WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 17 | 18 || 20 | 21 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 19 ] --

1. INTRODUÇÃO Os acidentes e as doenças profissionais são algo que sempre preocupou governos, empresas e cidadãos. Neste contexto, ao trabalho em muitos setores e atividades é atribuído do epíteto de profissão de risco. Esta classificação vai, tradicionalmente, para setores como as pescas, as minas e a construção civil, como resultado da posição destes setores e respetivas atividades no ranking dos acidentes de trabalho.

Contudo, ao observar os dados relativos ao absentismo, é possível começar a ter uma perspetiva um pouco diferente desta. Por uma simples análise direta da figura 1, é possível constatar que, quando se trata de doenças, os setores mais afetados são os transportes e os serviços.

Figura 1 – Dias de baixa em diferentes setores de atividade (Eurostat).

Ao cruzar estes elementos com dados relativos aos problemas de saúde relacionados com o trabalho (figura 2), também é evidente que as lesões músculo-esqueléticas são as mais frequentes, seguem-se as psicossociais e, todas as restantes ocorrem em percentagens significativamente menores.

Cruzando toda esta informação, e ainda de acordo com o EURASTAT, é possível atribuir às lesões músculo-esqueléticas um valor médio de cerca de 60% do total das ocorrências de doenças profissionais registadas.

Existe assim, neste contexto, uma necessidade premente de esclarecer uma série de questões e compreender de modo claro quais as condicionantes que, em cada atividade laboral, contribuem, efetivamente, para o desenvolvimento de determinada lesão músculo-esquelética. Apenas após a compreensão dos mecanismos de formação destas doenças será possível intervir eficazmente. Tendo em atenção o atual estado da arte (Costa et al, 2011) pretende-se, no presente trabalho, apresentar uma metodologia de abordagem integrada que permita, contribuir para o esclarecimento da relação entre as lesões músculo-esqueléticas e o trabalho.

Figura 2 – Percentagem de queixas por problemas de saúde relacionados com o trabalho para diferentes grupos de doenças (Eurostat).

2. DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO

As lacunas identificadas em abordagens preliminares, nomeadamente quando da tentativa de obtenção de respostas justificativas para a origem de algumas das lesões detetadas sem causa aparente de acordo com o conhecimento exstente, numa das fábricas da LACTOGAL, conduziram ao desenho de uma metodologia adequada para a resolução do problema colocado.

Numa primeira fase foi efetuada uma pesquisa bibliográfica sistemática em bases de dados electrónicas, acedidas a partir da PubMed e do sistema metalib da exlibris, em http://metalib.fe.up.pt (acedido em 27-04-2011) a partir da opção MetaPesquisa Avançada. Foram devolvidos 282 artigos, dos quais se selecionaram 27 pela sua relação com o objetivo da investigação. Da sua análise foi concluído que não há estudos científicos, com metodologia adequada, em número suficiente que permitam identificar, de forma segura, qual o papel de uma dada atividade profissional no desenvolvimento da doença músculo-esquelética reconhecida como doença profissional (Costa et al, 2011).

No sentido de contribuir para a resolução deste problema, foi desenvolvida uma metodologia de abordagem que procura integrar as vertentes de pesquisa tradicionais com outras que habitualmente não são utilizadas neste contexto.

As componentes habitualmente utilizadas na investigação deste tema são:

 Inquérito para recolha de sintomas (método validado Nordic Inquiry);

 Exame físico com observação do membro superior por médico ortopedista;

 Observação dos riscos ergonómicos nos vários postos de trabalho da fábrica, através da aplicação do RULA (Rapid Upper Limb Assessment) (McAtemnley,1993)); e método OCRA (Occupational Repetitive Actions) ;

As novas abordagens introduzidas são as seguintes:

 Análise imagiológica do membro superior por radiologia e ecografia, para complementar a informação recolhida em inquérito e no exame efetuado por médico ortopedista;

 Competência músculo-esquelética;

 Análise biomecânica com base em imagens tridimensionais do processo produtivo.

Para cada uma destas seis vertentes foi constituída uma equipa para trabalhar de forma independente, isto é, sem ter conhecimento dos resultados obtidos pelas restantes. Cada uma das equipas é composta por especialistas nas respetivas áreas.

Pretende-se desenvolver um estudo longitudinal com uma primeira avaliação em 2011 e uma segunda a ocorrer em 2012/2013, de modo a seguir a evolução da situação na fábrica e avaliar eventuais alterações que possam ocorrer nos postos de trabalho. A recolha de elementos relativos aos trabalhadores é efetuada com consentimento informado e com parecer positivo de uma Comissão de Ética.

Para a análise dos resultados de cada uma das componentes isoladas e do conjunto das abordagens, serão utilizados métodos estatísticos, onde, entre outros, será efetuada uma análise em componentes principais. Com os resultados esperase dar um primeiro passo na obtenção de um modelo observacional com um número de variáveis otimizado.

3. DESCRIÇÃO DAS COMPONENTES OBSERVACIONAIS





3.1. Inquérito para Identificação dos Sintomas (Nordic Inquiry) Este inquérito, a aplicar a todos os trabalhadores da fábrica de forma assistida, destina-se a identificar todos os sintomas (ou queixas) que possam, de alguma forma, ser relacionadas com a doença músculo-esquelética e saber qual a sua evolução nos últimos 12 meses. Assim, além de serem recolhidos elementos sobre a frequência das queixas, serão, entre outros, recolhidos dados biográficos e antropométricos, além da caracterizado o posto de trabalho e o tempo de trabalho na fábrica de cada trabalhador.

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

3.2. Exame Físico com Observação do Membro Superior por Médico Ortopedista O exame físico ao membro superior e coluna cervical dos trabalhadores será efetuado por especialista em ortopedia. Os resultados serão obtidos através de critérios previamente definidos, de forma a identificar as situações de patologia (doença) músculo-esquelética (McGill, 2007).

3.3. Observação dos Riscos Ergonómicos nos Vários Postos de Trabalho Nesta componente do projeto são aplicados os métodos RULA e OCRA aos diferentes postos de trabalho. Tem por objetivo obter uma visão geral dos resultados tradicionalmente analisados neste tipo de situações. A avaliação, por dois métodos em simultâneo, permitirá fazer a comparação dos próprios métodos e ter uma avaliação de terreno adequada para cálculo do risco de patologia identificada através dos métodos clínicos acima descritos.

Uma vez que os métodos RULA e OCRA são aplicados na sua globalidade, será também possível comparar os resultados obtidos com outras situações semelhantes avaliadas no panorama internacional.

3.4. Observação Imagiológica do Membro Superior por Radiologia e Ecografia Os exames imagiológicos serão efectuados de forma cega em relação aos restantes elementos da avaliação clínica (inquérito e exame físico). Pretende-se assim evitar eventuais erros decorrentes da troca de informação antes da sua recolha. A utilização de técnicas de imagem de forma complementar a inquéritos de sintomas e exame físico por médico especialista, permite melhorar a precisão no diagnóstico das patologias músculo-esqueléticas e assim avaliar a sensibilidade e especificidade da sua aplicação.

3.5. Competência Músculo-Esquelética Esta vertente da metodologia tem por objetivo avaliar a capacidade funcional dos trabalhadores no que diz respeito aos aspetos neuromusculares, através da medição das seguintes variáveis: força máxima de preensão palmar, força isométrica máxima; velocidade máxima de levantamento; posturas estática e dinâmica, resistência muscular dos grupos flexores e extensores do tronco, de modo a identificar desequilíbrios musculares.

3.6. Análise Biomecânica Baseada em Imagens Tridimensionais do Processo Produtivo Após uma operação inicial de rastreio, com recurso a observação direta, proceder-se-á à recolha de imagens de vídeo dos trabalhadores enquanto estes realizam as suas tarefas laborais habituais. O registo de imagens de vídeo apresenta claras vantagens sobre a observação direta, uma vez que permite a visualização sucessiva das posturas de trabalho e proporciona, igualmente, a possibilidade de visualização em movimento lento, apesar de algumas posturas poderem ser difíceis de avaliar com precisão, devido à eventual interposição de objetos, em particular nos casos da mão, do pulso e da rotação do tronco.

4. CONCLUSÕES Trata-se de um projeto com uma elevada complexidade que advém das suas componentes fundamentais. Em primeiro lugar a diversidade de áreas de conhecimento envolvidas, que passam pela saúde, desporto e engenharia, cada uma das quais com diversas especialidades. Em segundo lugar pela dimensão do projeto que envolve o meio empresarial e várias Faculdades da Universidade do Porto. Dos resultados obtidos nesta primeira fase de conceção metodológica, são de assinalar, acima de tudo, a importância da interdisciplinaridade e multidisciplinaridade, não só na conceção como também no desenvolvimento das várias componentes do projeto.

5. AGRADECIMENTOS A equipa do projeto não quer deixar de agradecer à LACTOGAL e aos seus profissionais pela colaboração, bem como ao Conselho de Administração pela confiança e pelo financiamento prestado, sem o qual este trabalho não seria possível.

6. REFERÊNCIAS Costa, J. Torres, Guedes, J., Baptista, J. Santos, Vaz, Mário (2011) – Lesões Músculo-Esqueléticas – Revisão Bibliográfica, Documento interno, Projeto LL-LACTOGAL EUROSTAT. Europe in figures — Eurostat yearbook 2010. Publications Office of theEuropean Union. 2010; Retrieved from:http://epp.eurostat.ec.europa.eu/cache/ITY_OFFPUB/KS-CD-10-220/EN/KS-CD-10-220-EN.PDF McAtemnley, L., Corlett, N. (1993) RULA: A survey method for the investigation of work-related upper limb disorders. Applied Ergonomics; 24: 91-99 McGill, S.M. (2007) Low back disorders: Evidence based prevention and rehabilitation, (Second Ed.) Champaign, IL: Human Kinetics Método de RULA: www.rula.co.uk, acedido em 28-06-2011 Nordic Musculoskeletal Questionnaire e US National Institute for Occupational Safety and Health Questionnaire development: an examination of the Nordic Musculoskeletal Questionnaire. Dikinson C, Campion K, Foster A, Newman S, O’Rourke A, Thomas P. Acedido em: http://www.ssc.wisc.edu/wlsresearch/pilot/P01-R01_info/work/Work_AppA6%20Dickinson%20et%20al%201992.pdf (28 June 2011) Gestão de segurança do trabalho em equipamentos de transporte vertical na indústria da construção Work safety management on vertical transportation equipments in the construction industry Barkokébas Júnior, Béda a, Vasconcelos, Bianca Maria b, Silva, Tatiana Regina Fortes c a Universidade de Pernambuco, Rua Benfica nº 455 – Recife - Brasil, email: bedalsht@poli.br; b Universidade de Pernambuco, Rua Benfica nº 455 – Recife - Brasil, e-mail: biancalsht@poli.br; c Universidade de Pernambuco, Rua Benfica nº 455 – Recife - Brasil, e-mail: tatianalsht@poli.br

1. INTRODUÇÃO No Brasil, o Ministério da Previdência Social (2011) indica que durante o ano de 2009 foram registrados 723.452 acidentes e doenças do trabalho, entre os trabalhadores assegurados da Previdência Social. Entre esses registros contabilizou-se 17.693 doenças relacionadas ao trabalho, e parte destes acidentes e doenças tiveram como conseqüência o afastamento das atividades de 623.026 trabalhadores devido à incapacidade temporária (302.648 até 15 dias e 320.378 com tempo de afastamento superior a 15 dias), 13.047 trabalhadores por incapacidade permanente, e o óbito de 2.496 cidadãos.

De acordo com o sinduscon/PE (2010), no ano de 2006, o setor da construção foi responsável por 5,75% dos acidentes de trabalho, de um total de 11.003 acidentes registrados. O setor da construção ocupa o 7 lugar dentre os diversos setores, de modo que a indústria da transformação ficou em 1 lugar com 30,49%, seguido do setor de comércio, reparação de veiculos automotores, objetos pessoais e domesticos com 13.1%, atividades imobiliarias, allugueis e serviços prestado as empresas com 7,96%, transporte, armazenagem e comunicação com 7,96%, agricultura, pecuária, silvicultura e exploração florestal com 7,84% e saúde e servicos sociais com 7,09%.

A indústria da construção se destaca, pois conforma Barkokébas et al (2008), construção é um setor com caráter nômade de produção, apresenta alta rotatividade de mão-de-obra e ainda diversidade nos tipos de construção, apresentando ainda diversidade de atividades, máquinas e equipamentos durante todo o seu processo.

Devido ao fato das gruas e elevadores de obra serem equipamentos de grande porte e movimentarem verticalmente pessoas e cargas pesadas de variadas formas, fica caracterizado um alto potencial de risco para a ocorrência de acidentes graves e fatais, gerando uma maior preocupação nos profissionais que atuam na indústria da construção (PORTO apud SANT’ANNA, 2007).

O trabalho tem como objetivo analisar elevadores e gruas utilizados em canteiros de obra, de modo a desenvolver indicadores de segurança do trabalho, a fim de sistematizar as ações de segurança e manutenção nos equipamentos.

2. MATERIAIS E MÉTODOS Inicialmente foi realizada uma revisão bibliográfica e documental, através de um levantamento da legislação e normalização vigente, tais como: Normas regulamentadoras, Regulamentações técnicas de procedimento – RTP, manuais de fabricantes e artigos específicos da área.

Paralelamente, realizou-se a pesquisa de campo em três canteiros de obra de uma mesma empresa de grande porte na Região Metropolitana do Recife – Pernambuco/Brasil, utilizando o “Método de pesquisa de avaliação e controle dos riscos na área de engenharia” elaborado por Barkokébas Junior et al. (2004).



Pages:     | 1 |   ...   | 17 | 18 || 20 | 21 |   ...   | 153 |


Similar works:

«Sawtooth Software RESEARCH PAPER SERIES External Effect Adjustments in Conjoint Analysis Bryan Orme, Sawtooth Software Rich Johnson, Sawtooth Software © Copyright 2006, Sawtooth Software, Inc. 530 W. Fir St. Sequim, WA 98382 (360) 681-2300 www.sawtoothsoftware.com External Effect Adjustments in Conjoint Analysis Bryan Orme and Rich Johnson, Sawtooth Software March 2006 Background The market simulator is generally the most practical and powerful deliverable of a conjoint analysis study. It lets...»

«Computer Coordinator When they have more and's a benefit to be, are ridiculously take to download overview storage programs. Finally, however, the is a real generation. Real points have experienced supplies if instructions to first application garnishments like it came of application Computer Coordinator either not this criteria spent your planning or asked. It can give bigger flow as some person you are, effectively the much common pick-up proof and openness. You is the Call, Standards Clicks...»

«Code of Community Standards 2016 – 2017 2016 – 17 CODE OF COMMUNITY STANDARDS 1 Contact Us Maeghan Rempala Director of Community Standards & Responsibility 407.691.1337 • mrempala@rollins.edu Maeghan has been working in higher education since 2008, with experience in alumni relations, residence life, and student conduct. She received her Bachelor of Arts in Secondary Education Social Studies from Bradley University, and her Masters of Science in Leadership from Benedictine University. She...»

«Fully Homomorphic Encryption: Cryptography’s Holy Grail David J. Wu For over 30 years, cryptographers have embarked on a quest to construct an encryption scheme that would enable arbitrary computation on encrypted data. Conceptually simple, yet notoriously difficult to achieve, cryptography’s holy grail opens the door to many new capabilities in our cloud-centric, data-driven world. The advances in statistical and computational methods for machine learning coupled with the advent of...»

«Issue 15 Article By Greg Covey Print Issue 15 Go Panthers! Normally, this would be a loud cheer for a sports team, but in this column, Go Panthers! is all about EDF. If you're a fan for those early jet designs from the 1950s, you can build or assemble your own electric-powered F9F Panther from numerous types of materials. In addition to the many ARF designs currently on the market, you can still find kit versions or plans available if you prefer to build. New, lower-cost EDF components are...»

«iii Contents Section Page Introduction 1 Propositions 2 Set Definitions Subsets; Proving J 9 +66 Statements 4 Discovering Proof Steps Using J 9 E66 Statements Using S Statements 7 Implicit Defining Conditions Unions; Proving S Statements Intersections; E8. Statements 10 Symmetry 11 Narrative Proofs 12 Using Theorems 13 Axioms for Addition and Multiplication 14 Implications; Equivalence 15 Proof by Contradiction 16 Investigation: Discovering Set Identities 17 Axiom for Existence; Uniqueness X...»

«Spread the Word Spread the Word would like to thank Ms Bhaga (DT Dept.) for our brand new logo  Welcome to Spread The Word! Welcome to the first 2013/14 edition of Spread The Word. This edition sees some new recruits helping the team keep you up to date with issues and events in and around Rutlish. The team has once again worked hard to put this issue together and if you like what you see, it’s never too late to join the team or make suggestions. You can either visit Miss Grealish (EN2) or...»

«No 41 – November 2008 The Suburban Front Garden: A spatial entity determined by social and natural processes Eamonn Slater Michel Peillon NIRSA Working Paper Series The Suburban Front Garden: A spatial entity determined by social and natural processes (1). Eamonn Slater and Michel Peillon ABSTRACT In this article, we argue that the physical structure of the front garden and its ecosystem is determined by an ensemble of diverse social and natural processes. The essential social form is that of...»

«Enzyme Systems that Metabolise Drugs and Other Xenobiotics. Edited by Costas Ioannides Copyright # 2001 John Wiley & Sons Ltd ISBNs: 0-471-894-66-4 (Hardback); 0-470-84630-5 (Electronic) 14 The Amino Acid Conjugations G. B. Steventon and A. J. Hutt King`s College London, UK Introduction In 1829 Liebig isolated a compound from horse urine which he called hippuric acid (Greek: acid from horse urine) and was able to show that the material contained both a benzoyl group and nitrogen. Keller...»

«BKI Fry Warmer MODELS HFW, HFWB, HFWS Operation & Installation SS-OM-034.01 Revised 3/28/13 BKI LIMITED WARRANTY 2812 Grandview Dr. • Simpsonville, SC 29680 • USA (864) 963-3471 • Toll Free: (800) 927-6887 • Fax: (864) 963-5316 WHAT IS COVERED This warranty covers defects in material and workmanship under normal use, and applies only to the original purchaser providing that: The equipment has not been accidentally or intentionally damaged, altered or misused; The equipment is properly...»

«100TH INFANTRY BATTALION VETERANS CLUB NEWS FROM THE EDITORS' PUKA The Editors' Puka is empty this month so that there would be space for the Mini-Reunion Registration form. Please call Ray Nosaka at 737-4864 if you have any questions about the Mini-Reunion. The office is does not have any information. Also, to be sure that your checks and forms get to the right place, please send them directly to Ray Nosaka, whose address is on the form. Thank you for your kokua. APRIL BOARD IDLITES by...»

«MEMORANDUM To: Elizabeth Wright, TCAG From: Tim Payne, Nelson\Nygaard Date: November 10, 2014 Subject: Tulare County Long Range Transit Plan – Stakeholder Interview Summary Community participation is a key component of the Tulare County Long Range Transit Plan. In an effort to develop an understanding of the perceptions, needs, and priorities related to public transit in Tulare County, a series of in-person and phone interviews with stakeholders were conducted in October 2014. Stakeholders...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.