WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 119 | 120 || 122 | 123 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 121 ] --

crisreis@utad.pt; b Escola Superior de Tecnologia e Gestão, Instituto Politécnico de Viana do Castelo, 4900-348 Viana do Castelo, e-mail: carlosoli@estg.ipvc.pt

1. INTRODUÇÃO O estudo baseou-se na análise de acidentes de trabalho na construção graves e mortais em Portugal, bem como na implementação do plano de segurança em obra. Os dados foram recolhidos na Autoridade para as condições de Trabalho e numa empresa de construção de grande dimensão. O objectivo fundamental é verificar em que medida a implementação da directiva estaleiro em obra apresenta um impacto importante na diminuição dos acidentes de trabalho. Através da análise dos inquéritos dos acidentes de trabalho na construção, pretende-se averiguar se os planos de segurança e saúde em obra estão a ser executados e adaptados à obra em causa. Definiram-se as variáveis que caracterizam o acidente.

Criou-se uma base de dados e um modelo de análise, baseado em questões às quais se pretendia responder. No que se refere, ao estudo estatístico das variáveis começou por se fazer uma análise descritiva, depois uma análise bivariada que consiste numa aplicação de testes de hipóteses para analisar a dependência existente entre as variáveis que originam os acidentes. Esta análise permite obter informações sobre o cumprimento do decreto-lei n.º 273/2003 de 29 de Outubro [1] que transpõem para o direito interno a directiva comunitária de 24 de Junho de 92/57/CEE. Estes indicadores estão relacionados com as probabilidades de ocorrência de acidentes de trabalho na construção. Outra parte do estudo consiste em avaliar em obra em que medida o plano de segurança e saúde está a ser implementado e quais os erros mais comuns.

Com a conclusão deste estudo, pretende-se averiguar o impacto da implementação da directiva estaleiros na diminuição dos acidentes.

2. METODOLOGIA O tema central deste trabalho de investigação visa estudar e caracterizar os acidentes de trabalho na construção em Portugal, e o modo como os planos de segurança e saúde são implementados em obra. Estudaram-se setecentos e nove acidentes na construção sendo quatrocentos e dezanove mortais e duzentos e noventa graves. Os acidentes estudados são referentes aos inquéritos da Autoridade para as Condições de Trabalho no sector da construção. Os acidentes de trabalho mortais e alguns graves são comunicados à ACT pelas próprias empresas, dado que estas são obrigadas, de acordo com o artº. 24 do decreto-lei n.º 273/2003, de 29 de Outubro [1], a comunicar o acidente a este organismo no mais curto prazo possível, não podendo exceder as 24 horas. Após esta comunicação estes deslocam-se ao local do acidente e elaboram o seu próprio inquérito, a fim de averiguar as causas do mesmo. A recolha dos dados nos serviços centrais da Autoridade para as Condições de Trabalho em Portugal foi bastante exaustiva e morosa [2]. Destes inquéritos foram extraídas informações importantes, que permitiram criar a base de dados constituída por vinte e quatro variáveis que caracterizam o acidente. Para a elaboração deste estudo foi necessário recorrer à análise estatística. Numa primeira fase caracterizaram-se as variáveis de uma forma descritiva. Depois recorreu-se à inferência estatística, cujo objectivo fundamental consiste em testar hipóteses, a fim de verificar se os dados amostrais são ou não compatíveis com determinadas populações. Centrando-se nos resultados que se pretendiam obter e com a natureza do tipo de variáveis (neste caso concreto todas do tipo qualitativo), estudou-se a relação das variáveis duas a duas, o que se designa de estatística bivariada. Para o efeito criou-se uma base de dados com os resultados obtidos da análise dos inquéritos de acidentes de trabalho e o modelo de análise, baseado na elaboração de um conjunto de questões. Neste caso concreto deste estudo pretendia-se avaliar em que medida os planos de segurança contribuíram para a diminuição dos acidentes e se estes estão a ser devidamente implementados em obra. As perguntas de partida são: Em que medida a implementação dos planos de segurança e saúde influenciam os acidentes?

Para complementar a outra parte do estudo analisou-se como a implementação do plano de segurança e saúde em obra estava a ser executada e quais as não conformidades mais frequentes encontradas em obra em matéria de segurança. A obra em estudo era uma obra de grande dimensão, mais concretamente a construção de um centro comercial. Foram feitas várias visitas à obras, durante seis meses. Salienta-se que nesta obra existia plano de segurança e saúde e uma boa equipa de coordenação de segurança. No entanto, encontraram-se dificuldades na implementação do plano de segurança e saúde, até porque a entidade empregadora se encontrava com graves dificuldades financeiras.

3. CONCLUSÕES Depois de analisados os setecentos e nove acidentes de trabalho na construção apresentaram-se algumas conclusões relativas a indicadores de risco potencialmente relevantes. Através da análise do comportamento da associação das variáveis duas a duas, através da aplicação do teste de Qui-Quadrado, para um nível de confiança de 95%, obtiveram-se

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

as precauções a ter para evitar os acidentes. Com esta análise pretende-se criar uma ferramenta de trabalho útil, quer para entidade executante, quer para os técnicos da entidade executante, fiscalização e coordenação de segurança. Com base nos conhecimentos adquiridos pela análise dos inquéritos de acidente de trabalho, criou-se um conjunto de recomendações para evitar acidentes. Desta análise conclui-se que, duas das lacunas evidentes são a ausência de coordenador de segurança e de planos de segurança adequados nas obras com acidentes. No que se refere, ao plano de segurança, este existe apenas em cento e vinte obras devidamente adaptado à obra, em cento e dezassete existe apenas para cumprir a legislação em vigor, nem sequer é implementado e nas restantes quatrocentos e duas obras não existe.





Para melhorar a eficácia dos planos de segurança devem se ter em consideração as precauções obtidas para as situações de probabilidade alta e muito alta de ocorrência de acidente, extraídas das tabelas de contingências, que se obtêm através da aplicação do teste de qui-quadrado. Por outro lado, o Plano de segurança e saúde, deve ser visto como um projecto de especialidade importante. Também se constatou que havia muitos acidentes por colapso das estruturas provisórias, pelo que se recomenda que os cálculos das estruturas provisórias sejam feitos obrigatoriamente na fase de projecto acompanhadas pelo termo de responsabilidade do técnico que os elaborou.

Para reforçar esta combinação das variáveis duas a duas, escolheram-se grupos de variáveis dependentes entre si e que permitissem explicar temas relacionados com os acidentes, a fim de aplicar métodos multivariados. Neste caso recorreuse à análise correspondências múltiplas (ACM), que permite retirar cenários de acidentes mais frequentes, através da associação mais forte entre as categorias das múltiplas variáveis. Após fazer uma análise cuidada da ACM tentam-se identificar os perfis tipos de acidentes, que se representam por círculo, no qual se apresentam as categorias das variáveis com associações fortes [3]. Avaliando o perfil da empresa, através de uma ACM que se apresenta na figura 1 verifica-se que se conseguem definir quatro grupos. Num primeiro grupo constata-se que uma das associações mais fortes é quando existe plano de segurança, mas este não é implementado em obra e existe técnico de segurança em obra. Outra associação forte é referente ao grupo da qual fazem parte os acidentes ocorridos nas pequenas e médias empresas, em que estes são mais frequentes por recurso ao trabalho colectivo e por má organização do trabalho e com empresas de subempreiteiros.

Um terceiro grupo mostra que a associação mais forte acontece quando os acidentes ocorrem em micro empresas, em que não existe plano de segurança e saúde, nem qualquer tipo de pessoal afecto à segurança, são mais frequentes no trabalho individual, com trabalhadores efectivos e o empregador neste caso é empreiteiro. O quarto grupo representa os acidente Técnico seg nas grandes empresas, nestes casos são mais frequentes quando1,5 existe coordenador de segurança e plano de segurança e saúde e boa organização do trabalho. Existe sem aplicar Precários Dimensão 2: Factores ligados a contratação 1,0

–  –  –

Depois de analisadas todas as não conformidades, através do levantamento exaustivo de dados e pelo plano das não conformidades, através do diagrama de gants, onde se consegue ver de uma forma explícita no tempo, a duração das não conformidades, a sua interligação e a data de fecho e de reabertura, que por vezes é muito curto, conseguem-se tirar conclusões interessantes. Da observação do diagrama de gants é evidente o tempo que se leva a proceder à regularização das anomalias de segurança, e para o facto de poucos dias depois está voltar a abrir. Outro aspecto é o facto do fecho de algumas não conformidades estarem dependentes de outras [5]. Tudo isto pode-se dever fundamentalmente à uma falta de política, empenho e organização em matéria de segurança por parte da entidade empregadora. Se a entidade empregadora não estiver mentalizada para a implementação das medidas de segurança necessárias para o bom desenvolvimento da construção, será muito difícil de lhe demonstrar o contrário.

Através das não conformidades de segurança mais frequentes e do número de vezes que estas se repetem consegue-se ter uma noção da probabilidade de ocorrerem estas anomalias noutras obras de construção, dada esta repetição. Verifica-se que na linha da frente em matéria de não cumprimento do plano de segurança e saúde se encontram o uso de plataformas de trabalho incompletas, a utilização de escadas de acesso sem condições de segurança, a falta de guarda corpos como por exemplo na bordadura das lajes, na montagem de cofragem, nos andaimes, em aberturas no pavimento, etc., das quais o seu não cumprimento aumenta significativamente os riscos de queda em altura e do mesmo nível, observando os acidentes em análise este facto também se comprova. Quer-se com isto evidenciar a probabilidade de se utilizarem plataformas de trabalho incompletas em muitas obras. Outros erros comuns estão associados às operações com gruas, na elevação de cargas utilizando os dispositivos inadequados ao tipo de cargas, assim como os meios auxiliares de elevação inadequados e à movimentação de cargas suspensas feita de forma incorrecta, que leva a um aumento do risco de queda dos materiais. Daqui se depreende que é fundamental que o plano de segurança passe a ser visto como um projecto de especialidade a cumprir, adequado à obra e adaptado à medida que a obra evolui e principalmente implementado. Nota-se que a implementação da directiva estaleiros veio contribuir de uma forma significativa para a diminuição dos acidentes, mas ainda precisa de ser melhorada a implementação dos planos de segurança em obra e uma consciencialização de que este é um projecto de especialidade a ser feito e cumprido.

4. REFERÊNCIAS [1] Ministério da Segurança Social e do Trabalho – Decreto-lei n.º 273/2003,DR – I Série A, n.º 251, de 29 de Outubro de 2003, referentes as condições de segurança no trabalho em estaleiros temporários ou móveis que vem revogar o decreto-lei n.º 155/95 de 1 de Julho de 1995 [2] REIS, Cristina - Dissertação para obtenção do grau de doutor em engenharia civil – Melhoria da Eficácia dos Planos de Segurança na Redução dos Acidentes na Construção – FEUP, Março de 2008 [3] CARVALHO, Helena – Apontamentos de Análise de Correspondências Múltiplas – Pós graduação em análise de dados para ciências sociais, ISCTE 2007 [4] Reis, Cristina, Soeiro Alfredo – Economia dos Acidentes na construção – Simulação e Análise, Estudo de Alguns Casos, ISHST, Lisboa, 2005.

[5] Dos Reis, Cristina - Análise da Implementação dos Planos de Segurança em obra – Faculdade de Engenharia da Universidade do porto, Porto, Janeiro de 2000.

–  –  –

Consonância comportamental com sinais de emergência – Teste piloto em Realidade Virtual Behavioral compliance with emergency exit signs - Pilot test in Virtual Reality Ribeiro, J.a; Marçalo, T.a; Rebelo, F.a; Vilar, E.a; Teixeira L.a; Duarte, E.b; Noriega P. a a Laboratório de Ergonomia, FMH / Universidade Técnica de Lisboa, Estrada da Costa, 1499-002 Cruz Quebrada– – Dafundo Portugal, joao.david.ribeiro@gmail.com; taniamarcalo@gmail.com; elipessoa@gmail.com;

lmteixeira@fmh.utl.pt; frebelo@fmh.utl.pt; pnoriega@fmh.utl.pt; bUNIDCOM / IADE - Escola Superior de Design, Av.

D. Carlos I, 4, 1200-649 Lisboa – Portugal, emilia.duarte@iade.pt

1. INTRODUÇÃO Embora os sinais e avisos de segurança devam ser a última opção dentro de uma estratégia de prevenção, eles são fundamentais pois podem evitar a ocorrência de acidentes, lesões, danos materiais e prejuízos (Duarte & Rebelo, 2007).

No entanto, a importância dos sinais e avisos de segurança depende da sua capacidade para influenciar o comportamento humano. Como tal, a sua má concepção, ou aplicação incorrecta, constitui um problema grave, podendo colocar em risco a vida das pessoas, bem como resultar em prejuízos económicos. No entanto, a eficácia dos avisos e sinais também é fortemente afectada por características externas ao seu próprio design, nomeadamente, características individuais dos utilizadores e outras dos envolvimentos. Deste último grupo de características, destacamos as características físicas dos ambientes (e.g., dimensões, iluminação, obstáculos à locomoção), que podem influenciar as pessoas quando optam entre os caminhos possíveis a seguir, tanto em situações do quotidiano (Duarte, Vilar, Rebelo, Teles, & Almeida, 2011), como em situações de emergência (Vilar, Rebelo, Noriega, & Teixeira, 2011). Como tal, os sinais ambientais, nomeadamente os direccionais de emergência, devem considerar estas características do ambiente de forma a se sobreporem às mesmas.



Pages:     | 1 |   ...   | 119 | 120 || 122 | 123 |   ...   | 153 |


Similar works:

«SW Student Attitudes 1 Social Work Student Attitudes toward Abortion L. Shevawn Akers Gretchen E. Ely Liliane Sparkes University of Kentucky Citation in APA Format: Akers, L. S., Ely, G. & Sparkes, L. D. (2008). Social work student attitudes toward abortion. Paper available from the CREEK Program webpage on the University of Kentucky website: http://www.uky.edu/programs/CREEK/Papers.html ©2008 L. Shevawn Akers and Gretchen E. Ely SW Student Attitudes 2 Abstract Purpose: To explore social work...»

«Paradigms Regained: Toward Integrating Objectivism and Constructivism in Instructional Design and the Learning Sciences Johannes Cronjé This article proposes a model that integrates the traditionally conflicting objectivist and constructivist approaches to instructional design. I argue that these two approaches are complementary rather than oppositional. I present and analyze two learning programs in order to show how learning events can contain both objectivist and constructivist elements. By...»

«Enterprise Resource Planning Solutions & Management Fiona Fui-Hoon Nah IRM PRESS Enterprise Resource Planning Solutions and Management Fiona Fui-Hoon Nah, Ph.D University of Nebraska, Lincoln, USA IRM Press Publisher of innovative scholarly and professional information technology titles in the cyberage Hershey • London • Melbourne • Singapore • Beijing Acquisitions Editor: Mehdi Khosrow-Pour Managing Editor: Jan Travers Assistant Managing Editor: Amanda Appicello Copy Editor: Amanda...»

«14.10.2014 CLIPPING INTERNACIONAL NEGINT Sexta-Feira, 14 de outubro de 2014 Índice I. OMC _ 2 India loses case against US in WTO on poultry; may appeal _ 2 II. NEGOCIAÇÕES REGIONAIS E BILATERAIS _ 3 NZ in free trade talks with South Korea _ 3 Ukraine, EU to Launch Free Trade Zone if Russia Violates Brussels Agreements _ 4 III. MERCOSUL 5 Chile apuesta en la unión entre A. del Pacífico y Mercosur _ 5 IV. OUTROS 7 Network Theory Reveals The Hidden Link Between Trade And Military Alliances...»

«Contents v Foreword Welcome Address Tsutomu Matsumoto Opening Remarks Satoshi Wakimoto Rice Cultivation Problems in Asia and IRRI’s Role in their Solution Hiroshi Ikehashi Research on Paddy Soil Fertility in Tropical Asia Hideaki Kai Comments on Dr. Kai’s Paper: Mineralization of Soil Nitrogen in Thailand Michio Araragi Common Rice Virus Diseases in Southeast Asia and Japan Akira Shinkai Comments on Dr. Shinkai’s Paper: Occurrence of Rice Waika Disease in Japan Yasumichi Nishi Comments on...»

«Selection Opportunities from using Abattoir Carcass Data Background Genetic improvement of beef carcass traits currently uses predictor traits, weight and ultrasound measurements, taken on live animals. These are mainly recorded on pedigree animals in low numbers, whereas, carcass phenotypes taken from abattoir records are mostly measured outside the pedigree sector and are available in large quantities. The extra information from abattoir data may improve the accuracy of future genetic...»

«UNITED STATES DISTRICT COURT NORTHERN DISTRICT OF ILLINOIS EASTERN DIVISION SKF USA INC., ) ) Plaintiff, ) ) v. ) No. 08 C 4709 ) DALE H. BJERKNESS, KEVIN KOCH, ) Judge Rebecca R. Pallmeyer JOSEPH J. SEVER, and ) WALTER REMICK, JR., ) ) Defendants. ) ) ) SKF USA INC., ) ) Plaintiff, ) ) v. ) No. 09 C 2232 ) EQUIPMENT RELIABILITY SERVICES, ) Judge Rebecca R. Pallmeyer INC., ) ) Defendant. ) MEMORANDUM OPINION AND ORDER Defendant Dale Bjerkness worked for Preventive Maintenance Company, Inc.,...»

«JOURNAL OF INFORMATION SCIENCE AND ENGINEERING 27, 789-804 (2011) Short Paper Improving MapReduce Performance by Exploiting Input Redundancy* SHIN-GYU KIM, HYUCK HAN, HYUNGSOO JUNG+, HYEONSANG EOM AND HEON Y. YEOM School of Computer Science and Engineering Seoul National University Seoul, 151-744, Korea + School of Information Technologies University of Sydney NSW 2006, Australia The proliferation of data parallel programming on large clusters has set a new research avenue: accommodating...»

«Citation: Roynarin, Wirachai (2004) Optimisation of vertical axis wind turbines. Doctoral thesis, Northumbria University.This version was downloaded from Northumbria Research Link: http://nrl.northumbria.ac.uk/1655/ Northumbria University has developed Northumbria Research Link (NRL) to enable users to access the University’s research output. Copyright © and moral rights for items on NRL are retained by the individual author(s) and/or other copyright owners. Single copies of full items can...»

«GLENBRAE HOUSE HANDBOOK 2014-2015 Contents Glenbrae Ethos and Aims Page 4 Welcome to Glenbrae 5 Section A: Who’s Who in Glenbrae 6 Staff Your Tutor Tutor Group Allocation Non-Teaching Staff House Authority Prefects Section B: House Routine 10 Daily Routine New Pupils Signing In/Signing Out Perth Leave Visitors Roll Call/House Meeting Day Girls Bounds Weekends Out House Bank and Valuables House Tuck Shop House Laundry Kitchens Rooms Decorating Rooms Foyer Common Rooms, TV and Video Newspapers...»

«Economics 2010 (Morey) First Midterm, Fall 2012 Version A I have commented on some of the questions, mostly the ones that people had the most trouble with, but a few just for the hell of it.1. I am a firm that needs to dump my toxic waste in a stream, only one stream. I know that after I do it, I will be sued by the Federal Government and forced to pay damages in the sum of total lost consumer's surplus to everyone who fished at the site before I dumped. Ignoring the varying cost of...»

«Harvest Natural Resources, Inc. 2006 Annual Report Table of Contents UNITED STATES SECURITIES AND EXCHANGE COMMISSION WASHINGTON, DC 20549 FORM 10-K (Mark One) ANNUAL REPORT PURSUANT TO SECTION 13 OR 15(d) OF THE SECURITIES EXCHANGE ACT OF 1934 For the fiscal year ended December 31, 2006 or TRANSITION REPORT PURSUANT TO SECTION 13 OR 15(d) OF THE SECURITIES EXCHANGE ACT OF 1934 Commission File No.: 1-10762 HARVEST NATURAL RESOURCES, INC. (Exact name of registrant as specified in its charter)...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.