WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 122 | 123 || 125 | 126 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 124 ] --

Numa outra linha de pesquisa vários investigadores apresentam vários estudos entre 2005 e 2008, nos quais testaram várias soluções e registaram melhorias significativas com o aumento do número de unidades de ventilação com filtros e, através de uma disposição mais adequada de grelhas de retorno de ar. Essa melhoria torna-se importante, uma vez que melhorando o fluxo de ar se reduz a deposição de partículas em superfícies críticas (Chow and Yang 2005), (Chow, Lin et al. 2006), (Wang, Lai et al. 2007), (Rui, Guangbei et al. 2008). Mais recentemente têm surgido trabalhos que provam a existência de outras fontes de contaminação com origem em fluxos de ar (Lim, Cho et al. 2010), (Balocco and Lio 2011) fora do bloco operatório como os próprios sistemas aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC) e a entrada e saída de pessoal. Esta mesma conclusão já tinha sido constatada por Balaras e Dascalaki em 2007, ao referirem que as salas de operações dos hospitais requerem sistemas AVAC eficientes de forma a assegurar adequadas condições ambientais aos profissionais de saúde e pacientes (Balaras, Dascalaki et al. 2007).

3.2. Condições de Conforto Térmico Recomendações, dadas por algumas organizações nacionais, apontam no sentido de garantir valores de humidade relativa na ordem dos 60% (valor indicativo e condicionado ao erro dos equipamentos de medição, entre outros factores) e temperaturas entre 17ºC e 27ºC (ACSS 2008). Para além das condições de humidade e temperatura, as salas do bloco operatório devem (CHTMAD 2010): (1) Manter pressão positiva nas salas cirúrgicas em relação aos corredores e áreas adjacentes; (2) Manter um mínimo de 15 a 20 renovações de ar/hora; (3) Filtrar todo o ar introduzido através de filtros apropriados; (4) Introduzir o ar pelo teto ou ponto alto da parede e posicionar as saídas de ar junto ao chão; (5) Assegurar a manutenção preventiva do sistema de ventilação. No sentido de maximizar as condições de assepsia é necessário, ainda, um controlo do movimento do ar (Cook and Int-Hout 2009). A exposição a ambientes não saudáveis pode conduzir a graves consequências fisiológicas e cognitivo-comportamentais para o ser humano, sejam profissionais ou pacientes.

Além de custos sociais e económicos, pessoais e para as instituições de saúde.

Os últimos estudos realizados, em que se tenta relacionar o desempenho relativo ao conforto térmico com a remoção de contaminantes em salas de cirurgia, apontam que pode ser obtida uma melhoria através da colocação de grelhas laterais, com entrada de ar frio e limpo, mais perto da linha vertical central (Ho, Rosario et al. 2009).

3.3. Contaminações Até meados da década de sessenta do Séc. XX, havia pouco interesse na qualidade do ar das salas de cirurgia e nos efeitos da exposição a gases anestésicos por parte dos profissionais. Contudo, a situação alterou-se, consideravelmente, e muitos estudos foram realizados desde então (Dobrovolsky, L. 2003).

A referência à necessidade da redução da contaminação por bactérias no ar, aparece no último quartel do século passado. Os estudos então realizados apontam para a combinação de duas variáveis influenciadoras, isto é, para a necessidade da existência de um sistema de ventilação eficiente e para a restrição do número de pessoas presentes na sala (Suzuki, Namba et al. 1984, a), aconselhando, ainda, o uso regular de desinfetantes para limpeza do piso e outras superfícies das salas operatórias, no sentido de diminuir a contaminação bacteriana (Suzuki, Namba et al. 1984, b). São ainda indicados têxteis cirúrgicos designados por “tecido não-tecido” para cobrir os pacientes, no sentido de melhorar a pureza do ar do bloco, uma vez que não produzem nem dispersam partículas no ar, ao contrário dos tecidos de algodão (Jalovaara and Puranen 1989).

A preocupação com os contaminantes químicos aparece mais tarde com Koda (Koda, Kumagaj et al. 1997). Em 2004, Ferrante et al apresentaram um interessante trabalho que revelava uma elevada contaminação do ar das salas de operações e propunham medidas corretivas. Observaram, ainda, uma correlação significativa entre o óxido nitroso e a humidade relativa do ar, concluindo que a monitorização de marcadores significativos é útil para avaliar, corretamente, a qualidade térmica, química e microbiológica do ar interior das salas de operação (Ferrante, Fiore et al. 2004). Num outro trabalho realizado em 2008 sobre a qualidade do ar interior em 17 salas de operação, de 9 hospitais na grande área metropolitana de Atenas, foram, identificados compostos não esperados no ar interior das salas de operações que representam cerca de 54% do total de concentração de compostos orgânicos voláteis (Dascalaki, Lagoudi et al. 2008).

Trabalhos mais recentes continuam a procurar avaliar qualidade do ar (temperatura, humidade, nível de CO2, aerossóis e concentração de bactérias) em salas de operações. Nestes trabalhos foram encontradas correlações positivas entre o número de pessoas, temperatura e concentração de CO2. A concentração de bactérias foi significativamente associada aos níveis de aerossóis, quando ajustado à categoria das salas de operações e ao número de pessoas no seu interior. Os autores concluíram que o número de pessoas na sala afeta a qualidade do ar interior e que uma diminuição no nível de aerossóis pode indicar uma menor contaminação microbiana (Wan, Chung et al. 2011). Numa linha de investigação similar, também em 2011, foi publicado um outro estudo que visou a determinação da carga bacteriana e o padrão de suscetibilidade a antibióticos. Foi verificada a existência de uma elevada quantidade de bactérias aeróbias, sendo dominantes as populações de bactérias s. aureus. Os valores encontrados indicaram um alto risco de infeção para os pacientes e profissionais, pelo que, os autores, consideram ser necessário reduzir o número de acessos às salas, melhorar o sistema de ventilação e uma apropriada intervenção educativa nas rotinas de limpeza, de forma a manter a quantidade de bactérias num nível aceitável (Genet, Kibru et al. 2011). Já dois anos antes, em 2009, Lynch chamava a atenção para a abertura de portas (tráfego de entradas e saídas) durante as cirurgias, como sendo uma das causas mais frequentes de comprometimento da esterilidade do ar nas salas de operações. Esta situação, refere este autor, aumenta a possibilidade de infeções da ferida cirúrgica, infeções que estão na origem de uma significativa morbilidade e mortalidade no período pós-operatório (Lynch, Englesbe et al. 2009). Já em 1991, Ayliffe era defensor de uma política de não abertura de portas durante as operações, como forma de evitar a disseminação de micro-organismos (Ayliffe, G. A. J. 1991).





4. CONCLUSÕES O resultado positivo na prevenção da contaminação do ar depende tanto de fatores humanos como da resolução de problemas técnicos (Chow and Yang 2005). O sistema de ventilação pode influenciar a contaminação do ar das salas de operação com produtos tóxicos, matérias poluentes e aerosóis que transportam bactérias aeróbias, pois as partículas em suspensão podem promover o crescimento e disseminação de micro-organismos. É, por isso, recomendado, como medidas de prevenção, o uso de 15 a 20 renovações de ar por hora, através de um sistema de ventilação eficaz, preferencialmente, de fluxo laminar, a limpeza das salas com desinfetantes adequados e a redução do número pessoas e do tráfego no bloco operatório. A qualidade do ar interior dos blocos operatórios deve ser assegurada a nível térmico, químico e microbiológico, de forma a prevenir, entre outros, a ocorrência de infeções, alergias, doenças hepáticas, abortos durante a gravidez e promover a segurança e saúde dos profissionais e pacientes. Nesse sentido e de forma a procurar prevenir a ocorrência de riscos clínicos e não clínicos quer nos profissionais, quer nos doentes, relativos à qualidade do ar interior, é essencial a criação de condições técnicas que garantam a manutenção dessa qualidade e a sinalização das queixas dos profissionais, por parte dos Serviços de Segurança e Saúde Ocupacionais, associadas ao posto de trabalho e à partilha de informação fornecida por todos os Serviços que lidam directamente com os profissionais e pelas Comissões de Controlo de Infeções referente aos doentes.

5. REFERÊNCIAS ACSS (2008). Especificações Técnicas para a Instalação de AVAC. ET 06/2008. V 2010: 10 - 25. ACSS Andersen, B. M., R. T. Roed, et al. (1998). Air quality and microbiologic contamination in operating theatres. Tidsskrift for den Norske laegeforening: tidsskrift for praktisk medicin, ny raekke 118(20): 3148-3151.

Ayliffe, G. A. J. (1991). Role of the environment of the operating suite in surgical wound infection. Clinical Infectious Deseases 13(10): S800-S804.

Balaras, C. A., E. Dascalaki, et al. (2007). HVAC and indoor thermal conditions in hospital operating rooms. Energy and buildings 39(4): 454-470.

Balocco, C. and P. Lio (2011). Assessing ventilation system performance in isolation rooms. E&B 43(1): 246-252.

Chow, T. T., Z. Lin, et al. (2006). The integrated effect of medical lamp position and diffuser discharge velocity on ultra-clean ventilation performance in an operating theatre. Indoor and built environment 15(4): 315-331.

Chow, T. T. and X. Y. Yang (2005). Ventilation performance in the operating theatre against airborne infection: numerical study on an ultra-clean system. Journal of hospital infection 59(2): 138-147.

CHTMAD (2010). Prevenção da Infecção da Ferida Cirúrgica". Norma 072. CHTMAD. Rev. 0: 5 - 7.

Cook, G. and D. Int-Hout (2009). Air Motion Control In the Hospital Operating Room. ASHRAE Journal 51(3): 30-36.

Dascalaki, E.G., Lagoudi A., et al. (2008). Air quality in hospital operating rooms. Build. and envir. 43(11): 1945-1952.

Dobrovolsky, L. (2003). Air quality in operating theatres: the effect of waste anaesthetics on personnel and exposure prevention measures. Indoor and Built Environment 12(1-2): 113-120.

Ferrante, M., M. Fiore, et al. (2004). A ten-year risk eval. study in Catania hosp. op. rooms|Dal monit. alla valutazione del rischio in sala operatoria: risultati di un'indagine decennale negli ospedali catanesi. ISH 60(1-2): 39-50.

Friberg, B., S. Friberg, et al. (1996). Inefficiency of upward displacement operating theatre ventilation. Journal of hospital infection 33(4): 263-272.

Genet, C., G. Kibru, et al. (2011). Indoor air bacterial load and antibiotic susceptibility pattern of isolates in operating rooms and surgical wards at Zimma Univ. specialized Hosp., SW Ethiopia." IABL 21(n.º1):9-17.

Ho, S. H., L. Rosario, et al. (2009). Three-dimensional analysis for hospital operating room thermal comfort and contaminant removal. Applied thermal engineering 29(10): 2080-2092.

Jalovaara, P. and J. Puranen (1989). Air bacterial and particle counts in total hip-replacement operations using non-woven and cotton gowns and drapes Journal of hospital infection 14(4): 333-338.

Koda, S., S. Kumagaj, et al. (1997). A study of waste anesthetic gases monitoring and working environmental controls in hospital operating rooms. Journal of Occupational Health 39(1): 38-45.

Lim, T., J. Cho, et al. (2010). The predictions of infection risk of indoor airborne transmission of diseases in high-rise hospitals:

Tracer gas simulation. Energy and buildings 42(8): 1172-1181.

Lynch, R. J., M. J. Englesbe, et al. (2009). Measurement of Foot Traffic in the Operating Room: Implications for Infection Control.

American journal of medical quality 24(1): 45-52.

Quadros, M. E., H. M. Lisboa, et al. (2009). Qualidade do ar em ambientes internos hospitalares: estudo de caso e análise crítica dos padrões actuais. Eng Sanit Ambient 14(n.º 3): 431 - 438.

Rui, Z., T. Guangbei, et al. (2008). Study on biological contaminant control strategies under different ventilation models in hospital operating room. Building and environment 43(5): 793-803.

Suzuki, A., Y. Namba, et al. (1984, a). Airborne contamination in an operating suite: Report of a five-year survey. The Journal of hygiene 93(3): 567-573.

Suzuki, A., Y. Namba, et al. (1984, b). Bacterial contamination of floors and other surfaces in operating rooms: A five-year survey.

The Journal of hygiene 93(3): 559-566.

Wan, G. H., F. F. Chung, et al. (2011). Long-term surveillance of air quality in medical center operating rooms. American journal of infection control 39(4): 302-308.

Wang, F. J., C. M. Lai, et al. (2007). The influence of the air circulation layout alternatives on air flow patterns in the processing area of cleanrooms. Proceedings of the 5th International Symposium on Heating, Ventilating and Air Conditioning.

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

Thermal comfort in operating rooms Rodrigues, Nelsona, Teixeira, Senhorinhab, Miguel, Alberto Sérgioc, Teixeira, José Carlosd, Oliveira, Ricardoe a Universidade do Minho, Campus de Azurém 4800-058 Guimarães, email: a49997@alunos.uminho.pt;

b Universidade do Minho, Campus de Azurém 4800-058 Guimarães, email: st@dps.uminho.pt; c Universidade do Minho, Campus de Azurém 4800-058 Guimarães, email: asmiguel@dps.uminho.pt; d Universidade do Minho, Campus de Azurém 4800-058 Guimarães, email: jt@dem.uminho.pt; e Universidade do Minho, Campus de Azurém 4800-058 Guimarães, email: ricardo.falcao.oliveira@gmail.com

1. INTRODUCTION Most part of people’s time in industrialised countries is spent indoors and as environmental conditions differ according to the space use, there is a direct influence of this space in human comfort. People’s comfort is important in their lives, as it is not only a health subject, but also a productive issue. In fact, at temperatures from 25°C to 32°C, the human productivity decreases 2% by each degree of temperature raising (Alfano, Palella, & Riccio, 2011). Concerning these points, comfort evaluation is a subject of major importance nowadays, as health has become increasingly valued. There are several measures that can create a comfortable environment, like a proper design of equipment and installations, with a good air conditioning and correct clothing selection (Parsons, K. C., 2003).



Pages:     | 1 |   ...   | 122 | 123 || 125 | 126 |   ...   | 153 |


Similar works:

«BOLETÍN OFICIAL DEL REGISTRO MERCANTIL Núm. 234 Lunes 9 de diciembre de 2013 Pág. 56639 SECCIÓN PRIMERA Empresarios Actos inscritos TOLEDO 525333 FITOMANCHA SL. Constitución. Comienzo de operaciones: 24.09.13. Objeto social: Compra y venta de productos y aparatos fitosanitarios, manipulación, limpieza y compra y venta de semillas, compra y venta de abonos, servicios agrícolas a terceros y compra venta de plantas. Domicilio: C/ REAL 13 (CORRAL DE ALMAGUER). Capital: 30.000,00 Euros....»

«Rel: 02/17/2011 Notice: This opinion is subject to formal revision before publication in the advance sheets of Southern Reporter. Readers are requested to notify the Reporter of Decisions, Alabama Appellate Courts, 300 Dexter Avenue, Montgomery, Alabama 36104-3741 ((334) 229-0649), of any typographical or other errors, in order that corrections may be made before the opinion is printed in Southern Reporter. SUPREME COURT OF ALABAMA OCTOBER TERM, 2011-2012 Amy Hamilton, individually and on...»

«MARIO FOLCHI M.ª JESÚS GUERRERO LEBRÓN AGUSTÍN MADRID PARRA (Coords.) ESTUDIOS DE DERECHO AERONÁUTICO Y ESPACIAL XXXI JORNADAS LATINOAMERICANAS DE DERECHO AERONÁUTICO Y ESPACIAL (Sevilla, España, 20-23 de marzo de 2007) AUTORES ÁLVAREZ MÉNDEZ, Jorge L. MARTÍNEZ SANZ, Fernando APARICIO GALLEGO, Javier MECA GAVILÁ, Isabel BRENES CORTÉS, Josefa MENA RAMÍREZ, Miguel CASTRO JOZAMI, Judith V. MENDES DE LEÓN, Pablo COMENALE PINTO, Michele M. MORALES RODRÍGUEZ, José Ramón CORBRAN...»

«Durham University icemcfd Tutorial The Durham icemcfd Tutorial Introduction This provides a short step by step guide to meshing an aerofoil using the icemcfd package. The aim being to introduce you the important features of the program in the shortest possible space of time. The mesh that this tutorial produces will require further work to be used as a basis for serious calculations but this tutorial contains all the information that you need to do this. icemcfd is available on the University...»

«D US-China Foreign Language, July 2015, Vol. 13, No. 7, 489-494 doi:10.17265/1539-8080/2015.07.003 DAVID PUBLISHING Mesmerism in Nathaniel Hawthorne’s The House of the Seven Gables BU Yu-wei LI Rui Harbin Institute of Technology (Weihai), Weihai, China Shandong University (Weihai), Weihai, China  Mesmerism has a deep influence on Nathaniel Hawthorne’s romance The House of the Seven Gables. On the one hand, Hawthorne disapproves of mesmerism because he believes it is an intrusion of...»

«Comment. Math. Helvetici 56 (1981) 487-523 0010-2571181/004487-37501.50+0.20/0 9 1981 Birkh~iuserVerlag, Basel Afflne manilolds with nilpotent holonomy DAVID FRIED, WILLIAM GOLDMAN, MORRIS W. HIRSCH Introduction An affine manifold is a differentiable manifold together with an atlas of coordinate charts whose coordinate changes extend to affine automorphisms of Euclidean space. These charts are called atline coordinates. A map between affine manifolds is called affine it its expression in affine...»

«rg r.o ke @ S club itta NEW VE IE er h TR ri NUE Wm N ter dy d.co E ll en orl E bu N LI ure ry W tlw N O iat eta r@n in www.miniaturebullterrierclub.org r o m ec g w. ct s wen w w nta ail: co em or SCHEDULE OF Sunday 25 September 2016 14 CLASS UNBENCHED CHAMPIONSHIP THE ROYAL COURT HOTEL SINGLE BREED SHOW Tamworth Road (Licenced by The Kennel Club Ltd held under Coventry CV7 8JG Kennel Club Ltd Rules & Regulations) SHOW OPENS 10:00am JUDGING STARTS 10:30am Judge: DOMINIC CLARK (Grandopera)...»

«Network Working Group E. Blanton Request for Comments: 3708 Purdue University Category: Experimental M. Allman ICIR February 2004 Using TCP Duplicate Selective Acknowledgement (DSACKs) and Stream Control Transmission Protocol (SCTP) Duplicate Transmission Sequence Numbers (TSNs) to Detect Spurious Retransmissions Status of this Memo This memo defines an Experimental Protocol for the Internet community. It does not specify an Internet standard of any kind. Discussion and suggestions for...»

«Silent Auction Section 1 Silver Sponsored by S-101 Disney Infinity Toy Box Starter Pack Nintendo 2.0 Wii Includes one (1) Disney Infinity video game 2.0, one (1) Disney Infinity Base 2.0, two (2) Disney figurines Merida and Stitch, two (2) Disney originals Toy Box game disc, one (1) web code card and one (1) poster. Rated E (Everyone 10+) Donated by: Eric Britton Value: $ 60 S-102 Alexa's Cafe Gift Certificate Enjoy a meal at Alexa's restaurant in old Bothell. Enjoy a delicious dining...»

«News &Views of the Best & Blest; 65 Year Quest with Zest and Jest We begin Newsletter seven for the year with a celebration of just who we were, are, and will be, and what better way than with a Chinese fireworks show. Hit the Ctrl. Button while you click, and ENJOY. http://www.youtube.com/embed/_LpMB1OZ53g?feature=player_detailpage%22%20frameborde r=%220%22%20allowfullscreen%3e%3c/iframe%3e&autoplay=1 We have over thirty pages of information for classmates in this “electronic only” issue,...»

«Resident Handbook Welcome aboard! Fall 2016Spring 2017 East Carolina University Campus Living Table of Contents Who’s Who A quick overview of the campus living staff and how they can help you. Respect and Courtesy The East Carolina University Creed emphasizes our commitment to diversity and spirit of courtesy and respect for the rights of all individuals within the campus community. Living with a Roommate A guide to help you better communicate and get along with your roommate. Includes basic...»

«QUEEN’S PARK ACADEMY 1 April 2015 Issue 10 “High Expectations lead to High Achievers” ASSOCIATE PRINCIPAL’S REPORT ASSOCIATE PRINCIPAL’S REPORT Sarah Simmons Despite being the shortest term of the year, the Spring Term is always jam-packed. The children at Queen’s Park Academy are a delight and are always eager to show and discuss what they are learning about. They continue to impress me with their commitment and the positive attitudes they display towards their learning. An area we...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.