WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 22 | 23 || 25 | 26 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 24 ] --

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

A avaliação de riscos em empresa de serviços administrativos, bem organizada em termos de SHT Risk assessment process at an administrative services company, well-organized in terms of OHS Cabeças, José Miquela, Cruz, Pedrob a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Quinta da Torre 2829-516 Caparica, email: jmmcabecas@fct.unl.pt ; b Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Quinta da Torre 2829-516 Caparica, email: pedroscruz@gmail.com

1. INTRODUÇÃO Os procedimentos de análise e avaliação de riscos ocupacionais são uma base fundamental para a implementação de medidas de controlo ocupacionais. As medidas de controlo (NP 4397:2008) devem estar claramente alinhadas com os perigos ou fatores de risco e com os danos potenciais identificados durante os procedimentos de análise de riscos, devendo prevenir a sua ocorrência. Este alinhamento pressupõe o conhecimento claro dos danos individuais potencialmente associados à exposição aos perigos ou fatores de risco (Cabeças e Paiva, 2010).

Neste artigo apresentam-se as principais conclusões do processo de avaliação de riscos a uma empresa de serviços administrativos, bem organizada em termos de SHT, pertencente a um grupo empresarial com preocupações sociais, no sentido de proporcionar boas condições de trabalho aos seus colaboradores. Trata-se de uma empresa localizada na região da Grande Lisboa com 68 trabalhadores (habilitações literárias ao nível da licenciatura e bacharelato, 30% do género feminino). Os locais de trabalho onde se realizam as tarefas administrativas são do tipo open space, constituídos por mobiliário e equipamento padronizados (ver figura1): cadeira regulável em altura com apoio lombar e apoio de cotovelos, secretária de trabalho em “L”, armário lateral, armário sob a secretária com três gavetas, computador com monitor LCD, rato, teclado, e telefone.

Figura 1 - Mobiliário e equipamento tipo de um posto de trabalho administrativo na empresa Os aspectos mais evidentes relacionados com a segurança e saúde ocupacionais encontram-se devidamente organizados na empresa, nomeadamente ao nível das instalações e equipamentos de trabalho, das instalações sanitárias, da conservação e higienização, das vias de circulação, vias de evacuação e saídas de emergência, das escadas fixas, da instalação eléctrica, da prevenção e protecção contra incêndios, dos sistemas de detecção, alarme e alerta, da iluminação nos locais de trabalho e de emergência, da sinalização de segurança, do ambiente térmico e da prestação de primeiros socorros.

2. MATERIAIS E MÉTODOS A avaliação da qualidade do ar no interior das instalações da empresa foi realizada em 2011, tendo sido efetuadas medições em 13 pontos no interior e num ponto de referência no exterior (Bailey, 2011). Os valores obtidos foram comparados com as concentrações máximas de referência para os poluentes no interior estabelecidos no Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização dos Edifícios (RSECE).

A aplicação da Matriz para Identificação de Perigos-Danos (dominantes) (Cabeças e Paiva, 2010) e do questionário para Perceção de Bem-estar, Saúde e Segurança Ocupacionais (Cabeças e Cruz, 2011) permitiram dirigir os procedimentos de avaliação de riscos para perigos menos evidentes, mas com potencial para proporcionarem mal-estar ou desconforto aos seus trabalhadores ou mesmo patologias relacionadas ou agravadas com o trabalho, na sua vertente psicossomática. Antes do procedimento de avaliação de riscos foi aplicado o questionário para Perceção de Bem-estar, Saúde e Segurança Ocupacionais a 33% dos trabalhadores da empresa (23 trabalhadores, 9 do género feminino, 21 com licenciatura ou bacharelato, idade média de 36 anos e 2-6 anos de antiguidade na empresa), para avaliação da sua perceção quanto a aspetos

de HST ocupacionais ou relacionados e agravados pelo trabalho. Os seguintes temas foram considerados no questionário:

local de trabalho (piso, espaço, evacuação, higienização), movimentação de objetos, ruído incomodativo, posições de trabalho (posturas, alternância), mobiliário de trabalho com computador (cadeira, rato, teclado, monitor), condições ambientais de trabalho, condições psicossociais do trabalho, perigos biológicos, iluminação, perigos químicos (produtos de limpeza), sintomas de desconforto ou incomodidade físicos e sua relação de casualidade com a atividade profissional e finalmente, sintomas e sinais gerais ou doenças. Neste último aspeto a colaboração do médico de trabalho da empresa foi determinante, tendo o questionário sido orientado por órgão ou região anatómica, como sejam a cabeça / sistema nervoso central, ouvido, vista, nariz, boca/garganta, coração, pulmões, pele, articulações / músculos, aspetos mentais / emocionais, energia, peso, aparelho digestivo e outros. Muitas das questões foram orientadas para a deteção de sintomas, sinais ou doenças relacionadas com o trabalho, de natureza psicossomática.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO As concentrações de partículas suspensas no ar interior (PM10) foram inferiores à concentração máxima de referência (0,15 mg/m3), as concentrações de dióxido de carbono (CO2) no ar interior, nos três dias de medição, eram inferiores à concentração máxima de referência de 1800 mg/m3, as concentrações de monóxido de carbono (CO) no ar interior foram inferiores à concentração máxima de referência de 12,5 mg/m3 e as concentrações de compostos orgânicos voláteis totais (COVTotais) no ar interior foram superiores à concentração máxima de referência (0,6 mg/m3) em todos os pontos de medição (nos dias de medição as concentrações de COVTotais no exterior do edifício eram igualmente superiores à concentração de referência do RSECE).





Da aplicação do questionário foram obtidas algumas respostas que denotaram oportunidades de melhoria na empresa: (1) 48% dos inquiridos referiram ruído incomodativo, tendo 53% considerado as vozes como sendo a origem do ruído (trata-se de um open-space), perturbando consideravelmente a concentração e eficiência do trabalho (65%), (2) 57% consideram que trabalham sentados durante demasiado tempo e 39% não mudam regularmente de posições entre pé-sentado, (3) 83% não dispõem de dispositivo para apoio de pés, (4) 70% não conseguem regular a altura do monitor à mesa, (5) 35% consideram que a ventilação natural pelas portas e janelas exteriores não é adequada (é insuficiente) e 30% consideram que existem correntes de ar incómodas, (6) 30% consideram que as janelas exteriores não permitem uma boa iluminação natural e 17% consideram que a iluminação localizada artificial (candeeiros) não é adequada, (7) 18% consideram que os produtos de limpeza utilizados no local de trabalho não se encontram devidamente identificados, (8) 39% consideram que o trabalho que realizam está sujeito a exigências anormais de produtividade, (9) 70% realizam trabalho suplementar regularmente e (10) 4% sentiram-se discriminados no trabalho.

No respeitante a sintomas de desconforto ou incomodidade físicos foram as seguintes as respostas que sugerem oportunidades de melhoria na empresa: (1) 52% sentiram dor ou desconforto físico no último ano, (2) 18% referem queixas frequentes na região do pescoço, sendo de intensidade moderada em 30% dos respondentes, (3) 13% referem queixas frequentes no ombro direito, sendo de intensidade moderada também em 13% dos respondentes, (4) 9% referem queixas frequentes na região dorsal durante 2010-2011, de intensidade moderada em 22% dos respondentes. Os sintomas de desconforto físico foram considerados um problema por 22% dos respondentes, tendo 4% perdido tempo no trabalho devido ao desconforto, dificultando atividades correntes como comer, vestir e lavar-se em 9% dos respondentes. As pausas insuficientes, horas de condução, stresse e posturas incorretas foram as causas apontadas para o desconforto por 36% dos respondentes, tendo 22% dos respondentes identificado o trabalho sentado como tendo muita relação com os sintomas.

Relativamente a sintomas e sinais gerais, ou doenças do foro físico, (1) dores de cabeça foram referidas ocasionalmente por 48% e frequentemente por 4% dos respondentes e tonturas/vertigens foram referidas frequentemente por 4% dos respondentes, (2) olheiras frequentes em 22% e ocasionais em 30% dos respondentes, (3) lacrimejo ocasional ou frequente em 13%, (4) conjuntivite ocasional em 9%, (5) visão em túnel ou desfocada, ocasional ou frequente em 22%, (6) rinite ou rinite alérgica frequente em 18%, (7) espirros constantes ocasionais em 43% dos respondentes, (8) rinorreia ocasional ou frequente em 9%, (9) catarro frequente ou ocasional em 22%, (10) dor no peito ocasional em 9%, (11) taquicardia ocasional em 18% e frequente em 4%, (12) asma / bronquite ocasional em 17%, (13) eczemas e dermites ocasionais em 9%, (14) dores ocasionais na coluna em 61% e frequentes em 9% e (15) episódios ocasionais de artrites em 9% dos respondentes.

No particular dos sintomas e sinais, ou doenças do foro mental ou emocional, (1) 39% tem ocasionalmente dificuldade de concentração e 43% mudanças de humor ocasionais, (2) 9% referem depressão ocasional, (3) 48% irritabilidade, ansiedade ou agressividade ocasionais, (4) 9% insónia ocasional e 9% insónia frequente e (5) 4% sente fadiga ou baixa energia frequente e 57% ocasionalmente. Relativamente à massa corporal, 17% dos respondentes apresentam frequentemente excesso de peso e 26% ocasionalmente. No respeitante a sintomas e sinais, ou doenças, do aparelho digestivo, diarreias, obstipação, sensação de enfartado, azia e dores de estômago ou intestinos foram referidos frequentemente ou ocasionalmente por ~9-13% dos respondentes.

Analisando as respostas ao questionário para Perceção de Bem-estar, Saúde e Segurança Ocupacionais e observando o contexto de trabalho, concluiu-se que os grupos, subgrupos e perigos para contextos de trabalho desta natureza são predominantemente de natureza psicossocial, ergonómica ou no ambiente de trabalho (ver Tabela 1). Os danos individuais, potenciais, que estes perigos podem proporcionar são fundamentalmente ao nível dos sintomas de mal-estar ou incomodidade e ao nível das patologias relacionadas e agravadas pelo trabalho, em particular de natureza psicossomática.

Os perigos dominantes para acidentes são fundamentalmente do grupo mecânico e elétrico, do subgrupo pancadas (com

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

origem em quedas, escorregadelas e embates) e entalões e ainda contacto com a corrente elétrica. A exposição a perigos para doenças médico-legais foi identificada como estando relacionada com movimentos repetitivos com os membros superiores e eventualmente com posturas de trabalho inadequadas. Naturalmente que no particular dos perigos para patologias e queixas de incomodidade, a colaboração entre o técnico de segurança e o médico de trabalho revelou-se indispensável. A identificação pelo médico do trabalho, dos sintomas, queixas e patologias que efetivamente se encontram relacionadas com o trabalho (causas individuais, do contexto social ou familiar) é determinante para a seleção das medidas de controlo.

–  –  –

4. CONCLUSÕES As empresas de serviços com postos administrativos, bem organizadas termos de SHT, podem representar uma nova fronteira para os Técnicos de Segurança e Higiene Ocupacionais. Os perigos ditos tradicionais, com uma forte incidência ao nível dos acidentes e das doenças ocupacionais legais, podem não ser dominantes nestas empresas. Uma atitude “tradicional” dos Técnicos de Segurança pode conduzir à perceção de que, muito embora a legislação vigente exija a sua presença nestas empresas, o seu contributo possa ser menos evidente. Na realidade, a abordagem dos perigos para doenças relacionadas com o trabalho de natureza psicossomática e do desconforto físico ocupacional, requer uma colaboração estreita com o médico do trabalho, no sentido de identificar as áreas prioritárias e as metodologias de intervenção. A identificação, pelo médico do trabalho, dos sintomas, queixas, sinais e patologias que efetivamente se encontram relacionadas com o trabalho é determinante na definição das medidas de controlo. As medidas de controlo a implementar podem requerer metodologias de abordagem particularmente orientadas para os aspetos ergonómicos e psicossociais ocupacionais.

5. REFERÊNCIAS Bailey, G. (2011). Relatório de Avaliação da Qualidade do Ar Interior. (não publicado). Linda-a-Velha: Análise do Ar Ambiente Lda.

Cabeças, J.M., Paiva, A. (2010). Taxonomia e estrutura dos procedimentos de análise de riscos ocupacionais. In Portuguese Society of Occupational Safety and Hygiene (SPOSHO) (Eds.), livro de comunicações do Colóquio Internacional sobre Segurança e Higiene Ocupacionais (133-137). Guimarães: Portuguese Society of Occupational Safety and Hygiene.

Cabeças, J.M, Cruz, P. (2011). Questionário para Perceção de Bem-estar, Saúde e Segurança Ocupacionais. (não publicado). Caparica:

Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Virtual Reality Applied to Ergonomics Caldeira, Luiz Felipe Dutraa; Castañon, José Alberto Barrosob; Saraiva, Tatiana Santosc; Araújo, Thiago Thielmann ded a Mestrado em Ambiente Construído, Departamento de Engenharia, Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus da UFJF, 4ª Plataforma do Setor de Tecnologia, Bairro Martelos, MG, Brasil, e-mail: dutracaldeira@yahoo.com.br; b Idem ª, e-mail: castanon@terra.com.br; c idem a, e-mail: saraivaus@yahoo.com; d idem a, e-mail: thiagoaraujothg@gmail.com

1. INTRODUCTION Ergonomics is a multidisciplinary field oriented and can be applied to all human activities (International Ergonomics Association, 2011). It can also be considered, a discipline that studies to improve the relationship between man and the system within their work environment (GASPERINI, 2010). It can affect various areas such as physical, cognitive, social, organizational, environmental and others. Furthermore, they can be applied individually or mutually in various spheres. This work addresses the cognitive ergonomics that is intended to improve "mental interaction with the user's environment and with artifacts" (GRIZ, CARVALHO and PEIXOTO, 2007).



Pages:     | 1 |   ...   | 22 | 23 || 25 | 26 |   ...   | 153 |


Similar works:

«1 GEORGE CRABBE 1754–1832 From The Borough1 Letter XXII, The Poor of The Borough: Peter Grimes } Old Peter Grimes made fishing his employ, His wife he cabined with him and his boy, And seemed that life laborious to enjoy; To town came quiet Peter with his fish, And had of all a civil word and wish. He left his trade upon the sabbath day, And took young Peter in his hand to pray; But soon the stubborn boy from care broke loose, At first refused, then added his abuse; His father’s love, he...»

«Guidance material for land use at or near aerodromes June 2008 Guidance material for land use at or near airports. Table of Contents Overview Glossary Types of Aerodromes Obstacle Limitation Surfaces Wildlife Hazard Management Notice of Intention to Construct, Alter, Activate or Deactivate an Aerodrome Objects and Activities Affecting Navigable Airspace Noise Issues Local Authority Zoning Summary Contacting the CAA i June 2008 CAA of NZ Guidance material for land use at or near airports....»

«Mirko Werner 1 “Carbonate ramp depositional environments“ Mirko Werner Abstract: Ramps can be devided into homoclinal and distally steepened ramps and can be subdivided into inner-, mid-, and outer-ramp. Carbonate ramps are common in all geological periods, but were dominant when reef-constructing organisms were inhibited or absent. The zone of greatest organic carbonate production shifted from midto inner ramp since the late Jurassic. Ramps are known from nearly all tectonic regimes but...»

«RPM Volume 16, Number 48, November 23 to November 29, 2014 Systematic Theology By R. L. Dabney, D. D., LL. D. Chapter 17: The Decrees of God His Acts Classified. Decree Proved by God’s Intelligence, His Power. Different from Fate. Distinction between permissive and efficacious. Properties of the Decree, Unity, Eternity, Universality (including creatures’ acts), Efficiency Unconditionality, Freedom and Wisdom. Objections answered. [Lecture 20] Section Two—Basic Doctrines of the Faith...»

«REGISTER OF LORDS’ INTERESTS _ The following Members of the House of Lords have registered relevant interests under the code of conduct: ABERDARE, L. Category 1: Directorships Director, WALTZ Programmes Limited (training for work/apprenticeships in London) Category 10: Non-financial interests (a) Director, F.C.M. Limited (recording rights) Category 10: Non-financial interests (c) Trustee, Berlioz Society Trustee, St John Cymru-Wales Trustee, National Library of Wales Category 10:...»

«CASIEF-RWANDA A Guide For Volunteers CASIEF-Rwanda Volunteer Anesthesia Teaching Program is guided by Dalhousie University Department of Anesthesia. CASIEF-Rwanda: A Guide for Volunteers Introduction Country and City Description Initial Planning Housing Life in Rwanda Teaching Tourism Final Report Returning Home Thank you Appendices Introduction Welcome to the Canadian Anesthesiologists‟ Society International Education Foundation (CASIEF) teaching program in Rwanda. This volunteer manual will...»

«PLANNING GUIDE      FOR THE COLLEGE  BOUND STUDENT  ATHLETE  TABLE OF CONTENTS          • INTRODUCTION LETTER  P. 1  • THE BEGINNING  P. 2 – 3  • THE GAME PLAN  P. 4 – 5  • YOUR CHECK LIST  P. 6  • THE NCAA CLEARINGHOUSE P. 7 • DIFFERENCES BETWEEN DIVISION I, II, III P. 8 • NUMBERS GAME  p. 9 – 13 (The facts about competing in  college athletics) • NCAA SUMMARY OF RECRUITING  P. 14 – 15...»

«TECTONICS OF AEGEAN/ANATOLIAN REGION 1 Tectonics of the Aegean/Anatolian region Glenn Simonelli Indiana University G554 TECTONICS OF AEGEAN/ANATOLIAN REGION 2 ABSTRACT: The Anatolian/Aegean includes much of Greece and Turkey. The region is noted for it seismic activity. Much of the eastern Anatolian region is moving westward relative to Eurasia while the southern Aegean Sea is moving southwest. The northern boundary of the region experiences dextral strike-slip motion, while the southeastern...»

«Welcome Home Badgers! Snow College Residence Life. C ampus living puts you in the center of it all! Enjoy the convenience of a short walk to class and living in a safe, secure and affordable environment. Exploring the realm of Snow College means learning about yourself and others by joining a community filled with opportunity. By living on-campus you will discover all kinds of people to live and learn with, as well as a residence hall staff that is there to help you discover the college...»

«Polis, Revista de la Universidad Bolivariana ISSN: 0717-6554 antonio.elizalde@gmail.com Universidad de Los Lagos Chile Callahan, Manuel In defense of conviviality and the collective subject Polis, Revista de la Universidad Bolivariana, vol. 11, núm. 33, 2012, pp. 1-22 Universidad de Los Lagos Santiago, Chile Available in: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=30525012008 How to cite Complete issue Scientific Information System More information about this article Network of Scientific Journals...»

«The Celestial Omnibus 1 The Celestial Omnibus and Other Stories E. M. Forster CONTENTS The Story of a Panic The Other Side of the Hedge The Celestial Omnibus Other Kingdom The Curate's Friend The Road from Colonus *** The Story of a Panic I. Eustace's career if career it can be called certainly dates from that afternoon in the chestnut woods above Ravello. I confess at once that I am a plain, simple man, with no pretensions to literary style. Still, I do flatter myself that I can tell a story...»

«Admin Minnesota Materials Management Division Room 112 Administration Bldg., 50 Sherburne Ave., St. Paul, MN 55155; Phone: 651.296.2600, Fax: 651.297.3996 For TTY/TDD communication, contact us through the Minnesota Relay Service at 1.800.627.3529. CONTRACT RELEASE: V-33(5) THIS CONTRACT MUST BE USED BY STATE AGENCIES FOR VEHICLE RENTALS THAT ARE “INITIATED” IN THE STATE OF MINNESOTA OR OTHER LOCATIONS AS LISTED ON THE CONTRACT RELEASE. DUE TO THE HIGH LIABILITY EXPOSURE FOR THE SERVICE ON...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.