WWW.THESES.XLIBX.INFO
FREE ELECTRONIC LIBRARY - Theses, dissertations, documentation
 
<< HOME
CONTACTS



Pages:     | 1 |   ...   | 102 | 103 || 105 | 106 |   ...   | 153 |

«FICHA TÉCNICA Título Segurança e Higiene Ocupacionais - SHO 2012 - Livro de Resumos Autores/Editores Arezes, P., Baptista, J.S., Barroso, M.P., ...»

-- [ Page 104 ] --

Reid apresentou uma explicação termodinâmica para o fenómeno de BLEVE, através da teoria do limite do sobreaquecimento (sigla em inglês SLT) (Reid, 1979, pp. 1263-1265).Quando acontece uma descida abrupta da pressão de um gás liquefeito origina uma mudança de estado líquido para vapor/gás sem que o fluído tenha tempo de entrar em ebulição completa. Isto faz com que passe para um estado de sobreaquecido, ou seja, em que a pressão do fluido é inferior à pressão de saturação, ou seja o fluido entra numa zona de metaestabilidade termodinâmica (Mengmeng, 2007, p. 10), quando se passa para esta posição na zona de metaestabilidade pode ocorrer uma explosão, contudo não ocorre o BLEVE (caso da passagem A, da Figura 1). OBLEVE apenas ocorre quando se passa para a zona instável, ou seja, quando se cruza a linha espinodal (caso da passagem B, da Figura 1).

A curva espinodal, ou linha limite de sobreaquecimento, é definida pelos pontos em que a derivada parcial da equação de Van der Waals ou da equação de Redlich–Kwong se tornam nulas, ou seja, (Sallaa, Demichelab, & Casal, 2006, p. 693).

As causas para a rutura podem dever-se ao aumento da energia acumulada no interior do reservatório para um valor superior àquele para o qual foi projetado ou ao facto de a resistência do reservatório ter uma solicitação externa superior à projetada (VROM, 2005 p. 7.16).

Este tipo de acidente apresenta como consequência a produção de uma onda de choque e projeção de fragmentos, primários (provenientes da rutura do reservatório) e secundários (provenientes de materiais projetados pela onda de choque - vidros, materiais de construção, …). Sendo o conteúdo libertado combustível, poderá ser também produzida uma bola de fogo (Center for Chemical Process Safety, 2010 p. 320). No corpo humano, as ondas de choque podem provocar rutura dos elementos internos, como os pulmões e os ouvidos. Em alguns casos podem mesmo provocar a projeção das pessoas. Tudo isto para além dos danos nas estruturas (VROM, 2003 p. 5). A bola de fogo gerada poderá ainda provocar queimaduras e incêndios.

A probabilidade de ocorrer o tipo de acidente referido no parágrafo anterior é relativamente baixa, sendo inferior a 1×10 -6 por ano (Chakrabarti, et al., 2011). Este valor é indicativo para BLEVE em cisternas transportáveis.

–  –  –

Figura 1 –Curva/linha limite de sobreaquecimento (espinodal) e curva saturação do vapor do propano. Adaptado (Less, 1996, p. 17182) Para se poder estimar as consequências das explosões há duas visões: a norte americana através da CCPS (com os estudos de Q. A.Baker) e a holandesa através da VROM (liderada por Van Den Berg).

Na Península Ibérica ocorreram dois acidentes significativos, ambos em Espanha. Um em 11 de Julho de 1978, em San Carlos, onde uma fuga de propileno causou 25 mortes e 211 feridos e outro em 22 de Junho de 2002 com libertação de 48 m3 de gás natural liquefeito, GNL, em Tivissa, do qual resultaram um morto e dois feridos.

O último acidente relatado, data de 29 de Junho de 2009, tendo ocorrido com um comboio com 14 vagões de transporte de GPL, em Viarreggio, Itália. Neste acidente pereceram cerca de 30 pessoas, provocando milhares de euros em perdas materiais (Landucci, et al., 2011).

O risco associado a este tipo de transporte tem aumentado gradualmente com o aumento do tráfego (Van der Torn, 2008 pp. 343-379) e das quantidades transportadas.

Estima-se que entre1940 e2005 pereceram, no mundo, devido a fenómenos de BLEVE, cerca de 1.000 pessoas, 10.000 ficaram feridas e os danos patrimoniais ascenderam a biliões de dólares (Abbasi, et al., 2007).

O risco associado a um acidente do tipo BLEVE, num reservatório estático, é baseado nas condições do reservatório no momento da rutura e do tipo de conteúdo (VROM, 2005 p. 7.16). Quando este está sujeito a transporte é introduzido outro fator, o tipo de via de comunicação e densidade populacional por onde circula (VROM, 2005 p. 1.1) e ainda a densidade de tráfego. Como se pode verificar o risco para a sociedade é maior num acidente com uma cisterna de GPL numa via urbana de grande intensidade do que a rutura de um reservatório de ar comprimido numa instalação industrial.

As consequências dos BLEVE estão relativamente bem estudadas como um único fenómeno, sem ter em conta a envolvente ambiental. Abbasi apresenta (Abbasi, et al., 2007 pp. 489-519) cerca de 20 fórmulas, apresentadas entre1973 e1999, para a determinação do diâmetro e duração de uma bola de fogo.

A tendência de investigação sobre a prevenção do BLEVE, a nível de projeto dos reservatórios/cisternas, incide essencialmente em duas áreas: na avaliação do desempenho das válvulas de segurança e na proteção passiva, através do melhoramento do comportamento do reservatório ao calor. Uma das principais linhas de investigação na área do comportamento dos reservatórios ao BLEVE é encabeçada por Birk, investigador canadiano.

Ao melhorar o desempenho e a fiabilidade das válvulas de segurança ir-se-á melhorar o escoamento do fluído e desse modo evitar a rutura dos reservatórios por excesso de pressão (Pierorazio, et al., 2000 pp. 60-65), (Jonathan, et al., 2002 pp. 227-236).

Se melhorar a resistência ao calor dos reservatórios/cisternas, através de revestimentos, aumenta o tempo de resistência do reservatório ao colapso, permitindo, deste modo, tomar todas a medidas necessárias para a evacuação das pessoas e minorar os danos materiais, estando estimado que o risco individual pode diminuir em 50% (Landucci, 2009 pp. 1182O estudo do comportamento dos reservatórios/cisternas continua a ser importante já que os códigos de construção, por razões de mercado, estão a diminuir as exigências, pondo em causa a segurança das pessoas e bens (Birk, 2005 p. 55).





Devido às consequências altamente gravosas do BLEVE e ao elevado tráfego de camiões cisternas de GPL na Holanda o governo Holandês, em 2006, teve a iniciativa de constituir um grupo de trabalho informal de estudo para a redução do risco de BLEVE, no âmbito do Conselho Economico e Social das Nações Unidas (Gomes, 2008). Deste grupo surgiram

as seguintes medidas:

 Medidas técnicas (Válvula de segurança, isolamento térmico, Pára-sol, esferas de alumínio no interior do reservatório, proteção adicional contra impactos, …)  Medidas organizacionais (Inspeções periódicas, itinerários dedicados, velocidade controlada, formação, sistema de gestão da segurança, controlo de álcool e drogas, …).

Occupational Safety and HygieneInternational Symposium on

Atualmente, este grupo continua a desenvolver os estudos para os quais foi criado, procurando encontrar as medidas mais adequadas, tendo em conta a respetiva viabilidade económica. O desenvolvimento deste estudo está prevista durar até 2012 (Working Party on the Transport of Dangerous Goods - Economic Commission for Europe, 2011).

4. CONCLUSÃO BLEVE é um acidente do tipo tecnológico que tem consequências bastantes gravosas, como: onda de pressão, projeção de fragmentos e a bola de fogo (no caso de fluidos combustíveis, GPL). Este tipo de acidente tem baixa probabilidade de acontecer. Contudo aumenta quando os reservatórios sob pressão são móveis (camiões cisternas).

A tendência para melhorar a prevenção do BLEVE focaliza-se na construção dos reservatórios, desde a utilização de códigos de construção, aplicação de revestimentos e melhoramento da eficiência das válvulas de segurança.

5. REFERÊNCIAS Abbasi, T. e Abbasi, S. A. 2007. The boiling liquid expanding vapour explosion (BLEVE): Mechanism, consequence assessment, management. s.l. : Journal of Hazardous Materials, 2007. pp. 489-519. Vol. 141.

Birk, A. M. 2005. The effect of reduced design margin on the fire survivability of ASME code propane tanks. 2005. p. 55. Vol. 127.

Center for Chemical Process Safety. 2010. Guidelines for Vapor Cloud Explosion, Pressure Burst, BLEVE anda Flash Fire Hazards. 2.

New Jersey : Wiley, 2010.

Chakrabartia, U. K. e Parikh, J. K. 2011. Class-2 hazmat transportation consequence assessment on surrounding population. s.l. :

Journal of Loss Prevention in the Process Industries, 2011.

Chakrabartia, Uday Kumar e Parikh, Jigisha K.. 2011. Route risk evaluation on class-2 hazmat transportation. 2011. pp. 248-260. Vol.

Volume 89.

Working Party on the Transport of Dangerous Goods - Economic Commission for Europe, 2011, Report of the informal working group on reduction of the risk of a BLEVE.

Gomes, B., 2008, CNTMP/2008/7 - Relatório da participação portuguesa, Comissão Nacional de Transporte de Mercadorias Perigosas.

Less, Frank P, 1996, Loss Prevention in the Process Industries: Hazard Identification, Assessment and Control – 2Rev ed, Butterworth-Heinemann, Vol. 2 p. 17/182.

Jonathan, D. J., et al. 2002. Fire tests to study the effect of pressure relief valve blowdown on the survivability of propane tanks in fires. 2002. pp. 227-236. Vol. 21.

Landucci, G. 2009. Experimental and analytical investigation of thermal coating effectiveness for 3 m(3) LPG tanks engulfed by fire.

2009. pp. 1182-1192. Vol. 161.

Landucci, Gabriele, et al. 2011. The Viareggio LPG accident: Lessons learnt. s.l. : Journal of Loss Prevention in the Process Industries,

2011. pp. 466-476. Vol. 24.

Mengmend, Xie, Thermodynamic and gas dynamic aspects of a BLEVE, 2007, p.10 Pierorazio, A. J. e Birk, A. M. 2000. Dynamic behaviour of transportation pressure relief valves under simulated fire impingement conditions. 2000. pp. 60-65. Vol. 122.

Reid, R.C., Possible mechanism for pressurized-liquid tank explosions or BLEVE’s, science, 1979, pp. 1263-1265, Vol. 203.

Sallaa, J. M.; Demichelab, M.; Casal, J. BLEVE: A new approach to the superheat limit temperature, Journal of Loss Prevention in the Process Industries, 2006, pp. 690–700. Vol. 19

Van der Torn, P. 2008. How to Plan for Emergency and Disaster Response Operations in View of Structural Risk Reduction. s.l. :

Resilience of Cities to Terrorist and other Threats, 2008. pp. 343-379.

VROM. 2003. Effecten van explosie op personen. s.l. : VROM, 2003.

VROM.2005. Guideline for Quantitative Risk Assessment - Part two - Transport. s.l. : VROM, 2005.

VROM. 2005. Methods for the calculation of Physical Effects - Due to releases of harzardous materials (liquids and gases). s.l. :

VROM, 2005.

Exposição do Recém-Nascido ao ruído em duas Unidades de Cuidados Intensivos da Neonatologia Newborn exposure to noise in two intensive care units of neonatology Pedrosa, Eunicea; Simões, Hélderb; Figueiredo, Joãoc, Ferreira, Anad b a ESTeSC, Discente de Saúde Ambiental, email: nice_pedrosa@hotmail.com; ESTeSC, Docente do Departamento de c Saúde Ambiental, email: heldersimoes@estescoimbra.pt; ESTeSC, Docente do Departamento de Ciências Complementares, email: jpfigueiredo@estescoimbra.pt; d ESTeSC, Docente do Departamento de Saúde Ambiental, email: anaferreira@estescoimbra.pt

1. INTRODUÇÃO O ruído e os seus efeitos no organismo Humano, é cada vez mais alvo de atenção. À medida que a civilização “progrediu” o ruído ambiental aumentou. Os efeitos adversos do ruído são difusos em relação à fisiologia humana e produzem mudanças em vários biossistemas além do sistema auditivo (Katz, 1999).

O meio hospitalar, é um ambiente stressante, movimentado e ruidoso. A chegada de um doente grave é anunciada por uma sirene de ambulância. Misturam-se choros de crianças e mães, camas a serem movidas pelos corredores imensos, pessoas a falar alto e os sistemas de amplificação para comunicar informações gerais ou a pedir a presença de um médico para algum local (Fernandes, 2007). Na UCIN, também se verifica um ambiente ruidoso devido à utilização de vários equipamentos de alta tecnologia que permitem manter as funções vitais dos bebés prematuros (por vezes com 24 semanas de gestação). Aqui o recém-nascido (RN) está submetido a ruídos que são produzidos por ventiladores, incubadoras, monitores, alarmes, aspiradores de secreção, saídas de oxigénio e ar comprimido, telefones, diálogos estabelecidos entre os profissionais e familiares, que podem comprometer o bem-estar do bebé e prejudicar seu desenvolvimento (Katz, 1999; Kakehashi, Pinheiro, Pizzarro, & Guilherme, 2007). Embora seja preciso aumentar o conhecimento sobre os danos provocados pela exposição precoce a níveis elevados de ruído, a permanência na Unidade de Neonatologia, por um período superior a 48 horas, é considerada factor de risco para a acuidade auditiva (Nogueira, Piero, Ramos, Souza, & Dutra, 2011). Alguns estudos, nesta área afirmam que os níveis de ruído ambiente nestas Unidades, podem levar a danos na cóclea com perda de audição e impossibilitar o sono, comprometendo os recursos fisiológicos do RN (Katz, 1999;

Scochi, Riul, Garcia, Barradas, & Pileggi, 2001).



Pages:     | 1 |   ...   | 102 | 103 || 105 | 106 |   ...   | 153 |


Similar works:

«Financial Indemnity Company A part of Mailing Address For applications, endorsement requests and other mail: Financial Indemnity CompanyA part of Kemper Specialty PO Box 223687 Dallas, TX 75222-3687 For Payments: Kemper Specialty California PO Box 660420 Dallas, TX 75266-0420 Product Guide PPA For overnight deliveries and couriers: Financial Indemnity CompanyS Product A part of Kemper Specialty Executive Center II 8360 LBJ Freeway Suite 400 Dallas, TX 75243 Effective November 15, 2013 Important...»

«West Dorset Urban Character Assessment – consultation draft September 2008 5. DORCHESTER 5.1. Introduction Dorchester lies on the southern banks of the Frome Valley, extends southwards 5.1.1. from the river towards the rising ground of The Ridgeway's dip slope some 3 miles from the town. Key landmarks visible from a wide area include St Peter's church tower, All Saints' spire, the Corn Exchange clock tower, the water tower, the more modern county hospital and the brewery chimney. The abundant...»

«Development Geography Occasional Paper Diversification of livelihood strategies and the transformation of pastoralist life among Afar women in Baadu Ethiopia Helena Inkermann No. 04 April 2015 Bonn Development Geography Edited by the section for Development Geography Department of Geography University of Bonn Occasional Papers of the section for Development Geography serve to disseminate research results prior to publication in order to encourage the exchange of ideas and academic debate....»

«Gluten-Free Foods Food Additives, Chemical Contaminants & Residues Gluten-Free Foods Published by: Food Safety Authority of Ireland Abbey Court Lower Abbey Street Dublin 1 Advice Line: 1890 336677 Telephone: +353 1 817 1300 Facsimile: +353 1 817 1301 E-mail: info@fsai.ie Website: www.fsai.ie © 2008 Applications for reproduction should be made to the FSAI Information Unit ISBN 1-904465-56-0 CONTENTS EXECUTIVE SUMMARY 1. INTRODUCTION 1 2. THE COELIAC CONDITION AND ITS PREVALENCE IN THE IRISH...»

«S15-13 Rationale for Visiting, Collaborators, Affiliates handbook changes. The proposed changes to the Faculty Handbook sections dealing with Visiting, Collaborator and Affiliates appointments has the goal of eliminating the Collaborator appointment type and clarifying the definition of Visiting and Affiliate faculty appointments at Iowa State University. Furthermore, the goal is to clarify policies regarding faculty governance, faculty rights and responsibilities, and review/advancement for...»

«que es corriente continua que es corriente continua Corriente continua (CC) Electrónica Unicrom La corriente continua es un flujo de electrones por un conductor. La corriente continua (CC) no cambia su magnitud ni su dirección con el tiempo. CONCEPTO DE CORRIENTE ALTERNA CONCEPTO DE CORRIENTE ALTERNA. La corriente alterna es aquella en que la que la intensidad cambia de dirección periódicamente en un conductor. como ¿que es la corriente continua pulsante | 10.06.2008· Best...»

«Forward astronaut Capt. Edgar D. Mitchell, Ph. D. ETHERTECHNOLOGY A Rational Approach to Gravity Control by Rho Sigma THE UNDERGROUND CLASSIC IS BACK IN PRINT! THE NEW SCIENCE SERIES: •MAN-MADE UFOS: 1944—1994, 50 Years of Suppression •UNDERGROUND BASES & TUNNELS •THE FREE ENERGY DEVICE HANDBOOK •THE FANTASTIC INVENTIONS OF NIKOLA TESLA •THE ANTI-GRAVITY HANDBOOK •ANTI-GRAVITY & THE WORLD GRID •ANTI-GRAVITY & THE UNIFIED FIELD •VIMANA AIRCRAFT OF ANCIENT INDIA & ATLANTIS THE...»

«NOTICE LOTS in Northwood will be conveyed by the Roland Park Montebello Company, subject to the provisions of the Deed and Agreement of which the within is a copy. As the restrictions, easements, covenants, conditions, charges, etc., affecting Northwood are contained ONLY in this instrument and will NOT be repeated in the deeds from the Company to purchasers, it is essential that, for their information and guidance, purchasers should carefully ready and preserve this pamphlet; upon sale, the...»

«IN THE COURT OF CHANCERY OF THE STATE OF DELAWARE IN RE EL PASO CORPORATION ) Consolidated SHAREHOLDER LITIGATION ) Civil Action No. 6949-CS MEMORANDUM OPINION Date Submitted: February 9, 2012 Date Decided: February 29, 2012 Stuart M. Grant, Esquire, Megan D. McIntyre, Esquire, Christine M. Mackintosh, Esquire, GRANT & EISENHOFER P.A., Wilmington, Delaware; Christine S. Azar, Esquire, Charles B. Vincent, Esquire, LABATON SUCHAROW LLP, Wilmington, Delaware; Mark Lebovitch, Esquire, Jeremy...»

«DETAILED SYLLABUS Semester I PART I HOTEL FRENCH I (CREDITS 3) Prescribed Text book: Rajeswari Chandrasekar, Rekha Hangal, Chitra Krishnan, Le Ninan, Asha mokashi A Votre Service, Tome I General Book Depot, New Delhi 1999 ( with Audio – Cassettes ) Lesson 1 -6 ( including Informations culturelles) PART II ENGLISH I (CREDITS 3) (Prose, Short story, Grammar and Composition) Syllabus as prescribed by Madurai Kamaraj University CORE MAJOR 1: FOOD PRODUCTION AND PATISSERIE (CREDITS 4) Objectives:...»

«File: 17.Ortman (final) Created on: 1/27/2006 11:09 AM Last Printed: 1/31/2006 2:38 PM Parents, Subsidiaries, and RICO Distinctiveness William B. Ortman† I. INTRODUCTION A. The Problem of Parent-Subsidiary Distinctiveness This Comment challenges the existing circuit court approaches governing when parent corporations and their wholly-owned subsidiaries satisfy the distinctiveness requirement of 18 USC § 1962(c). Section 1962(c), which was added to the federal criminal lexicon in 1970 as part...»

«A Comparison Converted-Wave of BinningMethods A comparison of converted-wave binning methods using a synthetic model of the Highwood Structure, Alberta Armin W. Schafer ABSTRACT Various converted-wave binning methods (CMP, asymptotic CCP, depthvariant CCP, and PSV DMO) were applied to a synthetic PSV seismic data set, modeled after the Highwood Structure of SW Alberta. The effect of reversing the polarity of the trailing spread is also considered. It is found that depth-variant CCP binning and...»





 
<<  HOME   |    CONTACTS
2016 www.theses.xlibx.info - Theses, dissertations, documentation

Materials of this site are available for review, all rights belong to their respective owners.
If you do not agree with the fact that your material is placed on this site, please, email us, we will within 1-2 business days delete him.