WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 16 | 17 || 19 | 20 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 18 ] --

4. CONCLUSÃO A identificação e avaliação dos riscos nos locais de trabalho deve necessariamente incorporar a vivência, o conhecimento e a participação dos trabalhadores, já que eles realizam o trabalho cotidiano e sofrem seus efeitos e, portanto, possuem um papel fundamental na identificação, eliminação e controle dos riscos. Com as planilhas obtidas neste estudo, a visualização dos riscos e sua identificação, sugerem sem dúvida alguma, quais os EPIs e EPCs que deverão ser utilizados pelos trabalhadores assim como indicar medidas a serem tomadas pelo setor de segurança e medicina do trabalho para a eliminação ou diminuição em limites toleráveis para os trabalhadores. Da mesma maneira, fica claro qual seriam os treinamentos e o processo de conscientização e sensibilização dos trabalhadores em relação aos principais riscos inerentes nas suas tarefas. Com a fiscalização e supervisionamento diário das atividades e de todas as instalações no processo do abate, pode-se também propor uma readequação de layout quando assim for necessário. Sem uma demonstração clara dos prejuízos ocasionados pelos acidentes do trabalho, dificilmente a empresa destinará recursos financeiros necessários para a prevenção e controle destes. As planilhas obtidas no trabalho, podem direcionar o empregador a promover ações para um aumento de sua produção e conseqüentemente, um número menor de afastamento de dias de trabalho assim como prevenir prováveis acidentes. Para isto, basta o empregador se conscientizar da necessidade de compreender sua empresa não visando somente o seu lucro.

5. REFERÊNCIAS

Matos, Marcos Paiva. Exposição ocupacional ao frio: Carne, Novembro de 2007. Disponível em:

http://www.higieneocupacional.com.br/download/friopaiva. pdf. Acesso em 20 fev. 2010.

Araújo, Giovanni Moraes de. Normas Regulamentadoras Comentadas / Juarez Benito, Carlos Roberto Coutinho. 2ª ed. Ver. Ampl. E atual., Rio de Janeiro 2000. Bibliografia: p. 1088. ISBN 85-901299-1-8.

Segurança e medicina do trabalho / obra coletiva de autoria da Editora Saraiva com a colaboração de Antonio Luiz de Toledo Pinto, Márcia Cristina Vaz dos Santos Windt e Lívia Céspedes. – 2. ed. Anual. – São Paulo: Saraiva, 2008. ISBN 978-85-02-07311-1.

Araranguá, Santa Catarina 2009. ABEF. Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos. Disponível em:

http://www.abef.com.br/. Acesso em: 20/01/2010 Análise do Equilíbrio Postural em Tarefas de Movimentação Manual de Cargas Estudo de Caso Postural Stability Assessment during Manual Material Handling Tasks – Case Study Azevedo, Ruia; Martins, Cristinaa; Sá, Maria Manuela; Teixeira, Joséb; Barroso, Mónicab a Instituto Superior da Maia (ISMAI), Av. Carlos de Oliveira Campos, Avioso S. Pedro, Castêlo da Maia razevedo@maieutica.ismai.pt;mmartins@docentes.ismai.pt; maria.sa@docentes.ismai.pt b Universidade do Minho, Campus de Azurém, 4800-058 Guimarães, jct@civil.uminho.pt;mbarroso@dps.uminho.pt

1. INTRODUÇÃO O tronco é o segmento do corpo humano com maior massa corporal (Winter, 1995; Van der Burg, 2003). Decorre deste facto que qualquer movimento deste segmento, mesmo que ligeiro, causa deslocações consideráveis ao nível do Centro de Massa (CM) corporal, colocando em causa a estabilidade do equilíbrio postural (Van der Burg, 2003), que é tanto mais instável quanto mais próximo se encontrar o CM do limite da base de suporte.

Elevar um objecto a partir do nível do solo implica, de acordo com Toussaintetal. (1998), partir de uma posição estática de equilíbrio, efectuar a flexão frontal do tronco para alcançar o objecto, agarrar o objecto, elevá-lo até à posição desejada e finalmente estabelecer uma nova posição estática de equilíbrio. Esta tarefa é acompanhada por um processo dinâmico de manutenção do equilíbrio postural (Toussaintetal., 1997a). Quando esta movimentação é efectuada frontalmente, utilizando as duas mãos, a massa do objecto é adicionada ao indivíduo, e consequentemente o CM do sujeito é deslocado anteriormente, sendo esta deslocação mais notória no momento de pega do objecto (Toussaintetal, 1998).

A deslocação anterior do CM em relação à base de suporte perturba o equilíbrio postural, potenciando a ocorrência de quedas. Roberts, (1995), Kollmitzeret al. (2002) e Panetal. (2003) alargam este conceito para a generalidade das operações de movimentação manual cargas, porque, segundo estes autores, o CM do corpo humano é deslocado para a periferia da base de suporte, aumentando a amplitude das oscilações corporais, o que contribui para a ocorrência de situações de desequilíbrio. Neste contexto, para manter o equilíbrio postural, é necessário que o corpo humano efectue ajustes posturais, que permitam anular este efeito. A correcção do CM com vista à sua manutenção dentro dos limites de suporte será efectuada através da execução de movimentos voluntários e/ou involuntários, com activação de diversos músculos (Kollmitzeretal., 2002) que garantam a deslocação do Centro de pressão (CP) ao longo da base de suporte.

Estudos para comparar as características do movimento de elevação de uma carga a partir do solo utilizando duas posturas diferentes, com flexão do tronco ou com flexão dos membros inferiores, foram levados a efeito por Toussaintetal. (1997b).Este autor verificou que independentemente da técnica utilizada, é fundamental que o CM se mantenha, sempre, no interior da base de suporte,verificando que a técnica de elevação da carga através de flexão dos membros inferiores é mais instável, sobretudo na fase de elevação inicial do objecto, devido ao deslocamento excessivo do CM em sentido anterior.





Considerando que estudos ergonómicos, nesta área, referem que a elevação de cargas deve ser realizada, preferencialmente, através de flexão dos membros inferiores, para prevenir a ocorrência de lesões músculo-esqueléticas, verifica-se ser pertinente clarificar qual o contributo desta estratégia de elevação de cargas para a ocorrência de acidentes por queda.

Assim, para contrapor os resultados obtidos por Toussaintetal (1997) procedeu-se ao estudo da estabilidade postural em tarefas de elevação de carga nomeadamente por flexão do tronco e flexão dos membros inferiores, utilizando uma metodologia experimental distinta, através do cálculo do Índice de Estabilidade Postural proposto por Bagcheeetal.

(1998).

2. MATERIAIS E MÉTODOS A realização do presente estudo de caso envolveu a participação de um sujeito do sexo masculino com 28 anos, sem historial de lesões músculo-esqueléticas ou neurológicas com influência ao nível do equilíbrio postural A complexidade de manutenção do equilíbrio postural no homem, não se compadece com uma análise baseada numa simples variável, pelo que se procedeu ao cálculo do Índice de Proximidade ao Limite de Estabilidade (IPLE), que corresponde à aproximação do Centro de Pressão ao limite de estabilidade(Bagcheeetal., 1998). Segundo Bagcheeetal.

(1998), este índice é calculado de acordo com a equação 1, em que P representa a mínima distância registada entre o Centro de Pressão(CP) e o limite de estabilidade e Rmax a distância entre a origem do referencial e o limite de estabilidade. Ainda de acordo com Bagcheeetal (1998) quanto maior for o valor de IPLE, maior será a estabilidade postural do sujeito.

–  –  –

Foi solicitado, ao sujeito, que subisse para uma plataforma de forças (marca RSSCAN) e unisse os calcanhares, com a parte anterior dos pés afastada 30º, com vista a determinar o limite de estabilidade, que corresponde ao contorno exterior dos pés.

Para cálculo do Rmaxfoi solicitado, ao sujeito, que se inclinasse, lentamente, em sentido anterior, utilizando como eixo de rotação a articulação do tornozelo, sem mover os pés. Este valor corresponde ao ponto em que o sujeito regista uma perda de equilíbrio, ou seja quando a componente vertical do COP atinge o valor mínimo (Bagcheeetal., 1998). Este ponto foi detectado na plataforma de forças, sendo medida a distância a que se encontra da origem do referencial.

O valor de P corresponde à migração do CP, em sentido anterior, registada na plataforma de forças aquando da realização dos ensaios.

O IPLE foi determinado para seis tarefas distintas:

- Elevação com flexão do tronco, sem carga;

- Elevação com flexão dos joelhos, sem carga;

- Elevação de uma carga de 5 Kg com flexão do tronco;

- Elevação de uma carga de 5 Kg com flexão dos joelhos;

- Elevação de uma carga de 15 Kg com flexão do tronco;

- Elevação de uma carga de 15 Kg com flexão dos joelhos;

Posteriormente procedeu-se à análise ANOVA dos valores obtidos para cada ensaio, complementada com o teste de comparação múltipla HSDTukey.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Os resultados obtidos da determinação do índice de Proximidade ao Limite de Estabilidade encontram-se na tabela 1, assim como o valor médio e respectivo desvio padrão. Procedeu-se à análise ANOVA da média dos resultados para cada ensaio, complementada com o teste de comparação múltipla HSD Tukey.

–  –  –

Pelo teste ANOVA (Tabela 2) verificou-se a existência de diferenças estatisticamente significativas, nas médias dos valores de IPLE obtidos para as diferentes tarefas, com nível de significância de 5%.

–  –  –

O Teste H.S.D. de Tukey indica a existência de dois grupos homogéneos. De acordo com o resultado do teste verifica-se diferenças estatisticamente significativas no valor das médias de IPLE quando é elevada uma carga de 15 Kg em relação à tarefa de elevação de uma carga de 5 Kg, sendo que os valores obtidos para a carga mais pesada são inferiores aos obtidos para a carga mais leve.

Constata-se, ainda, não existir diferenças estatisticamente significativas entre os valores obtidos quando a tarefa é desempenhada com flexão do tronco ou com flexão dos membros inferiores.

4. CONCLUSÃO Não se verifica qualquer diferença estatisticamente significativa nos valores de IPLE quando a elevação de carga é efectuada através de flexão do tronco ou flexão dos membros inferiores, pelo que se conclui que a estratégia de elevação de carga parece não ter influência ao nível da manutenção de equilíbrio postural.

Sob o ponto de vista biomecânico, o risco de queda não é influenciado pela postura adoptada para elevação de carga, contrariando os resultados obtidos por Toussaintetal. (1997b). Assim sendo, os resultados ora obtidos vêm corroborar as recomendações dos diversos Organismos Oficiais, Médicos e Ergonomistas no sentido de efectuar a elevação de cargas através da flexão dos membros inferiores.

Complementarmente, verifica-se, ainda, que a elevação de cargas mais pesadas apresenta valores de IPLE mais reduzidos, em relação aos obtidos com elevação de cargas mais leves. Conclui-se, portanto, que a elevação de cargas mais pesadas potencia a ocorrência de situações de desequilíbrio, e, consequentemente a ocorrência de quedas.

Importa mencionar que os resultados apresentados referem-se a um estudo de caso, que ilustra, apenas, o comportamento de um individuo, pelo que a conclusão não pode ser generalizada. Este estudo irá ser aprofundado através de utilização de uma amostra de maior dimensão.

5. REFERÊNCIAS Bagchee, A., Bhattacharya, A., Succop, P. A., &Emerich, R. (1998). Postural Stability Assessment During Task Performance.

Occupational Ergonomics, 1 (1), pp. 41-53.

Kollmitzer, J., L., O., Ebenbichler, G. R., E., G. J., & DeLuca, C. J. (2002). Postural Control During Lifting. Journal of Biomechanics, 35, pp. 585-594.

Pan, C. S., Chiou, S., & Hendricks, S. (2003). The effect of drywall lifting method on workers' balance in a laboratory-based simulation. Occupational Ergonomics, 3, pp. 253-249.

Roberts, T. D. (1995). Understanding Balance - The mechanics of posture and locomotion (1ª Ediçãoed.). London: Chapman & Hall.

Toussaint, H. M., Commissaris, D. A., Hoozemans, M. J., &Beek, P. J. (1997a). Anticipatory postural adjustments prior to load pickup in a bi-manual whole-body lifting task. Medicine and Science in Sports and Exercise, 29, pp. 1208-1215.

Toussaint, H. M., Commissaris, D. A., & J., B. P. (1997b). Anticipatory postural adjustments in the back and leg lift. Medicine and science in sports and exercise, 29, pp. 1216-1224.

Toussaint, H. M., Michies, Y. M., Faber, M. N., Commissaris, D. A., & van Dieën, J. H. (1998).Scalling anticipatory postural adjustments dependent on confidence of load in a bi-manual whole-body lifting task.Exerimental brain research, 120, pp. 85-94.

van der Burg, J. C. (2003). Lifting Objects - Surprised by the Mass. Amsterdam: Print Partners Ipskamb BV. Enschede.

Winter, D. A. (1995). Human balance and posture control during standing and walking. Gait &Posture, 3, pp. 193-214.

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

Lesões músculo-esqueléticas numa empresa agroalimentar. Metodologia global – Projeto LL-LACTOGAL Musculoskeletal disorders in a food processing company. Global Methodology LL-LACTOGAL Project Baptista, J., Santos a, Costa, J. Torres b, Vaz, Mário A. P. c, Conceição, Filipe d, Styliano, M. M. e, Pinho, A.

Renato f, Pinto Susana g, Silva, João Pedro h a PROA/LABIOMEP/CIGAR/Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal, jsbap@fe.up.pt b CIGAR/Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Portugal, Médico do Trabalho, LACTOGAL, zecatoco@sapo.pt; c PROA/LABIOMEP/INEGI/Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal, gmavaz@fe.up.pt ; d PROA/LABIOMEP/CIFI2D/Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Portugal, filipe@fade.up.pt; e Plano Transitório de Formação em Medicina do Trabalho, Especialista em Medicina Geral e Familiar, mariamanuelstyliano@gmail.com; f Plano Transitório de Formação em Medicina do Trabalho, Especialista em Ortopedia e Traumatologia, renatopinho@katamail.com; g LACTOGAL, Técnica Superior de Higiene Segurança e Saúde do trabalho, susana.pinto@lactogal.pt; h LACTOGAL Coordenador de Higiene Segurança e Saúde, joão.pedro.silva@lactogal.pt



Pages:     | 1 |   ...   | 16 | 17 || 19 | 20 |   ...   | 153 |


Similar works:

«Conjecture (Convex Curve Conjecture, Meeks) Two convex Jordan curves in parallel planes cannot bound a compact minimal surface of positive genus. Results of Meeks and White indicate that the Convex Curve Conjecture holds in the case where the two convex planar curves lie on the boundary of their convex hull; in this case, the planar Jordan curves are called extremal. Results of Ekholm, White and Wienholtz imply every compact minimal surface that arises as a counterexample to the Convex Curve...»

«ENCUENTRO ASIA-EUROPA; ASIA EUROPE MEETING (ASEM) Webs de Referencia: http://asem.inter.net.th http://europa.eu.int/comm/external_relations/asem/intro/ http://www.iias.nl/asem/ PAÍSES MIEMBROS Pertenecen al ASEM China, Corea del Sur, Japón, Tailandia, Vietnam, Filipinas, Brunei, Malasia, Indonesia y Singapur (miembros también de ASEAN) por parte asiática, e Italia, Alemania, Francia, Países Bajos, Bélgica, Luxemburgo, Dinamarca, Irlanda, Grecia, España, Portugal, Austria, Finlandia,...»

«SOUTHERN ILLINOIS UNIVERSITY EDWARDSVILLE CATERING SERVICES Effective Aug. 1, 2010 Southern Illinois University Edwardsville Catering Contact Catering at 618-650-3033 or 618-650-3040. Contact Event Services for room reservation/room set-up needs and building/schedule at 618-650-3059 or 618-650-3054. Guarantee Menu selection MUST be made no later than two (2) weeks prior to your event. Catering selections received within 14 days of your event will be charged an additional 15%. Your Food Service...»

«Transportability from Multiple Environments with Limited Experiments: Completeness Results Elias Bareinboim Judea Pearl Computer Science Computer Science UCLA UCLA eb@cs.ucla.edu judea@cs.ucla.edu Abstract This paper addresses the problem of mz-transportability, that is, transferring causal knowledge collected in several heterogeneous domains to a target domain in which only passive observations and limited experimental data can be collected. The paper first establishes a necessary and...»

«USSOCCER.COM 2013-14 ADVICE TO REFEREES U.S. SOCCER REFEREE PRODUCTS Sold Exclusively by OFFICIAL SPORTS Starter Kits Pro Uniforms Books & Video Accessories & Gear Bags Footwear Off-the-Field Apparel Performance Apparel OFFICIALSPORTS.COM 800-782-2614 Advice to Referees 2013-14 United States Soccer Federation, Inc. 1801 S. Prairie Avenue Chicago, IL 60616 Telephone: 312/808-1300 Fax: 312/808-1301 http: ussoccer.com © 2014 United States Soccer Federation, Inc. All rights reserved. i Contents...»

«An Roinn Oideachais agus Scileanna Department of Education and Skills Subject Inspection of Metalwork and Engineering REPORT C.B.S. Mount Sion, Barrack Street, Waterford Roll number: 64930I Date of inspection: 18 November 2010 REPORT ON THE QUALITY OF LEARNING AND TEACHING IN METALWORK AND ENGINEERING SUBJECT INSPECTION REPORT This report has been written following a subject inspection in the CBS Mount Sion, Waterford. It presents the findings of an evaluation of the quality of teaching and...»

«Abba Hillel Silver: A Personal Memoir L E O N I. F E U E R M y first recollection of Abba Hillel Silver goes back to the age of sixteen. I had gone with my father, who had heard about his oratorical prowess and admired the skill, to hear him preach. M y impression of that morning, even though I heard him innumerable times thereafter, is vivid and indelible. The tall, lean, gaunt figure in the cutaway coat he never permitted himself or me to wear any other apparel in the pulpit or on ceremonial...»

«Citizens’ trust in the police Assessing the impact of procedural justice, the instrumental approach, and proximity policing in an international comparative perspective Master thesis of Dorian Schaap Research Master Social & Cultural Science Radboud University Nijmegen June 2012 Supervisor: Peer Scheepers Second reader: Jan Terpstra Contents List of Tables.......... 2 List of Figures.......... 2 List of Appendices......... 2 Abstract........... 3...»

«WATER AND WASTEWATER TREATMENT TECHNOLOGIES – Vol. III Membrane Distillation Enrico Drioli, Alessandra Criscuoli, Louis Peña Molero MEMBRANE DISTILLATION Enrico Drioli and Alessandra Criscuoli Research Institute on Membranes and Chemical Reactors, Consiglio Nazionale delle Ricerche, c/o Dept. of Chemical and Mat. Eng., University of Calabria, Via P. Bucci, 87030 Rende (CS), Italy Louis Peña Molero On leave from Universidad Complutense de Madrid, Facultad de Ciencias Fisicas, Departamento de...»

«148 OLD CONCORD TURNPIKE BARRINGTON, NH 03825 USA TEL (603) 868-5720 FAX (603) 868-1040 1-800-435-6708 E-Mail:sales@seafrost.com www.seafrost.com SEA FROST BD 12 OR 24-VOLT D.C. AIR-COOLED SYSTEM CONDENSING UNIT LOCATION AND MOUNTING The design of the Sea Frost BD allows placement in an enclosed space such as a cabin locker or sail locker. Intake air should be drawn in from the cabin area to insure the coolest, driest air supply. Standard 4 duct hose may be used. Discharge may need to be vented...»

«Pacific Journal of Mathematics COMPLETE DISTRIBUTIVITY IN LATTICE-ORDERED GROUPS RICHARD DOWELL BYRD Vol. 20, No. 3 November 1967 PACIFIC JOURNAL OF MATHEMATICS Vol. 20, No. 3, 1967 COMPLETE DISTRIBUTIVITY IN LATTICE-ORDERED GROUPS RICHARD D. BYRD Throughout this note let G be a lattice-ordered group (1-group). G is said to be representable if there exists an 1-isomorphism of G into a cardinal sum of totally ordered groups (o-groups) The main result of § 3 establishes five conditions in terms...»

«Surgeon’s Journal of Her Majesty’s Female Convict Ship Lord Sidmouth Mr Robert Espie, Surgeon from 22 August 1822– to 1 March 1823 Adm. 101/44/10 PA301023JPG A Journal and Diary, of the treatment and regulation of ninety-seven female Convicts, and twenty-three children, together with twenty-one free women (passengers, and forty-nine of their children), embarked on Board the Lord Sidmouth in September 1822 for passage to Van Diemen’s land and New South Wales. Robert Espie Surgeon & Supt....»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.