WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 126 | 127 || 129 | 130 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 128 ] --

Relativamente às categorias profissionais, responderam ao questionário 23 enfermeiros, 4 médicos e 6 assistentes operacionais. No que diz respeito à questão ―Como classifica o ruído no seu ambiente de trabalho‖ 26,1% dos enfermeiros classificaram o ruído como ―Aceitável‖ no seu ambiente de trabalho, 47,8% como ―Inaceitável‖ e 21,7% como ―Claramente inaceitável‖. Quanto aos médicos, 50% classificou o ruído no seu ambiente de trabalho como ―Inaceitável‖ e 50% como ―Claramente Inaceitável‖. Uma percentagem de 66,7% dos assistentes operacionais consideraram o ruído no seu ambiente de trabalho ―Aceitável‖ e 33,3% consideraram-no ―Inaceitável‖. A percepção face ao conforto no ambiente de trabalho foi avaliada recorrendo à afirmação ―Em relação ao ruído, acha que este ambiente é…‖. Os enfermeiros consideraram o ambiente de trabalho ―Desconfortável‖ (39,1%), os médicos consideraram-no ―Extremamente desconfortável‖ (50%) e os assistentes operacionais percepcionaram-no como ―Ligeiramente desconfortável‖ (50%). Estes resultados demonstraram que, de facto, o ruído é identificado pelos profissionais como um agente perturbador e com impacto negativo no ambiente de trabalho. O mesmo foi verificado num estudo desenvolvido por Gurses e Carayon (2009) sobre os obstáculos à performance em UCI. Relativamente às fontes de ruído, 93,9% dos profissionais de saúde referiram que os ―Equipamentos‖ representam uma das fontes de ruído mais incomodativa. A ―Conversa entre a equipa‖ foi apontada por 33,3% dos profissionais e as ―Visitas‖ por 24,2%‖. Tanto os ―Procedimentos durante o tratamento ao doente‖, como ―Outros‖ foram referidas por 12,1% dos inquiridos. Realça-se que os profissionais identificaram outras fontes de ruído (12,1%), como por exemplo, o elevado número de profissionais de saúde de outros serviços que realizam exames médicos nas UCI. Estes resultados são similares aos obtidos por Ryerd & Waye (2007), que identificaram os alarmes sonoros como a principal causa de reacções negativas por parte de enfermeiros e a respectiva substituição por alarmes visuais como uma solução viável. Na questão ―Em que turno o ruído no seu local de trabalho lhe provoca maior incómodo?‖ verificou-se que a maioria dos inquiridos (90,1%) considerou o turno da manhã o mais incomodativo. Apenas 9,1%, considerou o turno da noite e 3,0% alegou que todos os turnos eram incómodos. Estes resultados são concordantes com os valores L Aeq obtidos nas UCI, na medida em que durante o período da manhã se obtiveram valores de LAeq superiores aos do período da tarde.

4. CONCLUSÕES O ruído em UCI é reconhecido, por vários investigadores, como um agente com implicações negativas na saúde e bemestar de utentes e profissionais de saúde. Os resultados do presente estudo demonstraram que em nenhuma das UCI avaliadas são cumpridos os valores de LAeq recomendados pelas entidades internacionais. A aplicação da metodologia EWA, adaptada por Miguel et al. (2010) na análise dos valores de LEX, 8h, revelou-se adequada, dado que, na ausência de directrizes nacionais para a exposição profissional ao ruído em ambiente hospitalar, permitiu priorizar a intervenção, tendo em consideração o tipo de trabalho desenvolvido. A aplicação dos questionários permitiu verificar que os profissionais de saúde percepcionam o ruído como um agente perturbador do ambiente de trabalho. Face aos resultados do estudo, a combinação entre as intervenções ambientais/estruturais e a criação de programas educativos melhorariam substancialmente o ambiente de trabalho dos profissionais de saúde destas unidades. Como trabalhos futuros propõe-se o alargamento do estudo a mais UCI localizadas em diferentes unidades hospitalares a nível nacional, no sentido de se averiguar se estas unidades apresentam níveis sonoros superiores aos recomendados internacionalmente e desenvolver metodologias de controlo deste agente em ambiente hospitalar.

5. REFERÊNCIAS Berglund, B., T. Lindvall, D. H. Schwelaand, and T.K. Goh. (1999). Guidelines for community noise. In Protection of the human environment. Geneva, Switzerland: World Health Organization Busch-Vishniac, I., J. West, C. Barnhill, T. Hunter, D. Orellana, and R. Chivukula. (2005). Noise levels in Johns Hopkins Hospital.

Journal of the Acoustical Society of America. 118(6):3629–45.

Christensen, M. (2005). What knowledge do ICU nurses have with regard to the effects of noise exposure in the Intensive Care Unit?.

Intensive and Critical Care Nursing. 21: 199—207.

Gurses, A. P.,Carayon, P. (2009). Exploring performance obstacles of intensive care nurses. Appl Ergon. 40(3): 509-518.

Miguel, A., S., S., R., Arezes, P., Baptista, J., S., Melo, R., Cordeiro, P., Lourenço, K., Teixeira, R., Santos, V., Braga, C. (2010).

Desenvolvimento e validação de um Guião para o Diagnóstico das Condições de Segurança e Saúde na Administração Local.

Sociedade Portuguesa de Segurança e Saúde Ocupacionais. Guimarães.

Neto, R., A., S., Mesquita, F., O., S., Paiva, M., D., S., Ramos, J., F., F., Andrade, F., M., D., Correia, M., A., V., J. (2010). Noise in the intensive care unit: quantification and perception by healthcare professionals. Rev. Bras. Ter. Intensiva. 22(4):369-374.

Pope, D. (2010). Decibel levels and noise generators on four medical/surgical nursing units. Journal of Clinical Nursing. 19: 2463– 2470.





Pugh, R., J. (2007). The impact of noise in the intensive care unit [Versão Electrónica]. Critical & Emergency Care. Acedido em 15 de Julho de 2011, em: http://www.ihe-online.com/fileadmin/artimg/the-impact-of-noise-in-the-intensive-care-unit.pdf Ryherd, E., E., Waye, K. P. (2007). Characterizing noise and perceived work environment in a neurological intensive care unit. J.

Acoust. Soc. Am.123(2):747-56.

Short, A., E., Short, K., T., Holdgate, A., Ahern, N., Morris, J. (2011). Noise levels in an Australian emergency department.

Australasian Emergency Nursing Journal. 14:26-31.

Utilização da Geoestatística para Caracterização Espacial do Ambiente Térmico e Acústico em Galpões para Criação de Frangos de Corte Use of Geostatistics for Spatial Characterization of Thermal and Acoustic Environment for Building Sheds in Broilers Santos, Maria Betania Gamaa, Nascimento, José Wallace Barbosab, Furtado, Dermeval Araújoc, Monteiro, Luciano Fernandesd, Borba, José Tharciso Bulcãoe, Farias, Robertof a UFCG – Universidade Federal de Campina Grande - Unidade Acadêmica de Engenharia de Produção, aluna de doutorado do programa de pós-graduação em Engenharia Agrícola, Av. Aprígio Veloso, nº 882, Bairro Universitário, Campina Grande/PB, Brasil. E-mail: betaniagama@uaep.ufcg.edu.br; b c UFCG – Universidade Federal de Campina Grande - Unidade Acadêmica de Engenharia de Engenharia Agrícola, Av. Aprígio Veloso, nº 882, Bairro Universitário, Campina Grande/PB, Brasil. E-mail: wallace@deag.ufcg.edu.br, dermeval@deag.ufcg.edu.br; d UFS - Universidade

Federal de Sergipe, Núcleo de Engenharia de Produção, Cidade Universitária, São Cristovão/SE, Brasil. Email:

lucianofm@ufs.br; e f UFCG –SIASS, Universidade Federal de Campina Grande - Av. Aprígio Veloso, nº 882, Bairro Universitário, Campina Grande/PB, Brasil. E-mail: tharcisoborba@hotmail.com ; beto-farias@uol.com.br

1. INTRODUÇÃO A importância de pesquisas que buscam otimização e adequação ao bem estar e conforto ambiental dos trabalhadores envolvidos com o ambiente de criação e produção avícola vem sendo discutida ao longo do tempo, no entanto a interação de diversos fatores ambientais, tais como os fatores térmicos e o nível de ruído a que estes trabalhadores vêm sendo expostos, não têm sido detalhadamente avaliados. Segundo Santos et al. (2010), a avicultura brasileira é uma atividade importante para o agronegócio do país e, embora o uso de tecnologia desta atividade envolva a substituição do trabalho humano, pela automatização de tarefas, o uso da mão de obra humana ainda é significativo. Um conceito bastante explorado na avicultura, e nos demais sistemas de produção animal, é o de que na ausência de conforto ambiental e bem estar o animal não produz o condizente com seu potencial. Este conceito também deve ser amplamente utilizado para o ser humano. Uma vez que a produtividade do funcionário está diretamente relacionada à produtividade da granja e ao lucro do produtor.

O trabalhador no setor avícola, de qualquer região, está exposto a uma série de fatores de risco na execução de suas atividades, dentre eles a exposição à poeira, gases nocivos, excesso de ruídos e estresse térmico, bem como está sujeito à riscos biológicos, químicos, físicos, mecânicos, ergonômicos, sociais e de acidentes.

Na região do Agreste paraibano, região Nordeste do Brasil, onde a atividade humana ainda está presente em algumas tarefas, devido ao nível de tecnologia predominante em alguns galpões para criação de frango de corte, estima-se que estes riscos sejam ainda maiores e exerçam influência no bem estar do trabalhador, afetando a produtividade mediante o aumento do absenteísmo e a falta de motivação para a realização de tarefas.

Portanto, é de suma importância que se qualifique e quantifique esse ambiente de exposição do trabalhador aos riscos existentes, entendendo melhor a relação entre a tipologia das instalações, o nível de tecnologia adotado e as condições inadequadas em concomitância aos atos inadequados, presentes nos diversos postos de trabalho.

A espacialização das variáveis do ambiente térmico e acústico possibilita entender a relação existente entre estes fatores do ambiente produtivo e sua variação espacial (TADAYUKI et al., 2011). A geoestatística é uma ferramenta da estatística que permite a interpretação dos resultados baseada na estrutura de sua variabilidade natural. No caso de fenômenos naturais deve-se verificar a dependência espacial da variável em estudo, antes da escolha da metodologia estatística de análise de dados (MIRAGLIOTTA, 2006). Mediante o exposto, este artigo objetiva a avaliação e a especialização das variáveis térmicas e acústicas em um galpão comercial destinado à produção de frangos de corte.

2. MATERIAIS E MÉTODOS O experimento foi conduzido em uma granja comercial de frangos de corte localizada no município de Guarabira – PB, Brasil, situada na latitude 06º54’07.5” S e longitude 035º27'02.6". A coleta de dados foi feita durante o período de 08 de outubro e 20 de novembro de 2010, O galpão, orientado na direção leste-oeste (Figura 1), possui 150 m de comprimento, 15 m de largura, 2,5 m de pé-direito, cobertura de telhas de fibro cimento, cama de frango de bagaço de cana de açúcar, cortinas laterais e forro de lona plástica amarela. O sistema de arrefecimento térmico do ambiente de criação adotado é do tipo túnel com pressão negativa, com cortinas laterais abertas até o 12° dia de vida das aves e fechadas do 13° até o final do lote, aproximadamente 42 dias. O sistema de ventilação é composto por 10 exaustores associado a um sistema de nebulização. As variáveis que compõem o ambiente térmico, temperatura do ar (Tar), umidade relativa (UR) foram coletadas simultaneamente por meio do instrumento Psicrômetro-Anemômetro portátil AN-4870 do fabricante ICEL, assim como o nível de ruído foi coletado mediante o uso de um Termo-Higro-Decibelímetro-Luxímetro portátil, modelo THDL-400 fabricante Instrutherm. As medições foram feitas três vezes por semana durante um lote completo, no período de maior estresse térmico, das 14h às 16 h, em 100 pontos alocados no interior do galpão, a 1,0 m de altura em relação ao piso, equivalente ao no centro de massa do trabalhador. Na figura 2 podem ser vistos os pontos das medições no interior do galpão.

–  –  –

15,00 3,0 7,89 150,00

–  –  –

Para descrever as variáveis termoacústicas, UR, nível de ruído, índice de conforto e de iluminamento, utilizou-se a geoestatística, técnica baseada na teoria das variáveis regionalizadas (GOOVAERTS, 2001). A dependência espacial foi analisada por meio de ajustes de semivariogramas (VIEIRA, 2000), com base na pressuposição de estacionariedade (hipóteseintrínseca). Dessa forma, foram estimados os coeficientes do modelo teórico para o semivariograma (efeito pepita, C0; patamar, C0+C1; alcance, A). Testaram-se semivariagramas do tipo esférico, exponencial, linear, linear com patamar e gaussiano (SOUZA et al., 2004), ajustados por meio do programa GS+. A escolha dos modelos matemáticos foi realizada, observando-se o coeficiente de correlação obtido pela técnica de validação cruzada. Essa técnica consiste em retirar, individualmente, cada ponto medido da área estudada; o seu valor é estimado, via krigagem, como se ele nunca existisse. Posteriormente, através do programa SURFER, tais modelos foram utilizados na obtenção de mapas de krigagem, método de inferência espacial que estima dados em pontos não amostrados a partir dos pontos amostrados.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Na Figura 3, pode ser vista a distribuição da temperatura ambiente, ou do ar, no interior do galpão. Observa-se uma amplitude térmica de aproximadamente 6°C, sendo uma temperatura mais baixa localizada nos fundos do galpão, na face leste, exatamente na entrada do ar, pelo painel de resfriamento adiabático evaporativo. Os valores máximos de temperatura observados não são considerados insalubres, pela NR-15.

Em média, os valores de UR mantiveram-se no intervalo considerado como de conforto para os trabalhadores que estejam exercendo atividades de manejo, no interior do galpão, ou seja, entre 70 e 80%, conforme pode ser vista na Figura 4, o que não caracteriza como insalubre o ambiente, segundo a Norma NR-15 que trata de “Atividades e Operações Insalubres”. Entretanto, valores mínimos e máximos indicaram que, em alguns períodos do dia e em certas partes do galpão, foram observados níveis de UR inferiores e superiores ao intervalo de conforto Com relação ao ambiente externo, observa-se que a UR apresentou valores medianos inferiores ao da instalação.

Por sua vez, os valores medianos de ruído foram de 68,7 dBA e, externamente ao galpão, de 64,2 dBA, conforme pode ser vista na figura 5. Sendo os valores mais altos, os encontrados mais próximos aos exaustores.



Pages:     | 1 |   ...   | 126 | 127 || 129 | 130 |   ...   | 153 |


Similar works:

«Office Automation Grade Evaluation Guide TS-100 November 1990 Office Automation Grade Evaluation Guide Table of Contents COVERAGE SERIES DETERMINATION PARENTHETICAL TITLES BACKGROUND INFORMATION NOTES TO USERS GRADE CONVERSION TABLE FACTOR LEVEL RELATIONSHIPS FACTOR LEVEL DESCRIPTIONS FACTOR 1, KNOWLEDGE REQUIRED BY THE POSITION FACTOR 2, SUPERVISORY CONTROLS FACTOR 3, GUIDELINES FACTOR 4, COMPLEXITY FACTOR 5, SCOPE AND EFFECT FACTOR 6, PERSONAL CONTACTS AND FACTOR 7, PURPOSE OF CONTACTS FACTOR...»

«EV ERY T H IN G M U ST G O This page intentionally left blank Every Thing Must Go Metaphysics Naturalized J A M E S L A DY M A N and D O N RO S S with D AV ID SPURRE T T and JOHN C OLLIE R Great Clarendon Street, Oxford ox2 6dp Oxford University Press is a department of the University of Oxford. It furthers the University’s objective of excellence in research, scholarship, and education by publishing worldwide in Oxford New York Auckland Cape Town Dar es Salaam Hong Kong Karachi Kuala Lumpur...»

«JOB DESCRIPTION 1. JOB TITLE: LIS Assistant: Desktop and AV Support 2. HR REFERENCE NUMBER: HR14362 3. ROLE CODE: FINCITA 4. DEPARTMENT: Learning and Information Services 5. ORGANISATION CHART: This post will report to the LIS Services Manager 6. JOB PURPOSE: To provide a communications and IT support service, including installation and maintenance, to the University administrative and academic departments and other staff as necessary at the Parkgate Road Campus. To maintain department computer...»

«IS THE HUMAN DEVELOPMENT INDEX REDUNDANT? Miles B. Cahill College of the Holy Cross INTRODUCTION Since its inception in the 1990 Human Development Report (HDR), the Human Development Index (HDI) has been controversial. It was set up to replace Gross Domestic Product (GDP) as the main gauge of development. As the 1993 HDR quote of Anand and Sen [1992] summarizes, “Income, commodities (“basic” or otherwise), and wealth do of course have instrumental importance but they do not constitute a...»

«Shasta Union High School District Transportation Review February 12, 2014 Joel D. Montero Chief Executive Officer Fiscal crisis & ManageMent assistance teaM February 12, 2014 Jim Cloney, Superintendent Shasta Union High School District 2200 Eureka Way Suite B Redding, CA 96001 Dear Superintendent Cloney: In May 2013, the Shasta Union High School District entered into a study agreement with the Fiscal Crisis and Management Assistance Team (FCMAT) for a study to perform the following: As...»

«Application Note Introduction to Synchronous DRAM Manufacturer: Maxwell Technologies Manufacturer Document Number: Number 1004355 Revision: 1 Revision Date: Date April 25, 2003 | Maxwell Technologies | 9244 Balboa Avenue, San Diego, CA 92123, United States | | Phone: +1-858-503-3300 | Fax: +1-858-503-3301 | Web: www.maxwell.com | Table of Contents Purpose Abstract Conventional DRAM Architecture and Operation Features of the SDRAM SDRAM Theory of Operation Conclusion Glossary of Terms Document...»

«SUMMER FISHTRAP outpost workshop 2013—Participant PACKET Dear Outpost Participants, Welcome to Outpost on the Zumwalt Prairie! I hope you are as excited about this opportunity as we are about providing it. About an hour ago those of you also attending the weekend at Summer Fishtrap should have received an email from me that went out to all 2013 Summer Fishtrappers. We hope that the information included in that email didn’t confuse you too much, and that it gave you a clearer idea of what to...»

«Finding and Giving Joy December 20, 2015 Rev. Susan Berryman The theme this month is celebrating joy so this morning I’m going to focus on the finding and the giving of joy. In the book “The Inherent Worth and Dignity of All Individuals: Encouraging Full Participation in Our Unitarian Universalist”.by Dr. Bobby Newman There is an excerpt by Tom Owen-Towle that recounts an ancient Egyptian myth which says that after death, every individual is confronted by the god Osiris with a quiz that...»

«90564314 CHV1210, CHV1410, CHV1510, CHV1610 VAC manual.qxd:??????-00 Cir Saw book 6/15/10 7:53 AM Page 1 CORDLESS HAND VAC INSTRUCTION MANUAL Catalog Numbers CHV1210, CHV1410, CHV1410B, CHV1510, CHV1610 CHV1410 CHV1210 CHV1410B CHV1510 CHV1610 Thank you for choosing Black & Decker! Go to www.BlackandDecker.com/NewOwner to register your new product. PLEASE READ BEFORE RETURNING THIS PRODUCT FOR ANY REASON: If you have a question or experience a problem with your Black & Decker purchase, go to...»

«Excerpted, and numbered footnotes added, by the National Humanities Center for use in a Standards-Based Professional Development Seminar Lewis Cass REMOVAL of the INDIANS North American Review, January 1830 _Excerpts_ [Beginning of article]  ART. III.Documents and Proceedings relating to the Formation and Progress of a Board in the City of New York, for the Emigration, Preservation, and Improvement of the Aborigines of America. July 22, 1829. THE destiny of the Indians, who inhabit the...»

«CENTRO DE ESTUDIOS MONETARIOS LATINOAMERICANOS SISTEMAS DE COMPENSACIÓN Y LIQUIDACIÓN DE PAGOS Y VALORES EN PERÚ AGOSTO 2000 SISTEMAS DE COMPENSACIÓN Y LIQUIDACIÓN DE PAGOS Y VALORES EN PERÚ Primera edición, 2000 Derechos exclusivos en español reservados conforme a la ley © Centro de Estudios Monetarios Latinoamericanos, 2000 Durango 54, México, D.F. 06700 ISBN 968-6154-69-8 Impreso y hecho en México Printed and made in Mexico SISTEMAS DE COMPENSACIÓN Y LIQUIDACIÓN DE PAGOS Y...»

«CONTRIBUCIÓN A UNA TEORÍA DE LA LEXICOGRAFÍA ESPAÑOLA Dos métodos, en líneas generales, distintos por naturaleza y de finalidades también distintas por los efectos que acarrean, se reparten el dominio de la lexicografía. Quiere el uno indicar el número de voces de una lengua, su uso actual, sus formas más comunes y las diversas especies concretas de composición y derivación; en una palabra, señalar prácticamente y de hecho la riqueza y los recursos de que dispone para la cabal...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.