WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 125 | 126 || 128 | 129 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 127 ] --

In the second stage it was realized that each worker sees the same sequence operative in product development, trying to develop mechanisms that are able to perform the task as prescribed. It also requires that the employee requests from the project and the physical characteristics of the material (stiffness, ductility, hardness, elasticity and toughness), have knowledge about the physical characteristics of the product, which usually leads to discussions, as the educational level of each worker is different. They say the way they execute each task is due to the result of experience built up over their working life, highlighting the fact that it occurred in the previous step.

When asked if a prescribed procedure for each operation would help them better develop their activity, the workers said, probably at first this might not work satisfactorily, as would completely change the routine of running that each has developed to produce the service.

4. CONCLUSIONS When researchers showed the importance of ergonomics in the workplace, several studies in theories and techniques were created and implemented by seeking further adaptation of the instruments of work before their users. However, few studies have addressed the impact that mechanization brings in the human mind, as well as the consequences that this may cause. The theoretical constructs of Attaianese and Duca (2010) corroborate this fact, the report that little research is available about a building design methodology incorporating cognitive principles, namely principles of cognitive ergonomics. Thus, it becomes evident the importance of knowledge work in the cognitive insight of which require different handling equipment, such as a marble quarrying, where mechanization is still a work factor from the truth.

Given the information obtained during the study case study in the target company, it was found that the same need to create operating procedures that will regulate the following activities for each task and the product being made and thereby develop procedures that are able to absorb knowledge from workers. These documents are essential to safeguard the management of tacit and explicit knowledge of the operative concepts of these professionals.

Furthermore, it should be built, along with the marble workers and other employees, the details of the surgical procedures used in carrying out its activities and the mechanisms used to design problem solving for situations considered critical.

Register by writing this information enables the company to correct problems in the test procedure and improvements in process and product, and allows an ergonomic analysis of the later more detailed work.

Finally, it is a series of ergonomic recommendations, in order to propose improvements in the processes studied, allowing the worker to perform their duties with greater physical comfort and mental health, leading to greater well-being and consequent worker productivity.

5. REFERENCES Abrahão, J. I., Silvino, A. M. D., Sarmet, M. M. (2005). Ergonomia, cognição e trabalho informatizado. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 21:2.

Attaianese, E., Duca, G. (2010). Human factors and ergonomic principles in building design for life and work activities: an applied methodology. Theoretical Issues in Ergonomics Science, DOI:10.1080/1463922X.2010.504286.

Hollnagel, E. (1997). Cognitive ergonomics: it's all in the mind. Ergonomics, 40:10, 1170-1182 Karwowski, W. (2005). Ergonomics and human factors: the paradigms for science, engineering, design, technology and management of human-compatible systems. Ergonomics, 48:5, 436-463.

Vidal, M. C., Carvalho, P.V. (2008). Ergonomia cognitiva. Rio de Janeiro: Virtual científica.

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

Níveis Sonoros em Ambiente Hospitalar – O Caso das Unidades de Cuidados Intensivos Noise Levels in Hospital Environment – The Case of Intensive Care Units Santos, J.a, b, c, Miguel, A. S.d a PROA/LABIOMEP; b CIGAR/FEUP, Porto; c Centro de Investigação em Saúde e Ambiente/Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico do Porto, Vila Nova de Gaia; b DPS/EEUM, Guimarães e-mail: jds@estsp.ipp.pt; asmiguel@dps.uminho.pt

1. INTRODUÇÃO A importância do ruído nas unidades de saúde tem vindo a ser reconhecida como um factor determinante do bem-estar e conforto de doentes e profissionais de saúde. Os hospitais são um tipo de unidades de saúde que apresentam diversas fontes de ruído. Como exemplos, podem ser indicados os equipamentos dotados de alarmes acústicos, as tarefas desenvolvidas pelos profissionais de saúde, a movimentação e conversação de doentes e visitantes, entre outros (Short et al., 2011). Além disso, estas instituições apresentam, geralmente, superfícies – paredes, tectos e pavimentos – que reflectem o som e originam tempos de reverberação longos que promovem ecos, mistura e sobreposição de sons e agravam o problema do ruído (Pope, 2010). Segundo Busch-Vishniac et al. (2005), dados recolhidos em vários hospitais, ao longo dos últimos 45 anos, indicam uma tendência crescente dos níveis de pressão sonora em meio hospitalar, durante o horário diurno e nocturno. A Organização Mundial de Saúde (OMS) (1999) estabeleceu valores limite de ruído para ambiente hospitalar que não devem exceder níveis sonoros contínuos equivalentes (L Aeq) de 40dB (A) no período diurno e 35 dB (A) no período nocturno. Outras entidades, como a United States Environmental Protection Agency (USEPA) e a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), propuseram valores limite de 45 dB (A) diurno e de 35 dB (A) nocturno. Contudo, numerosos estudos têm demonstrado que os níveis de pressão sonora em hospitais são superiores aos recomendados, nomeadamente, em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), podendo variar entre 55 dB (A) e 70 dB (A) de LAeq, com valores máximos entre 80 dB (A) e 120 dB (A) (Pugh, 2007). As UCI são locais que dispõem de inúmeros equipamentos de alta tecnologia e complexidade, destinados ao atendimento de um segmento populacional de alto risco.





Nestas unidades, os profissionais de saúde desenvolvem tarefas delicadas e que requerem elevados níveis de concentração. A legislação portuguesa, relativa às prescrições mínimas de segurança e saúde em matéria de exposição dos trabalhadores aos riscos devidos ao ruído, consiste no Decreto-Lei n.º 182/2006, de 6 de Setembro, que transpõe a Directiva n.º 2003/10/CE, de 6 de Fevereiro, do Parlamento Europeu e do Conselho. Este decreto-lei estabelece valores limite de exposição, no que se refere à exposição pessoal diária – LEX8h – e ao nível de pressão sonora de pico - LCpico.

Para o LEX8h, o valor limite de exposição é de 87 dB (A) e para o LCpico é de 140 dB (C). Contudo, para LEX8h superiores a 80 dB (A) ou LCpico superiores a 135 dB (C), admite-se que há risco para a audição (Miguel et al., 2010). Em ambiente hospitalar, os níveis de exposição pessoal diária ao ruído encontram-se, geralmente, abaixo dos níveis preconizados na legislação nacional. No entanto, podem ocorrer efeitos extra-auditivos, que podem potenciar a ocorrência de erros e acidentes de trabalho neste tipo de instituições. Tendo em consideração, a inexistência de directrizes nacionais para o controlo deste agente em meio hospitalar, a metodologia desenvolvida pelo Finnish Institute of Occupational Health, designada por Ergonomic Workplace Analysis (EWA), surge como uma ferramenta útil e fácil de aplicar para este fim.

Esta metodologia permite uma avaliação real da situação de trabalho e tem como objectivo promover postos de trabalho seguros e saudáveis, baseando-se na fisiologia do trabalho, biomecânica ocupacional, psicologia das informações, higiene ocupacional e num modelo sociotécnico de organização do trabalho (Costa, 2004). Segundo Miguel et al. (2010), as recomendações da metodologia EWA podem ser aplicadas à avaliação de risco associada ao ambiente ocupacional. Deste modo, e reconhecendo os impactos negativos do ruído em meio hospitalar, o presente estudo teve como principais objectivos proceder à avaliação quantitativa do ruído em UCI e a aplicação da metodologia semi-quantitativa baseada nas recomendações da metodologia EWA para a determinação de prioridades de intervenção e estabelecimento de medidas correctivas e/ou preventivas. Pretende-se ainda com este estudo qualificar a percepção dos profissionais de saúde em relação ao ruído nos seus locais de trabalho e relacionar os resultados das medições com a percepção dos trabalhadores e com as características estruturais e de funcionamento das UCI.

2. MATERIAIS E MÉTODOS O presente estudo foi realizado numa unidade hospitalar localizada no Grande Porto, em oito UCI. A escolha da amostra prendeu-se, essencialmente, com o facto de estas unidades apresentarem vários equipamentos e tecnologia de alta complexidade, existir baixa rotatividade dos profissionais e as tarefas exigirem concentração e responsabilidades acrescidas. A metodologia aplicada teve por base quatro abordagens que serão descritas de seguida.

2.1. Caracterização das condições estruturais das UCI Para a caracterização das condições estruturais, foi elaborada uma lista de verificação que apresenta como principais campos de análise: condições gerais de instalação, tipo de actividades desenvolvidas e principais fontes de ruído.

2.2. Avaliação da exposição ocupacional ao ruído Numa primeira fase, determinaram-se os pontos de amostragem, tendo em consideração o layout das UCI e localização das principais fontes de ruído (nº e tipo de equipamentos, nº de ocupantes). Foram efectuadas medições dos níveis sonoros contínuos equivalentes (LAeq) e dos níveis sonoros de pico (LCpico), na proximidade das fontes de ruído (junto ao leito dos utentes) e no centro das unidades, com o microfone posicionado, aproximadamente, ao nível do ouvido dos trabalhadores. As medições foram efectuadas durante o horário normal de trabalho, das 8h30 às 16h00, de modo a obter valores representativos da exposição dos trabalhadores. Todos os resultados foram analisados estatisticamente.

Os equipamentos utilizados na realização das medições foram o sonómetro integrador Brüel&Kjær, modelo 2250-B-001 e o sonómetro 01 dB Modelo Solo-Premium. Na análise e interpretação dos resultados foram utilizados os valores de referência apresentados na Tabela 1.

–  –  –

2.3. Aplicação da metodologia EWA Para análise e interpretação dos resultados relativos ao LEX8hobtidos para os profissionais de saúde das UCI, adoptaramse as recomendações da metodologia EWA, considerando os níveis de risco e os valores recomendados apresentados na Tabela 2.

–  –  –

2.4. Desenvolvimento e aplicação de questionário Para analisar a percepção, por parte dos trabalhadores, sobre o ruído nos seus locais de trabalho procedeu-se a um inquérito, através de um questionário, previamente elaborado. Os resultados deste inquérito foram analisados estatisticamente.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Os valores de LAeq obtidos nas UCI variaram entre 67,1 dB (A) e 57,8 dB (A), junto ao leito dos utentes, e entre 65,0 dB (A) e 50,0 dB (A) no centro das unidades. Estes valores são superiores aos recomendados pela US-EPA, OMS e ABNT e semelhantes aos obtidos por vários autores em unidades do mesmo tipo (Christensen, 2007; Neto et al., 2010; Short et al., 2011). Salienta-se que durante a realização das medições existiam diversos equipamentos em funcionamento, nomeadamente, alarmes de monitores, ventiladores, bombas perfusoras e nebulizadores. De acordo com Pugh (2007), alguns dos equipamentos referidos, como por exemplo, os alarmes dos monitores, podem atingir níveis de pressão sonora de 79 dB (A) em UCI. A conversa entre a equipa de profissionais de saúde de cada UCI foi também identificada como uma possível fonte de ruído e, portanto, com interferência nos resultados. Como já foi referido, o Decreto-Lei n.º 182/2006, de 6 de Setembro, que estabelece os valores limites para a exposição pessoal diária ao ruído, não se adequa ao ambiente hospitalar. De facto, os resultados revelaram que em nenhuma das UCI foram ultrapassados os valores limite de exposição (LEX, 8h = 87 dB (A) e LCpico=140 dB (C)), dado que os valores de LEX, 8h variaram entre 57,8 dB (A) e 67,1 dB (A) e os valores de LCpico dB (C) variaram entre 118, 5 dB (C) e 106,5 dB (C). Estes valores são considerados elevados, tendo em consideração, as exigências estabelecidas para o meio hospitalar. Contudo, tal como Ryerd et al. (2007) referem, estes valores são relativos a eventos isolados, dado que seria necessário uma análise mais aprofundada da distribuição destes valores ao longo de um dia de trabalho ou de uma semana.

No que concerne à aplicação da metodologia EWA adaptada por Miguel et al. (2010), o tipo de trabalho desenvolvido nestas unidades foi classificado como ―Trabalho que requer concentração‖. Assim, face aos valores obtidos de LEX, 8h, foi atribuído a todas as UCI o nível de risco 2 (LEX, 8h varia entre 45dB (A) – 65 dB(A)), à excepção da UCI Geral, à qual se atribui o nível de risco 3 (LEX, 8h 65 dB(A)). Tendo em consideração, as prioridades de intervenção definidas, é necessário implementar medidas a curto prazo e, no caso da UCI Geral, a intervenção deverá ser imediata. Relativamente

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

aos questionários, foram considerados válidos 33 questionários respondidos nas 8 UCI avaliadas, aos quais responderam, maioritariamente, mulheres (88%), com idades compreendidas entre os 26 e os 31 anos. Os homens que responderam ao questionário representam, apenas, uma percentagem de 12%, com idades compreendidas entre 28 e 46 anos.



Pages:     | 1 |   ...   | 125 | 126 || 128 | 129 |   ...   | 153 |


Similar works:

«CASE 0:15-cv-00494-JRT-HB Document 1 Filed 02/11/15 Page 1 of 43 UNITED STATES DISTRICT COURT DISTRICT OF MINNESOTA Elizabeth McLeod, Heidi O’Sullivan, Sherri Case No. _ Slocum, Ivette Harper, Robert West, Kevin Stemwell, Stephen Miller, Peggy Maxe, Karalyn Littlefield, Colleen Friedrichs, Arlene Hornilla, Marilyn Epp, Dwight Sevaldson, and Ann Carlson, for and in behalf of themselves and other persons similarly COMPLAINT situated, Jury Trial Demanded Plaintiffs, v. General Mills, Inc.,...»

«GREATER SHEPPARTON CITY COUNCIL AGENDA FOR THE GREATER SHEPPARTON CITY COUNCIL ORDINARY COUNCIL MEETING TO BE HELD ON TUESDAY 15 DECEMBER, 2015 AT 5.30PM IN THE COUNCIL BOARD ROOM COUNCILLORS: Cr Dinny Adem (Mayor) Cr Fern Summer (Deputy Mayor) Cr Chris Hazelman Cr Jenny Houlihan Cr Les Oroszvary Cr Dennis Patterson Cr Kevin Ryan VISION GREATER SHEPPARTON AS THE FOOD BOWL OF AUSTRALIA, A SUSTAINABLE, INNOVATIVE AND DIVERSE COMMUNITY GREATER FUTURE AGENDA FOR THE ORDINARY COUNCIL MEETING TO BE...»

«Epistemic Analyticity: A Defense Paul A. Boghossian NYU Epistemic vs. Metaphysical Analyticity In an earlier paper – “Analyticity Reconsidered” – I attempted to do two things: salvage a notion of analyticity from Quine’s widely accepted critique of that notion and show how it might be able to do serious work in the epistemology of a priori knowledge.1 Salvaging analyticity, I argued, depends crucially on distinguishing between a metaphysical and an epistemic version of that concept....»

«PSQL v12 Advanced Operations Guide Procedures and References for Advanced Users disclaimer ACTIAN CORPORATION LICENSES THE SOFTWARE AND DOCUMENTATION PRODUCT TO YOU OR YOUR COMPANY SOLELY ON AN “AS IS” BASIS AND SOLELY IN ACCORDANCE WITH THE TERMS AND CONDITIONS OF THE ACCOMPANYING LICENSE AGREEMENT. ACTIAN CORPORATION MAKES NO OTHER WARRANTIES WHATSOEVER, EITHER EXPRESS OR IMPLIED, REGARDING THE SOFTWARE OR THE CONTENT OF THE DOCUMENTATION; ACTIAN CORPORATION HEREBY EXPRESSLY STATES AND...»

«FEDERAL ENERGY REGULATORY COMMISSION OFFICE OF ENERGY PROJECTS WASHINGTON, D.C. 20426 LIST OF COMPREHENSIVE PLANS July 2016 COMPREHENSIVE PLANS IN THE FEDERAL ENERGY REGULATORY COMMISSION'S LICENSING PROCESS Background Section 10(a)(2)(A) of the Federal Power Act (FPA), 16 U.S.C. section 803 (a)(2)(A), requires the Federal Energy Regulatory Commission (Commission) to consider the extent to which a project is consistent with Federal or state comprehensive plans for improving, developing, or...»

«TOWARD GENERATING COMMIT MESSAGES FOR SOFTWARE REPOSITORIES by Casey Casalnuovo A thesis submitted to the Faculty of the University of Delaware in partial fulfillment of the requirements for the degree of Honors Bachelor of Science in Computer Science with Distinction Spring 2013 c 2013 Casey Casalnuovo All Rights Reserved TOWARD GENERATING COMMIT MESSAGES FOR SOFTWARE REPOSITORIES by Casey Casalnuovo Approved: Lori Pollock, Ph.D. Professor in charge of thesis on behalf of the Advisory...»

«LESSON 2. COMMUNICATING WITH THE WHOLE COMMUNITY This page intentionally left blank. Lesson 2. Communicating With the Whole Community LESSON OVERVIEW AND OBJECTIVES Visual 2.1 Key Points This lesson presents strategies for ensuring that you communicate effectively with the whole community, including those with access and functional needs. Effective Communication (IS-242.b) February 2014 Student Manual Page 2.1 Lesson 2. Communicating With the Whole Community LESSON OVERVIEW AND OBJECTIVES...»

«International Journal of Computational Geometry \\J ^ World Scientific &c Applications www.worldscientific.com Vol. 17, No. 6 (2007) 595-631 © World Scientific Publishing Company POINTERLESS IMPLEMENTATION OF HIERARCHICAL SIMPLICIAL MESHES A N D EFFICIENT N E I G H B O R F I N D I N G IN A R B I T R A R Y DIMENSIONS* F. BETUL ATALAY Mathematics and Computer Science Department Saint Joseph's University, Philadelphia, PA 19131, USA fatalay@sju. edu DAVID M. MOUNT Department of Computer Science...»

«Lexmark series E260, E260d y E260dn Guía del usuario Agosto 2011 www.lexmark.com Tipos de máquinas: Modelos: 200, 220, 230 Índice general 2 Índice general Información de seguridad Información acerca de la impresora Gracias por elegir esta impresora Búsqueda de información sobre la impresora Selección de ubicación para la impresora Configuraciones de la impresora Descripción del panel de control de la impresora Configuración de impresora adicional Instalación de opciones internas...»

«Model 300FP-SD SelecTone® Field Programmer Software Installation and Message Chip Programming 255386C REV. C 912 Printed in U.S.A. español.página 37 Impreso en EE.UU. français.page 73 Imprimé aux É.-U. Warranty – Seller warrants all goods for five years on parts and 2-1/2 years on labor, under the following conditions and exceptions: Seller warrants that all goods of Seller's manufacture will conform to any descriptions thereof for specifications which are expressly made a part of...»

«NASA/TM—2015-218456 AIAA–2014–3858 Development and Validation of Linear Alternator Models for the Advanced Stirling Convertor Jonathan F. Metscher and Edward J. Lewandowski Glenn Research Center, Cleveland, Ohio March 2015 NASA STI Program NASA/TM—2015-218456 AIAA–2014–3858 Development and Validation of Linear Alternator Models for the Advanced Stirling Convertor Jonathan F. Metscher and Edward J. Lewandowski Glenn Research Center, Cleveland, Ohio March 2015 Acknowledgments Level of...»

«Grade 9 and 10 Course Booklet GRADE 9 AND 10 EDUCATIONAL PROGRAM The explicit aim of our schools teaching program is to support all boys in their learning so they are ready to contribute to the growth of our nation as well as develop a love of lifelong learning. To facilitate this, our boys will study a combination of core compulsory subjects from the Australian Curriculum as well as individualise their learning program by participating in the rich experiences we offer in the optional subjects...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.