortantes: prevalência e medidas profiláticas em alunos de odontologia. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 119 (34): 6-14.

Sasamoto, S.A., Tipple, A.F., Leles, C.R., Silva, E.T., Paiva, E.M., Souza, C.P., Dourado, L.M. (2010) Perfil de Acidentes com Material Biológico em uma Instituição de Ensino Odontológico. Revista Odontol Bras Central, 19(50): 251-257.

Figueiredo, C. (2006). Controle de Infecção Cruzada na atenção básica em Saúde Bucal no Município de Fortaleza: Uma análise crítica [monografia]. Fortaleza – Ceará. Universidade Estadual do Ceará.

Larson E.L. (1995). APIC Guidelines for handwashing and hand antisepsis in health care settings. Am J Infect Control; 23: 69-251.

Hoefel H.K. (1996). Estratégias para a prevenção da transmissão de infecções dentro do ambiente hospitalar. Revista HCPA; 16: 8-12.

Centers for Disease Control. (1990). Possible transmission of human immunodeficiency virus to a patient during an invasive dental procedure. MMWR; 39: 93-489.

Rimland D., Parkin W.E., Miller G.B., et al. (1977). Hepatitis B virus traced to an oral surgeon. New England J Med, 296: 8-953.

Beekmann S.E. & Henderson D.K. (1994). Managing occupational risks in the dental office: HIV and the dental professional. JADA;

125: 52-847.

Cleveland J.L., Gooch B.F., Lockwood, S.A. (1997). Occupational blood exposures in dentistry: a decade in review. Infect Control Hosp Epidemiol, 18: 21-717.

Garcia L., Blank V.L. (2006). Prevalência de exposições ocupacionais de cirurgiões-dentistas e auxiliares de consultório dentário a material biológico. Cad. Saúde Pública, 22 (1): 97-108.

Teixeira C.S., Júnior B., Sousa Y.T., Silva S.R. 2008. Medidas de prevenção pré e pós-exposição a acidentes perfurocortantes na prática odontológica. Revista Odonto Ciência, 23 (1): 10-14.

Risco ergonómico em trabalhos em tensão – Estudo de caso numa empresa portuguesa Ergonomic risk in tension work – A case study in a Portuguese company Coelho, Filipaa; Rodrigues, Matilde A. a; Silva, Manuela V. a a Instituto Politécnico do Porto, Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto,Centro de Investigação em Saúde e Ambiente, Vila Nova de Gaia, email: filipacoelho27@gmail.com;matilde.rodrigues@eu.ipp.pt; m.silva@eu.ipp.pt

1. INTRODUÇÃO As Lesões Músculo-Esqueléticas Relacionadas com o Trabalho (LMERT) são um dos motivos de grande preocupação para empresas de vários setores de atividade,visto que para além de afetarem a saúde dos seus trabalhadores a título individual, têm sido associadas a um elevado impacto económico e social (EU-OSHA, 2008; EU-OSHA, 2007). As LMERT podem resultar de diferentes fatores de risco, os quais podem-se encontrar relacionados com o próprio indivíduo, a organização do trabalho e com a própria atividade (Queiroz et al., 2008; Pheasant, 2003; Malchaireet al., 2001).

Os trabalhos em tensão (TET) são atividades desenvolvidas no setor da construção de redes de transporte e distribuição de eletricidade, e redes de telecomunicações. Os TET apresentam diversas características que podem potenciar o desenvolvimento de LMERT.Posturas restritas e não usuais, nomeadamente ajoelhado ou curvado, são posturas comuns nos TET e obrigam a uma grande exigência física ao nível da região lombar e joelhos, levando ao desenvolvimento de LMERT nestas regiões (Gallagheret al., 2009; Gallagheret al., 2001). Também as LMERT ao nível dos membros superiores têm sido destacadas nestes trabalhos. Segundo Marklinet al. (2004), os trabalhos em linhas elétricas, quer ao nível aéreo, quer ao nível subterrâneo, afetam particularmente as extremidades superiores dos trabalhadores, situação que poderá estar associada aos equipamentos utilizados. Os autores verificaram que apenas uma percentagem de trabalhadores possuíaas capacidades físicas necessárias,no que respeita à força exigida, para a manipulação das ferramentas utilizadas nestes trabalhos, no entanto, salvaguardam que mesmo os que apresentam essas capacidades poderão estar sujeitos ao desenvolvimento de diversas patologias, uma vez que estas operações são realizadas de forma repetida ao longo da jornada de trabalho. Além destes aspetos, mudanças posturais rápidas ou instáveis, o trabalho repetitivo, a manipulação de ferramentas, a utilização de equipamentos e materiais pesados, acrescido de um número elevado de horas de trabalho semanais, estão identificados como importantes fatores de risco que podem originar o desenvolvimento de LMERT neste setor de atividade.

Perante a problemática associada ao desenvolvimento de LMERT, bem como à escassez de estudos neste âmbito, o presente trabalho apresenta-se como um estudo preliminar, tendo como objetivo identificar situações de risco ergonómico associado a atividades realizadas ao nível dos trabalhos em tensão numa empresa de instalação, manutenção e reparação de linhas elétricas. Este estudo tem em vista,no futuro, permitir uma análise mais aprofundada do risco de desenvolvimento de LMERT e delinear um plano interventivo que permita a minimização deste risco.

2. METODOLOGIA Foram selecionadas tarefas relevantes efetuadas durante uma jornada para avaliação. De modo registar todas as características de cada tarefa analisada, bem como caracterizar as condições em que se desenrolavam, foi elaborada e aplicada uma ficha de campo. Esta foi dividida em dois grupos, “Caracterização da tarefa” e “Condições do ambiente de trabalho”. O primeiro incluiu aspetos associados às posturas adotadas durante cada tarefa, à movimentação manual de cargas e aos riscos de segurança associados ao desempenho das tarefas. O segundo incluiu aspetos associados às condições climáticas, às limitações impostas pela tarefa e a fatores de risco físicos. Foi ainda realizado o registo fotográfico, devidamente autorizado, de todas as tarefas analisadas. Analisando as posturas mais comuns adotadas pelos trabalhadores nas tarefas analisadas, foi aplicada uma metodologia de a avaliação de risco ergonómico RapidEntireBodyAssessmentSistem (REBA) (Hignett&McAtamney, 2000), de modo a, numa primeira abordagem, permitir identificar as tarefas mais lesivas realizadas pelos trabalhadores. Apesar de a metodologia REBA ter sido inicialmente projetada para a análise de posturas adotadas pelos profissionais de saúde, esta pode ser aplicada a outras atividades, nomeadamente em atividades que requerem a manipulação de cargas e que obrigam mudanças posturais rápidas ou instáveis (Hignett&McAtamney, 2000), situações presentes nas atividades em análise.

De modo recolher informação complementar relativa ao desenvolvimento de LMERT em trabalhos em tensão e analisar a perceção dos trabalhadores sobre os fatores de risco ergonómico, foi desenvolvido e aplicado um questionário aos trabalhadores em análise. O questionário foi constituído por quatro grupos de questões. O primeiro englobou aspetos associados com as características individuais do trabalhador, como a idade, altura e peso. O segundo grupo, estava relacionado com o exercício da profissão e incluiu questões associadas à antiguidade na profissão, tarefas realizadas, horas de trabalho, número de pausas, características do local de trabalho e das ferramentas utilizadas, e utilização de meios auxiliares de trabalho. O terceiro grupo tinha em vista analisar a perceção do risco e incluiu aspectos relacionados com as tarefas habituais em trabalhos em tensão e com as posturas e situações que poderiam ocorrer. O último grupo tinha em vista caracterizar as sensações de dor e desconforto sentidas nas diferentes partes do corpo com base na

–  –  –

adaptação do diagrama desenvolvido por Corlett e Bishop (1976). O questionário foi sujeito a um processo de validação, a qual incluiu a análise interna de consistência.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Foram analisadas e caracterizadas as atividades realizadas por 17 trabalhadores do género masculino que executavam TET em Altura (TA) e trabalhos de Manutenção de Postos de Transformação (MPT). Os resultados demonstram que 47.1% dos trabalhadores tinham idades compreendas entre os 30 e os 40 anos, 29.4% superior a 40 anos e 23,5% entre os 20 e os 30 anos. Em média, os trabalhadores apresentavam um peso de 81.35Kg, sendo que ao nível da altura a média era de 1.70m. Determinou-se um IMC médio de 28.14Kg/m2, superior ao intervalo recomendado, o qual varia de 18 a 25 Kg/m2 (Ministério da Saúde, 2005), apresentando-se este como um fator de risco individual que poderá estar associado ao desenvolvimento de LMERT.



Pages:     | 1 |   ...   | 42 | 43 || 45 | 46 |   ...   | 153 |


Similar works:

«A thermal beam of metastable krypton atoms produced by optical excitation Y. Ding,1,2,a) S.-M. Hu,3 K. Bailey,2 A. M. Davis,1,4 R. W. Dunford,5 Z.-T. Lu,1,2,6, T. P. O’Connor2, L. Young, 5 Enrico Fermi Institute, The University of Chicago, Chicago, IL 60637 Physics Division, Argonne National Laboratory, Argonne, Illinois 60439 Hefei National Laboratory for Physical Sciences at the Microscale, University of Science and Technology of China, Hefei, 230026, China Department of the Geophysical...»

«Adaptación y validación del Modified CheCklist for AutisM in toddler para población urbana argentina Manzone, Luisa Andrea Artículo Material original autorizado para la publicación en la revista Psicodebate. Facultad de Ciencias Sociales. Universidad de Palermo. Recibido 22-2-2013 | Aprobado 21-03-2013 Resumen La detección precoz es el principal objetivo para los servicios de Atención Primaria ya que conlleva a la intervención temprana y a la mejora del pronóstico de los niños con...»

«INFNCA-TH9816 Thermal distributions in stellar plasmas, nuclear reactions and solar neutrinos M. Coraddu1,2,?, G. Kaniadakis3,?, A. Lavagno3,4,?, M. Lissia2,1,?, G. Mezzorani1,2,?, and P. Quarati3,2,? 1 Dipartimento di Fisica, Universit` di Cagliari, I-09042 Monserrato, Italy a 2 Istituto Nazionale di Fisica Nucleare, Sezione di Cagliari, I-09042 Monserrato, Italy 3 Dipartimento di Fisica and INFM, Politecnico di Torino, I-10129 Torino, Italy 4 Istituto Nazionale di Fisica Nucleare,...»

«Roma Tre Prof. M. Boyd LM1 AA 2009/10 Handout #12 Barack Obama’s “A More Perfect Union” Context of the Speech “A More Perfect Union” was given at one of the most decisive points of the 2008 Democratic Campaign. Obama was involved in a very close race with Hillary Clinton; • He was being criticized in the press, in the democratic party, and among his electorate over statements • made by o former vice-presidential candidate and Hillary Clinton supporter, Geraldine Ferraro, who had...»

«The K Club Fact Sheet Overview: A member of Preferred Hotels & Resorts and Irelands 1st AA Red Star Property, The K Club boasts 69room and 19 Garden Apartments, a grand Irish country retreat, set amid 550-acres of pristine parkland on a mile long private stretch of the River Liffey. An elegantly restored 19th Century Georgian mansion estate, the K Club is set on the former the site of Straffan House, which was originally modeled after a French chateau by Hugh Barton in 1832, the grandson of...»

«Introduction The cost of replacing failing sewer pipes is Oklahoma City Capital a major concern among communities with Improvement Program Facts older sanitary sewer collection systems. Many systems installed in the post-World War II years used readily-available unreinforced concrete and brick pipe for sewer construction. We now know that these materials, especially when installed in warm climates at shallow grade, can fall victim to hydrogen sulfide generation and corrosion. These unreinforced...»

«Psychology in the Schools, Vol. 35(3), 1998 © 1998 John Wiley & Sons, Inc. CCC 0033-3085/98/030271-12 AN ATTRIBUTION RETRAINING PROGRAM TO REDUCE AGGRESSION IN ELEMENTARY SCHOOL STUDENTS cynthia hudley, brenda britsch, william d. wakefield, tara smith, marlene demorat, AND su-je cho University of California, Santa Barbara The BrainPower Program, an attribution retraining intervention to reduce peer directed aggression, was implemented in four elementary schools in Southern California. We...»

«Computer Understanding of Conventional Metaphoric Language James H. Martin Computer Science Department and Institute of Cognitive Science University of Colorado, Boulder CU-CS-473-90 This article describes work done while the author was at the University of California, Berkeley. It was supported by the Defense Advanced Research Projects Agency under contract No. N00039-84-C-0089. I'd like to thank Robert Wilensky, George Lako, Peter Norvig and Richard Alterman for thoughtful discussions....»

«The Merry Adventures of Robin Hood Pyle, Howard Published: 1883 Categorie(s): Fiction, Action & Adventure, Juvenile Source: Project Gutenberg About Pyle: Howard Pyle (March 5, 1853 – November 9, 1911) was an American illustrator and writer, primarily of books for young audiences. A native of Wilmington, Delaware, he spent the last year of his life in Florence, Italy. In 1894 he began teaching illustration at the Drexel Institute of Art, Science and Industry (now Drexel University), and after...»

«SECURITIES AND EXCHANGE COMMISSION 17 CFR PART 211 [Release No. SAB 114] Staff Accounting Bulletin No. 114 AGENCY: Securities and Exchange Commission. ACTION: Publication of Staff Accounting Bulletin. SUMMARY: This Staff Accounting Bulletin (SAB) revises or rescinds portions of the interpretive guidance included in the codification of the Staff Accounting Bulletin Series. This update is intended to make the relevant interpretive guidance consistent with current authoritative accounting guidance...»

«THIS DOCUMENT IS IMPORTANT AND REQUIRES YOUR IMMEDIATE ATTENTION. If you are in any doubt about the contents of this document or the action you should take, you should immediately consult your stockbroker, bank manager, solicitor, accountant or other independent financial adviser authorised under FSMA if you are resident in the United Kingdom or, if not, an appropriately authorised independent financial adviser in your home jurisdiction. Application will be made to the London Stock Exchange for...»

«State of Hawaii Hawaii Outdoor Developed Areas Accessibility Guidelines Effective Date: January 2, 2017 Trails Camping and Picnic Facilities Viewing Areas Beach Access Disability and Communication Access Board 919 Ala Moana Blvd., Room 101 Honolulu, HI 96814 Phone/TTY: (808) 586-8121, Fax: (808) 586-8129 Email: dcab@doh.hawaii.gov Website: http://health.hawaii.gov/dcab TABLE OF CONTENTS CHAPTER H1: APPLICATION AND ADMINISTRATION H101 Purpose H106.5 Definitions CHAPTER H2: SCOPING REQUIREMENTS...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.